Brothers of Metal: Uma noite de muito metal, amigos e cerveja

Resenha - Brothers of Metal (Studio Knob, Macapá, Amapá, 20/09/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno Blackened
Enviar Correções  

Uma noite de muito metal, amigos e cerveja: assim foi o Brothers of Metal, evento que aconteceu no Studio Knob e que tinha como objetivo reunir os amigos e fãs das bandas do cast para banguear, jogar conversa fora, beber e o que mais fosse necessário. Organizado por Kallebe (guitarrista da MORRIGAM), também tocaram as bandas SARDHOM, MENTAL CAOS e HAMMER.

Mustaine: "Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?

Assim como o Espaço Caos, o Studio Knob tem limite de tempo para os shows, visto que o lugar é uma casa localizada numa zona residencial e barulho demais madrugada adentro só pode ter um resultado: reclamação de vizinhos e uma "visita" da polícia.

Mas isso não aconteceu, pois o cronograma das apresentações seguiu sem problemas e atrasos, terminando no horário programado. Como foi um evento entre amigos, todos os shows tiveram sua parcela de interação e bom humor, com os músicos brincando com a plateia e vice versa.

A primeira banda foi a SARDHOM, capitaneada pelo vocalista Breno, também da CARNNYVALE. O grupo está em ascensão e seus membros ajudam nisso, visto que são músicos já conhecidos de outras bandas. Tocaram um set baseado em autorais (Sardhom, Executor e Snuff) e covers de SLAYER (Angel of Death e Criminally Insane) e SEPULTURA (Refuse/Resist e Troops of Doom [com o batera Anderson Coutinho no vocal e o baterista da CARNNYVALE, Alberto Figueiredo]). Ótima performance!

Em seguida, MENTAL CAOS. Como o grupo estava desfalcado do vocalista Tico Souza, que estava viajando, foi recrutado Mário Alves para assumir o posto. Executaram bem seu som Crossover e deram lugar para a banda anfitriã, MORRIGAM. Esta tocou o EP Anhangá na integra e algumas músicas inéditas, como Boitatá e Suindara.

Assim como na apresentação do dia 10 de agosto, na Casa Fora do Eixo, o guitarrista Luan Ferreira não tocou. Mesmo assim, o quarteto mandou bem, mostrando que sabe contornar problemas e que a prioridade na banda é a banda, não a falta de um integrante. Um novo EP da MORRIGAM deve sair em breve.

Encerrando o Brothers of Metal, HAMMER. O quarteto exalou seu Death/Thrash Metal, esgotando as energias de quem ainda tinha disposição para mais headbanguing. No final das contas, o Brothers of Metal atingiu seu objetivo: não houve briguinhas, confusões ou desentendimentos. Foi puramente diversão "em família", predominando o clima de irmandade entre os metalheads. O Heavy Metal amapaense agradece!



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Mustaine: Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!Mustaine
"Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?Rock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?


Sobre Bruno Blackened

Metalhead desde os 16, jornalista desde os 23. Grande incentivador da cena Metal amapaense através de resenhas, reportagens, fotos, artigos, entrevistas e assiduidade nos shows. Minhas vertentes favoritas são o Thrash, Death e Power Metal. \m/

Mais matérias de Bruno Blackened no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin