Megadeth: uma performance excelente em Porto Alegre

Resenha - Megadeth (Pepsi On Stage, Porto Alegre, 16/08/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O grupo norte-americano Megadeth esteve em Porto Alegre na terça-feira dia 16 de agosto. Em janeiro deste ano a lançaram "Dystopia", que dá nome à atual turnê. O local escolhido foi o "Pepsi On Stage", que recebeu um público sedento pelo Thrash Metal que viria em seguida.

Dave Mustaine: Auto biografia é motivadora e humoradaGaleria - Mais que instrumentos, obras de arte

A abertura do evento foi realizada pelos gaúchos da It's All Red, que vem recebendo um ótimo espaço na cena regional, inclusive sendo escolhida por Dave Mustaine para participar da noite. A formação conta com Tom Zynski (vocal), Juliano Angelo e Rafael Siqueira (guitarras), Juliano Medina (baixo) e Renato Siqueira (bateria).

A banda está divulgando o seu álbum "Lead By The Blind" lançado em 2015, sendo as canções do seu álbum a base do show que iniciou com "All is Full of Red", seguida de "Killing a Dead Tree". Além de canções do novo trabalho, tocaram o cover de "Only" do Anthrax. A apresentação foi finalizada com "Integrate Forever".

O Megadeth é liderado por Dave Mustaine (vocal/ guitarra) e ainda conta com David Ellefson (baixo), ambos americanos. Os mais novos integrantes são o brasileiro Kiko Loureiro (guitarra) ex-Angra e o belga Dirk Verbeuren (bateria) ex-Soilwork. A terceira passagem da banda na capital gaúcha foi de muito sucesso. As anteriores ocorreram em 2010 no mesmo local e em 2013 em um show mais curto, na abertura para o Black Sabbath.

O show teve início com a clássica "Hangar 18" ("Rust In Peace", 1990). Na sequencia "The Threat Is Real", música do novo álbum e "Tornado of Souls" (também de "Rust in Peace"). Sem trocar muitas palavras com o público, Mustaine seguiu a apresentação com músicas do novo álbum e clássicos absolutos como pôde ser visto em "She-Wolf" e "Trust" de "Criptic Writings" (1997), "Sweating Bullets" ("Countdown to Extinction", 1992) e "A Tout Le Monde" ("Youthanasia", 1994).

A saída dos músicos para o bis foi muito breve, após "Symphony of Destruction" logo voltaram para "Peace Sells" ("Peace Sells... but Who's Buying?", 1986) junto com o mascote "Vic Rattlehead". "Mechanix" do primeiro álbum "Killing Is My Business... and Business Is Good!" de 1985 que tem sido tocada em poucos shows da turnê e "Holy Wars... The Punishment Due" ("Rust In Peace").

A performance de todos os integrantes foi excelente. Mustaine destruindo nos vocais e na guitarra, Ellefson e Kiko correndo de um lado a outro. E Dirk mostrando muita competência, mesmo com poucos meses de banda, tocou todas as músicas perfeitamente bem.

A estrutura de palco, bem como as ilustrações no telão e a iluminação foram de altíssimo nível, como pouco vemos em shows internacionais no Brasil.

Não é a toa que o Megadeth é uma das maiores bandas do estilo. A interação e entrosamento da formação atual também deve ser destaque, Dave tem mostrado muita satisfação com os seus atuais colegas e esperamos que ele retorne com essa mesma formação para cá em futuras turnês!

Set-list It's All Red:
All Is Full Of Red
Killing A Dead Tree
Steps Of Ancient Elephants
Lead By The Blind
Only (Anthrax)
Power To Let Power Go
Integrate Forever

Set-list Megadeth:
Hangar 18
The Threat Is Real
Tornado of Souls
Poisonous Shadows
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
Conquer or Die!
Fatal Illusion
She-Wolf
Dawn Patrol
Poison Was the Cure
Sweating Bullets
A Tout Le Monde
Trust
Post American World
Dystopia
Symphony of Destruction

Peace Sells
Mechanix
Holy Wars... The Punishment Due

Fotos: Liny Oliveira

Comente: Kiko acrescenta algum toque diferente, ou outro bom guitarrista faria o trabalho com a mesma qualidade?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Megadeth"Todas as matérias sobre "Kiko Loureiro"Todas as matérias sobre "Angra"


Dave MustaineDave Mustaine
Auto biografia é motivadora e humorada

MegadethMegadeth
Um disco ao vivo de verdade, sem remendos

Ídolos imortaisÍdolos imortais
Nick Menza, técnico e carismático

MegadethMegadeth
Banda volta aos palcos em 2020 - abrindo pro FFDP?

Megadeth: mais uma cerveja com a marca da banda é lançada; Saison 13Megadeth: David Ellefson e Chuck Behler tocam juntos após 30 anos

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Trabalhando em novo disco solo

Drowned: versão de "Tornado of Souls", do MegadethMegadeth: Ellefson conta como a intro de "Peace Sells" foi escrita

Kiko LoureiroKiko Loureiro
História das Antigas #5 Macumba na Cachoeira

Rodz Online: Dave Mustaine vs Metallica (vídeo)Os anos do Heavy Metal: A decadência e a renovação do estilo

MegadethMegadeth
Algumas faixas do Super Collider não funcionam ao vivo

VocaisVocais
Quinze "vozes feias" que se tornaram marcantes no Rock

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Histórias das Antigas #4 Metal na Amazônia

Heavy MetalHeavy Metal
10 bandas com formações tumultuadas

MegadethMegadeth
Recadinho provocante da vocal do Huntress

FlashbackFlashback
Os 10 melhores álbuns do ano de 1992


Baixos e GuitarrasBaixos e Guitarras
Instrumentos que são verdadeiras obras primas

SupernaturalSupernatural
Ouça 10 músicas que marcaram a série

MegadethMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalMetallica: a letra que fez Hammett e Hetfield choraremAC/DC: "Escrevemos músicas para jovens de 17 anos"Jimi Hendrix: "cantada" de guitarrista em garota será leiloada

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336