Woslom: Show mais que especial no Blackmore de São Paulo

Resenha - Woslom (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 29/06/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por José Antonio Alves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Blackmore Rock Bar, em São Paulo, recebeu no último dia 29 de junho o show de encerramento da turnê do álbum "Time To Rise" da banda paulistana WOSLOM. Recém chegados de uma turnê européia de sucesso, Silvano Aguilera (vocal/guitarra), Rafael Iak (guitarra), Francisco Stanich (baixo/vocal) e Fernando Oster (bateria) fizeram um show mais que especial que contou com diversas participações.

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente5000 acessosAs regras do Viking Metal

Para começar a apresentação de forma mais agressiva e poderosa, nada como executar a faixa título do primeiro álbum da banda, "Time To Rise", que inclusive também ganhou um ótimo videoclipe; é a típica música que começa destruindo tudo, além de ser uma das mais conhecidas da banda.

Emendando a destruidora "Beyond Inferno", a banda demonstra uma presença de palco mais que notável, a dupla de guitarras se completa e nos mostra um resultado excelente ao vivo. Esta última música, aliás, teria a primeira participação da noite, do vocalista Rafael Moreira, fato que não aconteceu devido a um acidente ocorrido com sua banda, o REVIOLENCE, quando partia rumo à Varginha para se apresentar no festival Roça 'n' Roll.

Depois da dedicatória da música ao vocalista do REVIOLENCE, a primeira participação da noite foi do vocalista Fábio de Paula, da banda de Funeral/Doom Metal HELLIGHT, na música "Deep Null". O som praticamente perfeito fez com que todos os instrumentos, bem como os vocais, fossem bem perceptíveis ao público, o que só engrandeceu o talento de cada um dos músicos.

Em "Despise Your Pain", Rafael Rocha, guitarrista da banda Metallica Tributo foi convocado para mais uma sapatada nos ouvidos dos presentes. Esta, inclusive, é uma das faixas em que o vocal de Silvano Aguilera nos lembra James Hetfield, do METALLICA, uma influência forte no som da banda.

Um dos momentos mais interessantes viria em seguida. A banda tocaria uma música do "Brazilian Underground Union Project", projeto que consiste em regravar músicas de bandas do underground nacional. Alías, uma atitude que merece uma salva de palmas, pois tenta resgatar o real sentido do termo "união de bandas" dentro do Metal Nacional, e "sem frescuras", como comentou Alexandre Grunheidt, da banda ANCESTTRAL, antes da música "The Famous Unknown".

Esta união é algo que só engrandece o Metal nacional, tendo em vista que temos uma vasta gama de bandas que possui potencial para fazer bonito por aqui e lá fora, e eventuais "picuinhas" de umas bandas com as outras só fortalecem aquela história de "Morte do Metal Nacional".

Uma das melhores composições do debut da banda, "Soulless", foi a próxima, que contou com as participações de Marcelo Campos, baterista da banda TRAYCE, e também de Wash, vocalista da banda Command6. Esta faixa é simplesmente matadora, com riffs alucinantes e bateria arrebatadora, que com o reforço de Wash nos vocais e sua ótima presença de palco empolgou os presentes.

Se você espera uma música mais tranqüila no show do WOSLOM para "acalmar as coisas e respirar um pouco", esqueça. É paulada atrás de paulada! Prova disso é a matadora "Downfall", que contou com a participação de Flavia Mornietári, vocalista da banda de Thrash Metal de São Paulo HELLARISE.

O WOSLOM se diferencia ao impor algumas composições mais complexas, quando comparamos com as que usualmente são incorporadas no Thrash Metal mais atual. Isto se comprova com a ótima "Checkmate", e seus mais de oito minutos e várias passagens diferenciadas, contando com a presença do baixista convidado Gustavo Marabiza, que deu conta do recado com ótima presença de palco e técnica.

