Tarot: review e fotos da apresentação em São Paulo

Resenha - Tarot (Blackmore Rock Bar, São Paulo, 15/09/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gabriela Cotosck
Enviar correções  |  Ver Acessos













Em seu primeiro show no país, os finlandeses do Tarot apresentaram não apenas talento como também muita simpatia e um setlist abrangendo seus 25 anos de carreira.

Inicialmente marcado para acontecer no Carioca Club com presença do HANGAR, o show do TAROT passou para o Blackmore Rock Bar e contou com a abertura da banda paulista de Doom Metal, HELLLIGHT, que também acompanha as turnês de DELAIN e THERION no Brasil.

O HELLLIGHT deu início ao show às 21h07 com "Funeral March", seguida pela faixa título de seu álbum "Funeral Doom", e tocou também os covers "Don't Talk To Strangers" e "Heaven And Hell", num momento de homenagem a RONNIE JAMES DIO.

Foi só às 22h17 que o TAROT subiu ao palco já demonstrando o carisma e empolgação que tomariam conta da noite. As três primeiras músicas apresentadas - "Sleep In The Dark", "I Walk Forever" e "Satan Is Dead", fazem parte do último disco "Gravity Of Light" (2010), e foram todas cantadas em coro pelos fãs que agitavam e atendiam a cada chamada dos irmãos Hietala. Com a terceira faixa ficou claro que ao vivo os músicos deixam nada a desejar em comparação às gravações de estúdio, com destaque para canções em que os vocais de Tommi Salmela se sobressaem (mostrando que a banda tem hoje dois grande cantores), além das performances quase teatrais do guitarrista Zachary Hietala.

Ao anunciar a quarta música, "Crows Fly Back" (homônima do álbum de 2006), Marco Hietala fez uma observação de que não eram muitas as "criaturas da noite" ali presentes, mas com muita simpatia procurou enaltecer os fãs, convocando a todos para segui-los naquela música, com ritmo e peso ditados pela bateria de Pecu Cinnari. A resposta do público foi à altura, e por vezes fez esquecer que o número dos presentes não era grande. Em seguida tocaram a balada "Tides", com sua bela introdução composta apenas de teclados e a voz de Marco, e finalizada com o solo de Zachary.

Marco convoca então Tommi para liderar os vocais e "fazer o público gritar" com "Calling Down The Rain", mais uma canção do novo álbum. Uma surpresa do setlist foi o cover de BLUE ÖYSTER CULT, "Veterans Of The Psychic Wars", anunciado com menções a campeões e ao futebol, em mais um momento de interação com o público. Em certa parte do show um fã pediu pelo cover "Sabbath Bloody Sabbath", ao que Marco respondeu rindo "Ah, vocês conhecem essa também, hã?"

Depois da agitada "Crawlspace", os músicos fizeram uma rápida pausa, e deram início ao "bis" com um solo de bateria e uma apresentação bastante descontraída de cada um dos membros da banda, cheios de piadas com o tecladista Janne Tolsa (o "Estranho") e Marco Hietala/"Santa Claus" (em referência a sua participação numa competição de um jornal finlandês. Link para vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=oUWcGA_ld6o).

A apresentação encerrou-se por volta das 23h40, quando a banda desceu do palco para autógrafos e fotos com os fãs. Os 25 anos de carreira foram bem representados na escolha do setlist, e o TAROT manifestou o desejo de voltar logo ao Brasil, se possível durante as comemorações de aniversário da banda. Aqueles que puderam conferir o show, e também os que perderam a oportunidade, devem estar torcendo para que isso se concretize.

Setlist:
1. Sleep In The Dark
2. I Walk Forever
3. Satan Is Dead
4. Crows Fly Back
5. Tides
6. Calling Down The Rain
7. Hell Knows
8. Veteran Of The Psychic Wars
9. Pyre Of Gods
10. Rider Of The Last Day
11. Crawlspace
-- Bis:
12. Warhead
13. Wings Of Darkness
14. Traitor



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Tarot"


Marco Hietala: baixista do Nightwish e Tarot lançará álbum solo também em inglês

2016: o ano das mortes de impacto no rock/metal2016
O ano das mortes de impacto no rock/metal

TOP 7: Bandas (NAO TAO) conhecidas da FinlândiaTOP 7
Bandas (NAO TAO) conhecidas da Finlândia


Emo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nadaEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Metallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio


Sobre Gabriela Cotosck

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.