Duca Leindecker: apresentando Baixar Armas no Opinião

Resenha - Duca Leindecker (Opinião, Porto Alegre, 05/07/2018)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar Correções  

Por Marcele Lobo Nadalon

No dia 05 de julho, foi a vez do Bar Opinião, em Porto Alegre, receber o cantor e compositor gaúcho, Duca Leindecker, que apresentou o seu mais recente trabalho de estúdio. O álbum intitulado "Baixar Armas" foi lançado nas lojas e serviços de streaming no início do corrente ano.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme Duca, este álbum é um convite à reflexão sobre a epidemia de ódio e de intolerância que assolou o Brasil nos últimos anos. No setlist, também não faltaram sucessos da CIDADÃO QUEM, trabalho que realizou juntamente com seu irmão, Luciano Leindecker, e POUCA VOGAL, trabalho que realizou juntamente com Humberto Gessinger (ENGENHEIROS DO HAWAII).

O show teve início às 22h15; o pequeno atraso passou despercebido. Duca (guitarra, violão e piano), acompanhado de Claudio Mattos (bateria), Maurício Chaise (guitarra) e Igor Conrad (baixo), iniciaram o show com a canção que dá nome a sua tour "Baixar Armas", seguida de "Certeiro".

Antes de dar início à próxima canção, Duca dá boa noite a Porto Alegre e fala um pouco sobre o seu novo trabalho. E diz que não deixaria de tocar algumas ou muitas músicas dos outros discos e começa a cantar "Dia Especial", onde o público, cerca de 600 pessoas, cantaram e vibraram junto.

A sétima música, "Menina", é dedicada à sua filha Laura, de 2 anos de idade. Duca toca piano e emociona a todos com uma letra de grande sensibilidade e muito amor.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Impossível não citar "Os segundos", "Um dia / Tententender", "Girassóis" (música de Marcelo Truda), "Música inédita" e "O amanhã colorido", foram canções que fizeram e ainda fazem sucesso e levaram o público a cantar em uníssono, no tom mais alto que conseguiram alcançar. Foi lindo de ver e ouvir!

Em "Até aqui" Duca comenta que a música que tem muito a ver com o seu irmão Luciano e também cita o fato do Opinião ser um lugar que traz à memória a Cidadão Quem. A belíssima canção foi uma grande homenagem ao seu irmão. Para quem não se recorda, Luciano Leindecker, ex-baixista e companheiro de banda, morreu em novembro de 2014 aos 42 anos, em decorrência de complicações de um câncer na medula óssea.

No bis, Duca apresentou a tão esperada "Pinhal", e encerrou o show repetindo "Dia Especial". Novamente a plateia cantou junto com o músico e ao final do hit o ovacionou.

Duca e a banda fizeram um show incrível. Foram 90 minutos onde o poeta passeou por três décadas da sua carreira.

Vida longa a Duca Leindeker!

Vida longa ao pop rock gaúcho!

Setlist:

Baixar Armas
Certeiro
Dia Especial
Eterno Agora
Mais Uma Pra garantir
Bossa
Menina
Ao Fim de Tudo
Os Segundos
Espinho e Flor
Música Inédita
Depois da Curva
Zumbis e Fadas
Girassóis
Até Aqui
Moinhos Gigantes
Um Dia / Tententender
Bis
Pinhal
Dia Especial

Agradecimentos a Opinião Produtora

Fotos: Marcelo Schmidt
https://www.facebook.com/marceloschmidt84




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lemmy: Radiohead e Coldplay são bandas sub-emoLemmy
"Radiohead e Coldplay são bandas sub-emo"

Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outrosMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin