Havok: Mostrando um Thrash de ótima qualidade

Resenha - Havok (Hangar110, São Paulo, 29/03/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Kennedy Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Nesse 29 de março, a capital paulista recebeu na casa de shows Hangar 110, a banda de thrash metal americana HAVOK e este que vos fala, esteve presente e lhe contará abaixo como foi essa apresentação, que não seria possível sem a ótima produção do pessoal da TC7 Produções.

5000 acessosAvenged Sevenfold: "Mike Portnoy não queria sair da banda"5000 acessosMetallica: O prefácio de Lars Ulrich para o livro de Shawn Clown

O HAVOK foi recebido por duas excelentes bandas nacionais de thrash, CIRCLE OF INFINITY e WOSLOM nessa respectiva ordem. CIRCLE OF INFINITY é uma banda do interior de São Paulo, Limeira, uma de muitas bandas boas que vem do interior e se engana quem acha que os caras são “novatos”, pois a banda se formou nos anos 80, passaram por varias formações e até troca de nome (antes se chamava MASSACRE), o quarteto formado por Edson Moraes (vocal e guitarra), Allan Farias (guitarra), Mateus Paiva (baixo) e Bruno Conan (bateria) veio com o peso do Death metal e a rapidez do Thrash para capital paulista.

CIRCLE OF INFINITY subiu ao palco com um pouco de atraso, em exatos 19:45h, o público ainda não havia chegado por completo, mas já haviam alguns headbangers no local. A banda tocou músicas de seu novo CD que tem previsão para junho de 2014, e no set list temos “Moments of Evil”, “Speak English or Die” (Cover da banda S.O.D) e também a “Circle of Therapy” cujo qual o vídeo clipe esta abaixo, entre outras.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Na seqüência quem assume o palco do Hangar110 são os caras do WOSLOM, banda oriunda da capital paulista, formada por Silvano Aguilera (Vocal e Guitarra), Rafa Iak (Guitarra), Francisco Stanich Jr. (Baixo) e Fernando Oster (Bateria). Eles trazem aquele thrash tradicional, perfeito para os headbanger balançarem suas cabeleiras, essa é a segunda vez que os vejo tocando, última vez foi no Guaru Metal Fest, onde eles fizeram um ótimo show e aqui não foi diferente.

Sem dúvida, WOSLOM é uma das bandas mais queridas no Brasil do estilo, e não é a toa, os caras realmente são bons no que fazem, quase todo (ou todo) o público presente curtiu bastante a apresentação da banda e agitaram em praticamente todas as músicas tocadas por eles, assim como em : “Mortal Effect”, “Beyond Inferno”, “Purgatory” (do novo álbum), entre outras. Mas tudo que é bom uma hora chega ao fim, e o fim da apresentação do WOSLOM foi através da música “Time to Rise” do álbum de mesmo nome. Então as 21:20h eles agradecem ao público, a produção e se retiram do palco.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Após essa ótima abertura feita pelos caras do CIRCLE OF INFINITY e do WOSLOM, chega à vez da banda tão aguardada, HAVOK, e assim que eles sobem ao palco todo o público grita seu nome, e então começa a pacadaria Thrash mais uma vez.

Para quem não conhece, HAVOK é uma banda formada em Denver, Colorado, por David Sánchez (Vocal e Guitarra), Pete Webber (Bateria), Reece Scruggs (Guitarra) e Michael Leon (Baixo). Essa é a formação atual, sendo David o único integrante da formação original. A banda foi formada com influencias de grandes nomes do thrash metal mundial, como: Metallica, Exodus, Death Angel e Testament.

O HAVOK não veio para brincadeira, subiram no palco e destruíram tudo. O Hangar110 já estava bem cheio, possibilitando assim muitos “bate cabeças”, o público era só energia e a banda sentiu isso, sempre agradecendo a presença do público e mandando ver com suas músicas rápidas e vocal tradicional do thrash metal, gritado, rasgado, o tipo de vocal que empolga e faz todos baterem cabeça.

A banda fez a alegria da galera, tocando músicas que qualquer fã da banda iria curtir, algumas que fizeram parte do setlist foram: “Give Me Liberty... Or Give Me Death”, “I Am The State” (músicas essas do seu novo álbum, Unnatural Selection). A cada música era um “Circle Pit”, sempre incentivados pelos integrantes do HAVOK, e claro, a banda não tocou somente músicas do novo álbum, tocaram outras como por exemplo: “From The Cradle To The Grave” do EP de 2012 (Point of No Return) e “Time is Up” de 2011 do álbum de mesmo nome.

Os headbangers presentes fizeram uma excelente escolha em curtir esse show nesse sábado, pois foi incrível a energia do público com a banda, aliada a uma ótima produção. (NOTA: temos que dar os parabéns a TC7 Produções por estarem trazendo nomes do Thrash/Death metal e pelo trabalho realizado).

E o fim da festa Thrash chega por volta das 23:00h, quando a banda toca sua última música, “Fatal Intervention” do álbum (Time is Up), finalizando um ótimo show, onde grande parte do público ficou destruídos por causa dos “Circle pit”, mas mesmo assim com aquela sensação de “nossa, esse show foi foda”, sensação essa que as bandas sentiram por igual, assim como todos os envolvidos pelo show. Esse foi um sábado Thrash.

Agradecimentos a TC7 Produções e Tiago pelo credenciamento.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Setlist CIRCLE OF INFINITY:

1- Circle Of Therapy
2- Moments Of Evil
3- Dark Souls
4- Never Surrender
SOLO DE BATERIA
5- TRIBUTO AO S.O.D (Speak English or Die)
6- Ripper
7- Soul
8- The End Of The Way

Setlist WOSLOM:

1- Haunted by the Past
2- Pray to Kill
3- Mortal Effect
4- Purgatory
5- Evolustruction
6- Breathless
7- Beyond Inferno
8- Time to Rise

Setlist do HAVOK:

1- Covering Fire
2- Under The Gun
3- Point Of No Return
4- Give Me Liberty... Or Give Me Death
5- Scumbag Is Disguise
6- I am The State
7- From The Cradle To The Grave
8- D.O.A
9- Afterburner
10- Unnatual Selection
11- Time Is Up
12- Fatal Intervention

Fotos: Kennedy Silva
http://www.flickr.com/photoskennedy

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Woslom"

Regis TadeuRegis Tadeu
Cinco bandas de metal nacional que nada devem aos "gringos"

Thrash MetalThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Metal SPMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de abril de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Havok"0 acessosTodas as matérias sobre "Woslom"0 acessosTodas as matérias sobre "Circle of Infinity"

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
"Mike Portnoy não queria sair da banda"

MetallicaMetallica
O prefácio de Lars Ulrich para o livro de Shawn Clown

Duff McKaganDuff McKagan
"Entre 1989 e 1993 eu cheirei meu peso em cocaína"

5000 acessosRush: brasileira de cinco anos toca"Tom Sawyer" na bateria5000 acessosHeadbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidade5000 acessosVocê sabe que o rock está moderninho quando...5000 acessosOzzy Osbourne: Madman diz se masturbar antes de shows5000 acessosBruce Dickinson: e se ele fosse vocalista de outras bandas?5000 acessosLauren Harris: como é excursionar com o Iron Maiden?

Sobre Kennedy Silva

Sou um apaixonado por Rock n´ Roll, desde o mais pesado até os grandes clássicos. Um louco por fotografia, principalmente de bandas e de shows e que está sempre disposto a contribuir para a cena.

Mais matérias de Kennedy Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online