"Agora é hora da putaria". Foi assim que o vocalista Silvano Aguilera convocou Léo, Marcelo e Oscar, da banda RED FRONT, para tocar outra música do "Brazilian Underground Union Project", desta vez o cover para "Circle Of Hate", faixa mais que convidativa para um bom moshpit e para gritar "CIRCLE OF HATE! CIRCLE OF HATE" com todo fervor.

Encerrando a festa, o último convidado da noite, Ale Spike, vocalista da banda CHEMICAL DISEASE participou da execução da brutal "Mortal Effect", a saidera da apresentação, e música que também virou videoclipe. Com agredecimentos para com o público que compareceu e ocupou bem o Blackmore, o WOSLOM finalizaria sua ótima apresentação.

Mas tinha mais. O DAMAGE INC, que faz tributo ao METALLICA, faria uma apresentação logo a seguir recheada de clássicos da banda, com músicas que fazem parte de álbuns anteriores ao "...And Justice For All". Liderada por Alexandre Grunheidt, da banda ANCESTTRAL, e contando nesta apresentação com o baterista do KORZUS, Rodrigo Oliveira, a banda empolgou os presentes com faixas como "Ride The Lightining", "Creeping Death", "Master Of Puppets", "Hit The Lights", "Battery", entre outras. A apresentação ainda contou com a presença de três integrantes do WOSLOM, Silvano Aguilera, Rafael Iak e Fernando Oster, e foi fechada com um medley que começou com "Rainning Blood", do SLAYER, e terminou com a essencial "Seek And Destroy" do METALLICA.

O WOSLOM conseguiu impressionar com seu primeiro álbum não só aqui no Brasil, como também na Europa, o que mostra a capacidade e técnica de seus músicos. A expectativa é excelente para o próximo trabalho do grupo e ao vivo a banda não deixa a desejar, o que já contribui e muito para o crescimento. Reunir integrantes de outras bandas em um show cujo set é de músicas de sua banda é algo que além de muito humilde, mostra qual é o real espírito de união.

Muitos por aí acabam por depreciar bandas nacionais que conseguem atingir bons resultados, criando as famosas "intrigas" entre os mesmos, questão de inveja, ao invés de apoiar e ter felicidade por compatriotas atingirem bons resultados lá fora, pois de certa forma é uma abertura para outras bandas do país chegarem lá também no futuro. Uma noite de união e muito Thrash Metal de qualidade que ficará marcada.

Setlist - Woslom:

1. Time To Rise
2. Beyond Inferno
3. Deep Null (Com participação de Fabio – vocal - HellLight)
4. Despise Your Pain (Com participação de Rafael Rocha – guitarra - Metallica Tribute)
5. The Famous Unknown (Com participação de Alexandre Grunheidt – vocal - Ancesttral)
6. Soulless (Com participações de Marcelo Campos – bateria - TRAYCE e Wash – vocal -COMMAND6)
7. Downfall (Com participação de Flávia Mornietári – vocal - HELLARISE)
8. Checkmate (Participação de Gustavo Marabiza – baixo)
9. Circle Of Hate (Participações de Leo, Marcelo e Oscar - RED FRONT)
10. Mortal Effect (Participação de Ale Spike – vocal - CHEMICAL DISEASE)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Woslom"

Thrash MetalThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

Metal SPMetal SP
Documentário sobre Heavy Metal em São Paulo

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Woslom"0 acessosTodas as matérias sobre "Ancesttral"0 acessosTodas as matérias sobre "Red Front"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
James Hetfield e o Leão Valente

Viking MetalViking Metal
Com um machado na mão, o que você quiser, você pode!

RhythmRhythm
Os bateristas mais influentes de todos os tempos

5000 acessosFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um5000 acessosBruce Dickinson: ouça o alcance vocal do vocalista5000 acessosHeavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gênero5000 acessosSlipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?5000 acessosCorey Taylor: "Seu nome era Lemmy e ele tocava Rock n Roll"4263 acessosOrgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileiros

Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online