Bon Jovi Cover: resenha e fotos do show em Porto Alegre

Resenha - Bon Jovi Cover (Divina Comédia, Porto Alegre, 27/10/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ano de 1986 foi muito especial para a carreira do grupo de hard rock Bon Jovi. No dia 18 de agosto daquele ano era lançado "Slippery When Wet", o seu álbum mais vendido em toda a carreira. Os gaúchos da Bon Jovi Cover aproveitaram a ocasião e realizaram um show em homenagem aos 30 anos do maior clássico dos norte-americanos, no Divina Comédia bar em Porto Alegre.

Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaMotorhead: Lemmy conta seu segredo com as mulheres

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A formação do Bon Jovi era a mesma dos dois álbuns anteriores (Bon Jovi e 7800° Fahrenheit): Jon Bon Jovi (vocal), Richie Sambora (Guitarra), Tico Torres (bateria), David Bryan (teclados) e Alec John Such (baixo). O grande diferencial estava por trás dos panos, com a presença do produtor Bruce Fairbairn e do compositor Desmond Child.

O álbum mais importante do Bon Jovi fez 30 anos e não há registros de um tributo a ele. Foi o que motivou os gaúchos a ensaiarem essa apresentação.

A banda está na estrada desde 1995, desde lá já realizou muitos shows na capital e no interior do estado do Rio Grande do Sul. O que os mantém na ativa é a paixão pelas músicas de Richie, Jon e companhia. A formação atual conta com Márcio DeCamilis (vocal), Felipe Tormen (guitarra e vocal), Leonardo Favero (bateria), Rodrigo Excova (guitarra) e Bife (teclados e vocal).

A apresentação foi iniciada com "Let It Rock", que abre o "Slippery When Wet", em seguida "You Give Love A Bad Name" e "Living On A Prayer", músicas que dispensam comentários de tão fabulosas que são, assim como "Wanted Dead Or Alive", "Raise Your Hands", "I'd Die For You" e "Never Say Goodbye" que não apenas fazem parte do registro, mas também da trilha sonora da banda, visto que essas músicas não saem do set-list do Bon Jovi.

A surpresa estava nas composições que não são tocadas ao vivo com regularidade, como é o caso de "Social Disease", "Without Love" e "Wild In The Streets", que apesar de serem conhecidas, não possuem muita popularidade.

Ao término de "Wild In The Streets", os músicos continuaram tocando o que os americanos possuem de melhor. A "power ballad" "Always" ("Crossroad", 1994) foi a primeira. Outras músicas de diversas fases também estiveram presentes, entre elas "Have A Nice Day" (2005), "Born To Be My Baby" ("New Jersey", 1988) e "In These Arms" ("Keep The Faith", 1992).

Após 20 anos de carreira, a Bon Jovi Cover de Porto Alegre segue excursionando pelo sul do Brasil, sendo extremamente fiel às gravações de estúdio ou às clássicas versões ao vivo. Desde os vocais de Márcio aos backings de Bife e aos solos de Felipe à cozinha de Leonardo e Rodrigo.

Facebook:
https://www.facebook.com/bonjovicoverpoars

Set-list completo:
(Slippery When Whet)
Let It Rock
You Give Love a Bad Name
Livin' on a Prayer
Social Disease
Wanted Dead or Alive
Raise Your Hands
Without Love
I'd Die for You
Never Say Goodbye
Wild in the Streets

Always
Have Nice A Nice Day
Born to be My Baby
Blaze of Glory
It's My Life
You Give Love A Bad Name (reprise + convidados)
Bad Medicine
In These Arms




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de Shows

Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

Motorhead: Lemmy conta seu segredo com as mulheresMotorhead
Lemmy conta seu segredo com as mulheres


Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

adGoo336