AC/DC: Chris Slade relembra tempos de banda em São Paulo

Resenha - Chris Slade (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 21/12/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Jorge A. Silva Junior
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O baterista Chris Slade é um nome importante na história do rock. No currículo do músico constam gravações com URIAH HEEP, MANFRED MANN’S EARTH BAND e ASIA, além de trabalhos ao lado de gente do calibre de Jimmy Page (LED ZEPPELIN), Paul Rodgers (BAD COMPANY) e David Gilmour (PINK FLOYD). No entanto, nenhuma outra época de sua carreira foi tão notável quanto a passagem pelo AC/DC entre 1989 e 1993. E foi justamente este período que os fãs puderam conferir no show realizado nesta sexta (21), no Blackmore Rock Bar em São Paulo.

1146 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify5000 acessosComo batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos

Fotos: Camila Cara

Simpático, carismático e muito competente, três qualidade que Chris Slade, de 66 anos, mostrou durante sua apresentação na capital paulista. O ex-baterista do AC/DC, que gravou um álbum de estúdio (The Razors Edge, 1990) e dois registros ao vivo (Live At Donington, 1991 / Live, 1992), tocou durante duas horas ao lado da banda Rising Power - Fabiano Drudi (vocal), Ricardo Peewee (guitarra), Vulcano (guitarra) e Ricardo Costa (baixo) -, natural da cidade de Campinas.

O repertório escolhido foi certeiro e recheado de clássicos. Do começo, com "Dirty Deeds Done Done Cheap", até o final, com a explosiva "Let There Be Rock", passando, obviamente, por "Back In Black", "You Shook Me All Night Long" e "Hells Bells".

A vitalidade de Chris Slade saltou aos olhos do bom público que compareceu ao show. O baterista fez questão saudar os fãs a todo o momento e até arriscou algumas palavras em português. "Tudo bem? Oi! Oi! Oi!", disse antes de iniciar "T.N.T.".

Após um solo digno dos tempos de AC/DC, a introdução de "Thunderstruck" - maior sucesso gravado por ele - foi o ponto alto da noite, seguida pela grata e pesada surpresa do set: "Riff Raff", única música do álbum 'Powerage' (1978) a ser tocada.

Ainda teve tempo para ¨Highway To Hell¨ - com Cynthia Mara (PLEIADES) no vocal - colocar fogo de vez no Blackmore, que recebeu um tributo de alto nível a uma das bandas mais importantes da história do rock.

Se o mundo não acabou no dia 21 de dezembro de 2012, Chris Slade foi responsável por fazer São Paulo tremer com as baquetas mais pesadas que passaram pelo AC/DC.

Chris Slade (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 21/12/12)

Banda: Rising Power (AC/DC cover)

1. Dirty Deeds Done Dirt Cheap
2. Shot Down In Flames
3. Girls Got Rhythm
4. Back In Black
5. T.N.T.
6. Moneytalks
7. Hell Ain't Bad Place To Be
8. Hells Bells
9. You Shook Me All Night Long
10. Chris Slade solo
11. Thunderstruck
12. Riff Raff
13. High Voltage
14. Whole Lotta Rosie
15. Highway To Hell
16. Let There Be Rock

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de dezembro de 2012

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 2° lugar no ranking dos que mais faturaram em 2016

1146 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify661 acessosAC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"228 acessosFabio Lima: em vídeo, 13 songs by AC/DC0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

AC/DCAC/DC
Zakk Wylde fala sobre o que acha da parceria com Axl

Black SabbathBlack Sabbath
Quem é Mick Wall, o cara que "detonou" a banda?

AteísmoAteísmo
Vídeo cristão faz reflexão sobre morte de rockstars

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

Sem imaginação?Sem imaginação?
Os nomes de bandas mais estúpidos da história

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Phil Anselmo, Dimebag, Rex Brow e Vinnie Paul

Roger MoreiraRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

5000 acessosMayhem: banda levou restos humanos para o palco em 20115000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora5000 acessosLemmy: "as pessoas se tornam melhores quando morrem"5000 acessosAxl Rose: em vídeo, a mudança no vocal de 1985 a 20165000 acessosThe Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos

Sobre Jorge A. Silva Junior

Jorge Junior é paulistano, jornalista diplomado e colaborador do Whiplash.Net desde 2009. Tem mais de 400 matérias e notas publicadas, que somam aproximadamente um milhão e meio de acessos. Também realizou a cobertura de shows de grande porte, entre eles Ringo Starr, Eric Clapton, Deep Purple, System Of A Down, Red Hot Chili Peppers e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no Twitter: @jorgejunior85.

Mais matérias de Jorge A. Silva Junior no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online