Angra: recuperando o carisma e voltando a ser grande

Resenha - Angra e Megahertz (Estaleiro, Teresina, 07/06/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Soares
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Para muitos, inclusive pra mim, o Angra parecia estar perto do fim quando Edu Falaschi deixou a banda em 2012. Eram tempos sombrios para a banda de Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt, que após uma sequência de péssimas apresentações ao vivo e dois discos medianos, vivia certamente o seu pior momento.

35 acessosAngra: Tira o Gate do Bumbo, Emiliano!5000 acessosVamos admitir sem hipocrisia: não há banda nova que preste

Mas parece que o longo hiato para colocar a casa em ordem e a chegada do vocalista Fabio Lione e do sangue novo do jovem baterista Bruno Valverde, fizeram muito bem para a banda, que parece viver um novo renascimento, bem parecido com o de 2001.

A banda passou por Teresina com a Secret Garden World Tour, encerrando uma bem sucedida turnê pelo Norte e Nordeste, onde revisitou os melhores momentos de duas décadas de carreira e mostrou ao seu fiel público as músicas do novo disco Secret Garden, o primeiro com o Lione no vocal.

Os thrashers piauienses do Megahertz abriram o show e executaram o destruidor setlist de sempre, com os clássicos que fazem dessa banda uma das mais repeitadas do cenário nordestino. Músicas como “Technodeath” e “Metal Letal” levantaram o público, mesmo debaixo de uma forte chuva, provando mais uma vez que o bom e velho Mega continua firme e forte.


A chuva passou e na sequência veio o Angra, logo de cara era perceptível o quanto a banda está feliz no palco, extremamente à vontade, literalmente se divertindo durante o show e principalmente divertindo o público também, deixando claro que esse ótimo momento do grupo parece estar ajudando o Angra a recuperar algo que a banda havia perdido: o carisma.

A mudança mais perceptível é a do guitarrista Kiko Loureiro, o agora sempre sorridente e brincalhão membro do Megadeth, nem de longe lembra a figura carrancuda e de poucos amigos do passado. Se antes ele era o oposto do sempre divertido Rafael Bittencourt, parece agora, mais do que nunca, formar uma dupla perfeita com o seu velho companheiro de banda.

Mas quem roubou mesmo a noite foi Fabio Lione. Confesso que sempre vi com desconfiança a entrada do vocalista italiano na banda, mas como foi bom queimar a língua. Com uma apresentação irrepreensível, ele mostrou toda a versatilidade e poder de sua voz nas novas “Newborn Me”, “Perfect Symmetry”, “Storm of Emotions”, “Final Light” e “Black Hearted Soul”.

As músicas da fase Andre Matos e Edu Falaschi também se encaixaram perfeitamente na voz do italiano, com destaque para “Angels Cry”, “Holy Land”, “Waiting Silence”, “Angels and Demons” e a rápida “Spread Your Fire” que finalmente ganhou com Lione uma digna versão ao vivo.

Entre os grandes momentos da noite, tivemos ainda Rafael Bittencourt executando a bela “Silent Call”, as sempre precisas linhas de baixo de Felipe Androli, o baterista Bruno Valverde quebrando tudo em um sensacional solo de bateria, o coro uníssono do público em “Lisbon” e “Rebirth” e o sempre apoteótico final dos shows do Angra com o medley “Carry On/Nova Era”.

Foi um grande show, digno da grande banda que o Angra voltou a ser.

SETLIST - ANGRA
TERESINA 07/05/2015

Newborn Me
Acid Rain
Spread Your Fire
Lisbon
Perfect Symmetry
Storm of Emotions
Angels Cry
Final Light
Holy Land

Drum Solo

Silent Call
Nothing to Say
Waiting Silence
Angels and Demons
Black Hearted Soul

Encore:
Rebirth
Unfinished Allegro
Carry On / Nova Era

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

35 acessosAngra: Tira o Gate do Bumbo, Emiliano!311 acessosAngra: Felipe Andreoli lança curso online629 acessosAngra: 10 Melhores músicas no Disco Voador Rocks1165 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?1274 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1427 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Como se tornar um grande guitarrista, vendedor, etc

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Entrar no Megadeth não mudará nada no Metal Nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 15 de junho de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Vamos admitir sem hipocrisiaVamos admitir sem hipocrisia
Não há banda nova que preste

Guns N RosesGuns N' Roses
Os 10 melhores não-clássicos da banda

Os TrapalhõesOs Trapalhões
Uma homenagem ao Heavy Metal em 1985

5000 acessosMarilyn Manson: cantor recebeu carta de Charles Manson5000 acessosTradução - The Wall - Pink Floyd5000 acessosAngra: Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó5000 acessosBento Araújo: A coleção de classic rock do editor do Poeira Zine5000 acessosJoe Satriani: por que ele não entrou no Deep Purple?5000 acessosIron Maiden: como são feitos os Eddies de gelo do novo palco?

Sobre Igor Soares

Brasiliense de nascimento e piauiense de coração, Igor é Geógrafo e Desenvolvedor Web. Acessa o Whiplash.Net desde os primórdios e o Iron Maiden, sua banda favorita, é uma das razões dele ter se tornado colaborador do site.

Mais matérias de Igor Soares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online