Millencolin: Sensação de alma lavada e de adolescência revivida

Resenha - Millencolin (Carioca Club, São Paulo, 14/11/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Jean Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A noite do último sábado (14/11) estava repleta de shows pela cidade de São Paulo e entre muitos desses o Millencolin, da Suécia, dava as caras por aqui. A apresentação marca a quinta passagem da banda pelas terras Tupiniquins após 5 anos sem shows por aqui.

5000 acessosCliff Burton: um hippie headbanger5000 acessosExtreme: banda implode durante show e Nuno abandona o palco

Cheguei por volta das 18:00 na frente da casa onde já havia grande movimentação e muita gente na procura por ingressos da mão de terceiros, já que na porta havia esgotado 100%.

Quando entrei na casa por volta das 18:30, já não tinha como andar, filas e mais filas para comprar cerveja e o som ambiente não condizia com a atração da noite.

A única banda da noite era o Millencolin e com atraso de 45 minutos, Nikola Sarcevic (baixo e vocal), Erik Ohlsson (guitarra), Mathias Färm (guitarra) e Fredrik Larzon (bateria) subiram ao palco e deram início ao show, que soa bem nostálgico para muitos (inclusive para mim) pelo fato das músicas serem as trilhas sonoras da adolescência skatista e claro, pelos bons tempos do game Tony Hawk Pro SKater. Do fundo, o som parecia baixo, mas me pareceu implicância mesmo, na minha frente eu via o público agitando, pulando, fazendo as clássicas rodas e cantando junto... talvez fosse isso: o público cantou tão alto que encobria um pouco a banda.

Dividiram o set de 23 músicas entre clássicos e músicas do seu último disco “True Brew”, lançado no começo deste ano. O show terminou cedo, com tempo suficiente para utilizar o transporte público para voltar pra casa sem transtornos e com a sensação de alma lavada e um pouco da adolescência revivida nas músicas tocadas.
















Set List:

01 – Egocentric Man
02 - Penguins and Polar Bears
03 – Twenty – Two
04 – Fox
05 – Sense & Sensibility
06 – Happiness 4 Dogs
07 - Bullion
08 – Man our Mouse
09 – True Brew
10 - Dance Craze
11 – Olympic
12 – Bring Me Home
13 – Cash or Clash
14 – Autopilot Mode
15 - Kemp
16 - Mr Clean
17 - Black Eye
18 – Leona
19 – Duckpond
20 - Lozin Must
21 - Farewell My Hell
22 – No Cigar
23 - The Ballad

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Millencolin"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Millencolin"

Cliff BurtonCliff Burton
Ele herdou dos hippies os ideais, imagem e atitude

ExtremeExtreme
Banda implode durante show e Nuno abandona o palco

Guns N RosesGuns N' Roses
Pobreza, sexo, drogas e Rock n' Roll em nova biografia

5000 acessosO verdadeiro motivo para a saída de Rodolfo dos Raimundos5000 acessosGuns N' Roses: as participações em filmes e trilhas sonoras5000 acessosSobre Joelhos, Metallica e o 1º Princípio da Filosofia5000 acessosSuicidio: cinco clipes de Rock que abordam o tema5000 acessosLemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"5000 acessosU2: histórias dos bastidores no show do grupo no Morumbi

Sobre Jean Silva

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online