Viper: Uma noite de nostalgia para os headbangers cariocas

Resenha - Viper (Teatro Rival, Rio de Janeiro, 10/07/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Suellen Carvalho e Eduardo Bianchi Rolim
Enviar Correções  

Aconteceu nesta terça-feira, 10 de julho, mais um show da "To Live Again Tour". Outra noite "sold-out" desta tourne que já é um sucesso consolidado. O público com uma faixa média de idade de uns 30 anos, mostrava que aquela era uma noite de nostalgia para os headbangers cariocas.

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Começando 15 minutos após o horário previsto, a primeira hora foi toda dedicada ao disco Soldiers of Sunrise. Embora o som da casa estivesse muito bom, ainda no início do show, logo após The Wipper, algumas pessoas que estavam mais próximas ao palco fizeram coro de "aumenta o vocal!". E foram prontamente atendidas com Andre Matos solicitando ao técnico da mesa de som para que aumentasse o volume do seu microfone.

Assim como em São Paulo, algumas das faixas do Soldiers of Sunrise foram reposicionadas no set. O álbum, que tem uma pegada mais voltada para o metal melódico, se beneficia muito na execução ao vivo com suas canções ganhando mais peso e velocidade. Os destaques ficam para a faixa-título que mesmo com Andre Matos com uma leve rouquidão, não fugiu das notas mais altas, e a divertida H.R..

O intervalo contou com o vídeo exibido no telão contando a história da banda e imagens de ensaio para esta tour, além, é claro, do relato do fatídico episódio no Colégio Rio Branco, em SP.

O segundo ato teve início com o clima épico criado por Illusions, seguida por At Least a Chance. E depois destas, a dobradinha com To Live Again e A Cry From The Edge, mostrando que estas canções sobreviveram a barreira do tempo, soando da mesma forma empolgante como há 20 anos atrás.

O que veio a seguir foi uma versão "extended" de Living For The Night onde o grande destaque foi a interação entre Andre Matos, Pit Passarell e o público, com direito a um mosh de Pit no meio da galera enquanto Andre Matos segurava as pontas no baixo.

Theatre of Fate foi a música que veio logo após com sua introdução que lembra muito Whiplash, do Metallica, influência que em nenhum momento foi negada pela banda, seguidas de Moonlight e Prelude to Oblivion, fechando esta segunda parte.

O bis contou com um empolgado Pit, aos gritos de uma plateia bem animada clamando o tempo inteiro por "PIT, PIT, PIT, PIT", cantando os primeiros versos de Evolution e já emendando com Rebel Maniac. A noite terminou com o cover de We Will Rock You, do Queen, e a banda se despedindo ao som de Always Look on the Bright Side of Life dos britânicos do Monty Python.

Esta tour já provou que é sucesso absoluto tanto de crítica quanto de público. Suas datas que seriam somente no mês de julho, já foram estendidas até setembro. Isso mostra como o público brasileiro está aberto a receber bandas de heavy metal dispostas a mostrar um trabalho de qualidade. E sobre o show do Rio em especial, apesar de não ter sido tecnicamente perfeito como o de São Paulo – até por conta do fator "gravação de DVD" que existia em SP – sobrou em descontração, com um clima de uma grande festa entre velhos amigos. Parabéns ao público carioca que prestigiou esta noite tão especial para o metal no Rio de Janeiro.

Para ver o setlist completo, uma foto do local, o ingresso e vídeos, acesse a matéria original no Minuto HM:

http://minutohm.com/2012/07/12/cobertura-minuto-hm-viper-no-...

Resenha do show em São Paulo:
http://minutohm.com/2012/07/10/cobertura-minuto-hm-viper-em-...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal


Sobre Suellen Carvalho e Eduardo Bianchi Rolim

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin