Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemDave Mustaine mostra a forma curiosa como se aquece antes de um show do Megadeth

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemAbba e a imensa importância do Deep Purple na sonoridade de suas músicas clássicas

Marcello Pompeu: ele conta por que não se posiciona politicamente, apesar de cobranças

imagemQueen e a artimanha infantil de Roger Taylor pra ganhar mais dinheiro que os outros

imagemBlind Guardian divulga capa, nomes e duração das faixas de seu novo álbum


Stamp

Flageladör: lançando seu novo álbum em São Paulo

Resenha - Flageladör, MadDög e Gomorraa (C.I.A.M., São Paulo, 06/01/2019)

Por Alexandre Veronesi
Em 21/01/19

Dando início aos trabalhos de 2019, logo no primeiro domingo do ano pudemos prestigiar um evento de peso que aconteceu no C.I.A.M. - Centro de Incentivo à Arte e Música (localizado na zona leste da capital paulista), encabeçado pela lenda do underground metálico FLAGELADÖR (RJ), ao lado das bandas MADDÖG e GOMORRAA.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O pontapé inicial foi dado pelo GOMORRAA, horda paulistana de Black/Thrash Metal fundada em 2014, e integrada por Mike Dorsal (vocal), Mauricio Skonger (guitarra), Natan Crucifier (guitarra), Cris Blasphemator (baixo) e G. Devastatör (bateria). O repertório, de pouco mais de 30 minutos, foi calcado majoritariamente no mais recente EP do grupo, chamado "Negro Culto de Rais" (2018), através de ritos profanos como "Dança das Bruxas", "Triunfo do Anjo Suicida" e "Obsessão Sexual" (regravação do EP homônimo de 2015), além de apresentar versões para clássicos do Sarcófago e Bathory, mais alguns sons novos, como "Condessa das Artes Cruéis" e "Sacrifício de Fogo", que se farão presentes em seu primeiro full-lenght, o qual deve ser lançado ainda em 2019. A performance do quinteto foi brutal e altamente coesa, tendo como destaque o vocalista Mike Dorsal, com suas macabras poses e expressões faciais. Uma grata surpresa, inaugurando o evento da melhor forma possível.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Na sequência tivemos o MADDÖG, grupo formado no ano de 2013, e já bastante conhecido no cenário paulistano. Erick MadDög (vocal e guitarra), Ric Mukura (guitarra), Filipe Moriarty (baixo) e Wesley Simões (bateria) já chegaram enfiando o pé na porta com a trinca "The Röar Of The Dogs", "Possessed By Fuel" e "No Live To Follow", contagiando o bom número de bangers presentes no recinto. O ponto alto do show certamente foi a dobradinha "Nightrider" e "Outbreak Of Evil", hino absoluto dos alemães do Sodom. Muito bacana também foi ver a participação do ex-baterista Jean Praelli em "Doomsday". A atuação extremamente enérgica destes filhos de Venom e Motörhead se findou com "Nightmare", "Beyond Thunderdome" e "Going To Hell", após cerca de meia-hora de som. Vale citar que o MADDÖG representa, especialmente no quesito "ao vivo", aquela "vibe" eletrizante que só o underground consegue nos proporcionar.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Por último, mas não menos importante, veio o FLAGELADÖR. Realizando o lançamento de seu quarto álbum de estúdio, o excelente "Predileção pelo Macabro", esta instituição do submundo formada por Armando Exekutör (vocal e guitarra), Jean Nightbrëaker (guitarra), Alan Öld-Sküll (baixo) e Hugo Golön (bateria) iniciou a apresentação, ironicamente, com 3 canções de seu primeiro disco, o aclamado "A Noite do Ceifador" (2006), com a intro instrumental "Ultimatum", seguida por "Flageladör" e "Perseguir e Exterminar". O que veio logo após foi uma verdadeira devastação sonora, comandada com punhos de aço pelo líder / frontman Armando, e o repertório foi um turbulento e agradável passeio pelos quase 20 anos de carreira do grupo. Petardos como "Terror Pós-Atômico", "Ao Vivo no Inferno", "Missão Metal", "Cruzada ao Lado de Satã", "Obcecado por Sangue" e "Assalto da Motosserra" foram executados de forma cortante, visceral e totalmente orgânica. O encerramento deste ótimo show se deu através de "Render-se Jamais" (originalmente não constava no setlist) e "Unidos pelo Metal", que assim como grande parte do set, tiveram suas letras bradadas a plenos pulmões pela platéia.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Temporada 2019 aberta em grande estilo, e que venham os próximos!
O underground vive!

SETLISTS

FLAGELADÖR

01. Ultimatum / Flageladör
02. Perseguir e Exterminar
03. Terror Pós-Atômico
04. Ao Vivo no Inferno
05. Nas Minhas Veias Corre Fogo
06. Missão Metal
07. Contra Toda Forma de Poder
08. Cruzada ao Lado de Satã
09. Obcecado por Sangue
10. Assalto da Motosserra
11. Render-se Jamais
12. Unidos pelo Metal

MADDÖG

01. The Röar Of The Dogs
02. Possessed By Fuel
03. No Live To Follow
04. Nightrider
05. Outbreak Of Evil (Sodom)
06. Doomsday
07. Nightmare
08. Beyond Thunderdome
09. Going To Hell

GOMORRAA

01. Negro Culto de Rais
02. Dança das Bruxas
03. Condessa das Artes Cruéis
04. Ataque Sobre a Cidade Luz
05. Sacrifício de Fogo
06. Screeches From The Silence / The Laws Of Scourge (Sarcófago)
07. Deus Imperfeito
08. Triunfo do Anjo Suicida / Ritos Negros
09. Obsessão Sexual
10. War (Bathory)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Alexandre Veronesi

Colaborador sem descrição cadastrada.

Mais matérias de Alexandre Veronesi.