Matérias Mais Lidas

AC/DC: as ordens de Malcolm para quem ia subir ao palcoAC/DC
As ordens de Malcolm para quem ia subir ao palco

AC/DC: a reação de Angus Young quando ouviu Jimi Hendrix pela primeira vezAC/DC
A reação de Angus Young quando ouviu Jimi Hendrix pela primeira vez

Iron Maiden: As 44 músicas nunca tocadas ao vivo, segundo a LoudwireIron Maiden
As 44 músicas nunca tocadas ao vivo, segundo a Loudwire

Metallica: a fortuna que Robert Trujillo recebeu só para se juntar à bandaMetallica
A fortuna que Robert Trujillo recebeu só para se juntar à banda

Guns N' Roses: quando a banda ajudou Ian Astbury, do The Cult, a fugir da políciaGuns N' Roses
Quando a banda ajudou Ian Astbury, do The Cult, a fugir da polícia

David Ellefson: a diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo eleDavid Ellefson
A diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo ele

Bandas Iniciantes: 11 cagadas que vocês NAO podem cometerBandas Iniciantes
11 cagadas que vocês NAO podem cometer

Gene Simmons: como Paul Stanley teve a ideia do nome KissGene Simmons
Como Paul Stanley teve a ideia do nome Kiss

Metaleiro também ama: músicas escritas por bandas de metal que falam de amorMetaleiro também ama
Músicas escritas por bandas de metal que falam de amor

Pink Floyd: os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da bandaPink Floyd
Os incríveis desenhos de uma inteligência artificial para músicas da banda

Nightwish: As 10 músicas que mudaram a vida de Floor JansenNightwish
As 10 músicas que mudaram a vida de Floor Jansen

Deep Purple: a fase com David Coverdale e Glenn Hughes foi o auge da banda? (vídeo)Deep Purple
A fase com David Coverdale e Glenn Hughes foi o auge da banda? (vídeo)

Megadeth: Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famosoMegadeth
Max Norman diz que Mustaine roubou seus créditos de produção em álbum famoso

Dia dos Namorados: 15 músicas para você ouvir junto com mozão nesta data especialDia dos Namorados
15 músicas para você ouvir junto com "mozão" nesta data especial

Brian May: por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palhetaBrian May
Por que ele prefere tocar com moeda ao invés de palheta


Pentral
Arte Musical

Ça Ira: A Ópera de Roger Waters em São Paulo

Resenha - Roger Waters (Ça Ira, Teatro Municipal, São Paulo, 02/05/2013)

Por Pedro Zambarda de Araújo
Em 03/05/13

Você consegue imaginar Roger Waters fazendo uma ópera tradicional sobre Revolução Francesa? Eu não conseguia, mas ele fez. Ça Ira nasceu como uma música composta com piano e sintetizadores, acompanhados por bateria. A peça se transformou em uma ópera com atores brasileiros.

O baixista do Pink Floyd recebeu um telefonema em novembro de 1988 de Étienne Roda-Gil, que tinha escrito um pequeno livro com sua mulher Nadine. A obra era uma homenagem aos 200 anos da Revolução Francesa, Roger Waters compôs uma música com piano, sintetizador e bateria eletrônica e estava tudo certo para que essa se tornasse uma ópera do músico inglês situada em Paris.

Mas a ideia não deu certo naquele ano, porque Nadine veio a falecer. Em 1995, Waters retomou o projeto, chamando o regente Rick Wentworth (que trabalhou com George Harrison) para guiar uma orquestra. Foi dessa forma que surgiu a obra Ça Ira(Há esperança, em tradução diretado idioma francês).

Roger Waters levou o espetáculo para Estados Unidos, Polônia, Ucrânia e até para Manaus, no Brasil, em 2008. Gravou, além da música, o texto em inglês e em francês. Neste ano, em 2013, o espetáculo chegou até São Paulo e se tornou uma grandiosa obra interpretada por artistas brasileiros no palco do Teatro Municipal, com um elenco inteiramente nacional, exceto por Wentworth.

O espetáculo percorre a Inquisição Católica até os primórdios da Revolução Francesa. Quando a mobilização popular começa, ela é narrada por um protagonista intelectual, em uma biblioteca, que é reflexivo. Em um segundo cenário, os personagens insanos e tomados pela liberdade são brancos. Os personagens opressores são representados pela cor vermelha. E suas vozes, entre sopranos, tenores e barítonos, são misturadas e sincronizadas.

Os grandes destaques da ópera Ça Ira de Roger Waters no Brasil é Gabriella Pace, que interpreta a rainha Marie Antoinette da França e é soprano. Outro destaque é o narrador, Leonardo Neiva, que tem uma voz de barítono. Já a liberdade é interpretada por Lina Mendes, que também é soprano.

A personagem de Mendes parece, inclusive, a Liberdade retratada pelo pintor Eugène Delacroix no quadro "La Liberté guidant le peuple".

Para quem espera o rock progressivo de Roger Waters em The Wall e Dark Side of The Moon, Ça Ira não se parece com nada do que ele já fez. A única conexão desta ópera com suas outras obras é tratar de conceitos como liberdade e loucura, que são simbolizados justamente pela mistura de personagens e vozes em palco.

Ça Ira começou a temporada em São Paulo, no Teatro Municipal, a partir do dia 2 de maio. Outras apresentações estão agendadas para os dias 4, 7 e 9 do mesmo mês.


Outras resenhas de Roger Waters (Ça Ira, Teatro Municipal, São Paulo, 02/05/2013)

Roger Waters: Ça Ira, experiência nova e peculiar para roqueiros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Blind Guardian
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pink Floyd: David Gilmour rebate Roger Waters após acusações sobre encartePink Floyd
David Gilmour rebate Roger Waters após acusações sobre encarte

Pink Floyd: Waters acusa Gilmour de censura e querer mais crédito que o devidoPink Floyd
Waters acusa Gilmour de censura e querer mais crédito que o devido

Pink Floyd: quanto é a fortuna dos três integrantes vivos da banda, segundo jornalPink Floyd
Quanto é a fortuna dos três integrantes vivos da banda, segundo jornal

Top 40: quais os músicos britânicos mais ricos em 2021 (e o valor de suas fortunas)Top 40
Quais os músicos britânicos mais ricos em 2021 (e o valor de suas fortunas)

Roger Waters: pedindo junto de vários artistas que EUA não faça acordos com BolsonaroRoger Waters
Pedindo junto de vários artistas que EUA não faça acordos com Bolsonaro

Roger Waters: aos 77 anos, músico diz que sua próxima turnê pode ser a últimaRoger Waters
Aos 77 anos, músico diz que sua próxima turnê pode ser a última


Roger Waters: se Trump fizer o muro, ele vai tocar The Wall neleRoger Waters
Se Trump fizer o muro, ele vai tocar The Wall nele

Roger Waters: ele pediu pra fazer show no Rio de JaneiroRoger Waters
Ele pediu pra fazer show no Rio de Janeiro

Pink Floyd: David Gilmour e Nick Mason não são do mesmo saco, diz Roger WatersPink Floyd
David Gilmour e Nick Mason não são do mesmo saco, diz Roger Waters


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo


Sobre Pedro Zambarda de Araújo

Nascido em 1989. Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, Pedro foi apresentado ao heavy metal através da banda Blind Guardian, em meados de 2004. Ouve e aprecia outros estilos do rock, como o punk, o indie e vertentes mais variadas. Gosta de assistir e cobrir shows.Toca muito mal guitarra, mas aprecia vários tipos de instrumentos musicais.

Mais matérias de Pedro Zambarda de Araújo.