Antidemon: Trio não deixa pedra sobre pedra no palco

Resenha - Antidemon (Manifesto Bar, São Paulo, 30/01/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
Enviar Correções  

Texto e fotos creditados a Cesar Nemitz.

Dia 30 de janeiro de 2016

Manifesto Bar, São Paulo/SP

No sábado, fui convidado para comemorar 22 anos de trajetória da banda Antidemon, uma das mais conhecidas e bem sucedidas do cenário do white metal do Brasil, com alguns CDs gravados e shows até no exterior. Antes, tive a oportunidade de conversar um pouco sobre vários assuntos com o baixista e vocalista Batista, e ele me relatou algumas dificuldades que a banda atravessou durante todo esse período. Realmente, foram duras batalhas que, se não fossem a garra e fé, já teriam desistido.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bem, o show estava marcado para começar cedo (19 horas e 30 minutos), e mesmo assim a casa recebeu um bom público, todos ávidos por som pesado. A banda (com Marcelo Soldado na guitarra e Juliana na bateria) fez um set que agradou a todos, principalmente por abranger todas as fases e pelo set ter sido montado em cima de pedidos via internet. Ou seja, o público pediu e ouviu.

No palco, o trio não deixa pedra sobre pedra. Aqui eu gostaria de fazer um comentário. As músicas são pesadas e rápidas, nada de diferente de uma banda ´normal´ de metal. A única diferença realmente são as letras. O que pode incomodar algumas pessoas, mas que não deveria. Porque tem gente que curte bandas e que não tem a menor ideia do que está se falando nas letras, ou tem letras que não tem nem pé nem cabeça, e o pessoal aplaude por causa do som. Então, fica a dica: não julgue o livro pela capa. Ouça antes de criticar. Claro que ninguém é obrigado a gostar de tudo, mas respeito e conhecimento são sempre bons.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No meio do set, a banda fez um sorteio de um quadro entre os 100 primeiros ingressos vendidos. Segundo Batista, essa arte do quadro já virou camiseta da banda etc. Então o sortudo levou um pouco da história do Antidemon para casa. Ao retornar, Batista perguntava o que eles queriam ouvir, e muitos gritavam "Massacre", demonstrando que essa é uma das preferidas. Também é de se destacar que estavam presentes pessoas de várias cidades do interior, litoral e até de outros estados. Parabéns ao grupo pelos 22 anos, e que venham mais. Amém!

Set list
Introdução
INFERNAL
GUERRA AO INFERNO
NÃO TARDARÁ
HOLOCAUSTO
INSANOS CONDENADOS
VÍRUS
CAUSAS ALCOÓLICAS
O QUE ERA RUIM FICOU PIOR
USUÁRIO
CONFINAMENTO ETERNO
PROTESTO AxMxNx
CONTRA O INFERNO
APODRECIDA
EM QUEM VOU ACREDITAR?
SUICÍDIO
WELCOME TO DEATH
DEMONOCÍDIO
VIAGEM
MALDITO LUCIFER
MASSACRE
DOMINIO

Texto: Cesar Nemitz




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Antidemon: Batista cede entrevista ao canal Under Martyrs (vídeo)


Antidemon: Não queremos nunca encobrir que somos CristãosAntidemon
"Não queremos nunca encobrir que somos Cristãos"

White Metal: 10 bandas do estilo que merecem respeitoWhite Metal
10 bandas do estilo que merecem respeito


Metallica: ouça Nothing Else Matters em escala maiorMetallica
Ouça "Nothing Else Matters" em escala maior

Tarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000Tarja
Agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280