Texas Hippie Coalition: influências de Pantera e Lynyrd Skynyrd

Resenha - Texas Hippie Coalition (Music Hall, Curitiba, 27/04/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Cesar Valle
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Neste último sábado (27), no Music Hall, em Curitiba, os texanos do Texas Hippie Coalition, banda formada por Big Dad Ritch, John Exall e pelos garotos recém chegados Gunnar Molton e Cord Pool, esquentaram a fria noite da capital paranaense com um show explosivo e contagiante. A abertura ficou por conta dos paulistas do Mad Old Lady, formada pelos músicos Eduardo, Marcelo e Iara nos vocais, Guga nas baquetas, Gabi no contrabaixo, Guilherme e Tiago derretendo as seis cordas e, fechando o time, Rafael nos teclados.

5000 acessosMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda5000 acessosUltimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os tempos

Minutos antes do show principal, que se iniciou por volta das 23h, ficava a dúvida da qualidade musical que os texanos iriam apresentar, pois a banda tinha um nova formação, que traz um baterista e um guitarrista com apenas 16 anos de idade. Mas bastou terminar o show de abertura, que os integrantes do Texas Hippie Coalition já começaram a surpreender. Antes mesmo do show iniciar, os caras desceram do palco e tiraram fotos com os fãs que estavam em frente a grade. Com essa atitude, eles ganharam o público mesmo antes do primeiro acorde.

Tempo depois, a pauleira começou, e nas duas primeiras músicas deu pra se ter noção porque o quarteto vem se destacando no mercado musical americano. A banda apresenta grandes influências de Pantera e Lynyrd Skynyrd, o que fez a abertura do show ser rápido, pesado e destruidor. Isso bastou para que a quebradeira começasse e não tivesse mais fim.

Um dos pontos altos do show, foi a execução da música “Turn It Up “, do último álbum Peacemaker (2012), que foi embalada pelo coro de dezenas de headbangers, que cantaram o refrão Come on, come on, come on, come on, turn it up!” como se fosse o último suspiro da noite.

Apesar do público ser pequeno, mas nem tanto para shows desse porte, fica a dica para quando a banda pintar novamente por essas terras: faça um esforço e compareça, pois os caras são rock na veia e sangue nos olhos.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Texas Hippie Coalition"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Texas Hippie Coalition"

Max CavaleraMax Cavalera
Triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Ultimate GuitarUltimate Guitar
As 28 canções mais sombrias de todos os tempos

David BowieDavid Bowie
A última foto pública e a última foto privada

5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série5000 acessosGuitarras: as 15 músicas mais complicadas para tocar5000 acessosRestart: Trecho de "Enter Sandman" do Metallica no VMB 20105000 acessosMetallica: Em fotos, a evolução de James Hetfield5000 acessosMachine Head: frontman fala sobre depressão em blog5000 acessosMetallica: Ultimate Classic Rock elege as 10 piores músicas

Sobre Cesar Valle

Apaixonado pelo rock'n roll desde a adolescência, tendo como maiores influências bandas como Led Zeppelin, Pink Floyd, The Who, The Beatles, Jimi Hendrix e Jeff Beck, sempre busquei estar envolvido no meio musical. Iniciei tocando guitarra, que é meu esporte preferido até hoje. Após longos anos de estudo e dedicação, hoje sou jornalista.

Mais matérias de Cesar Valle no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online