Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemKirk Hammett relembra "Metallica x Napster": "avisamos todo mundo o que aconteceria"

imagemBob Dylan relembra o grande impacto que o lendário Robert Johnson teve sobre ele


Stamp

Peter Frampton: clássicos da longa carreira em São Paulo

Resenha - Peter Frampton (Via Funchal, São Paulo, 17/09/2010)

Por Sérgio Casa Nova
Fonte: Rising Guitar
Em 19/09/10

Uma festa setentista era esperada para a noite de 17 de setembro na Via Funchal em São Paulo. Depois de 15 anos ausente dos palcos paulistas, Peter Frampton finalmente mataria a saudade de seus fãs. E como era de esperado, não decepcionou o público presente. Recheou o repertório com clássicos de sua longa carreira, dando destaque ao álbum "Frampton Comes Alive".

Quase pontualmente o guitarrista começou a apresentação com "From Day Creep", de sua antiga banda o Humble Pie. Logo na seqüência já ataca "It’s a Plain Shame", e já com o público conquistado, "Show Me The Way" coloca o Via Funchal abaixo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Frampton está em excelente forma, cantando muito bem, com a mesma voz que o tornou uma grande estrela nos anos 70. Mas no show o que imperou foi a guitarra. Mostrando porque é citado como influência para nomes como Steve Morse e Steve Vai, o guitarrista brindou o público com muitos momentos instrumentais. Após "Restraint", uma das poucas canções do novo álbum, o excelente "Thank You Mr. Churchill", o guitarrista apresenta 3 temas instrumentais, mostrando toda sua técnica na guitarra.

A banda estava afiadíssima, o que torna impossível dar destaque a alguém em especial. Rob Arthur (teclados, guitarra e vocal) e John Regan (baixista, que acompanha Frampton há mais de 30 anos), Adam Lester (guitarra e vocais) e Dan Wojciechowski (bateria), tiveram seus momentos individuais no show. Mas quem comandava a festa era Frampton mesmo. O guitarrista trouxe ao Brasil o mesmo equipamento que apresentou na matéria para a Guitar World (para detalhes explicados pelo próprio, clique neste link), e sabe como usá-lo, foi uma série de timbres bem sacados e de muito bom gosto. Os temas instrumentais foram intercalados por alguns temas clássicos, muitos do álbum "Frampton Comes Alive", seu maior sucesso de vendas. Mas sem dúvida Frampton queria dar ênfase a guitarra e provar que além de bom compositor e cantor, sempre foi um excelente instrumentista.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Depois de uma versão inspirada de "Black Hole Sun" (hit da banda Soundgarden, que Frampton gravou no álbum instrumental "Fingerprints"), Frampton engata uma série de clássicos, "Baby, I Love Your Way", "(I’ll Give You) Money" e "Do You Feel Like We Do", tudo para matar a saudade de seu público. Como se não bastasse, Frampton tira da manga um dos seus grandes hits, revistos para esta tour latino-americana, "Breaking All The Rules". O guitarrista não colocava este grande som nos shows há quase 20 anos, mas pela recepção da platéia não deve sair mais. O show chega ao fim com uma emocionante versão para "While My Guitar Gently Weeps", do saudoso George Harrison.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Sem dúvida o que o Via Funchal assistiu foi um artista que não tem a intenção de mudar seu estilo e tentar novas audiências. Ao contrário, sabe que consegue isso fazendo o que sempre fez: um rock orgânico, sem frescuras e direto. Frampton, ao deixar o palco, mostrou que sua música ainda encontra espaço e relevância nos dias de hoje.

O set List foi o mesmo que apresentou em toda a tour sul-americana :
- Four Day Creep (composição da cantora de blues Ida Cox que o Humble Pie gravou no clássico "Performance Rockin’ The Fillmore" de 1971)
- It’s a Plain Shame (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Show me the Way (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Lines on my Face (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Restraint (do álbum "Thank You Mr. Chuchill")
- Float (do álbum "Fingerprints")
- Boot it up (do álbum "Fingerprints")
- Double Nickels (do álbum "Fingerprints")
- I Wanna Go to the Sun (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Off The Hook (do álbum "Peter Frampton")
- All I wanna be (is by your side) (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Vaudeville Nanna and the Banjolele (do álbum "Thank You Mr. Chuchill")
- Black Hole Sun (do álbum "Fingerprints")
- Nassau / Baby, I love your way (do álbum "Frampton Comes Alive")
- (I’ll give you) Money (do álbum "Frampton Comes Alive")
- Do You Feel Like We Do (do álbum "Frampton Comes Alive")

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Encore:
- Breaking All the Rules (do álbum "Breaking All the Rules")
- While my Guitar Gently Weeps (do álbum "Now")

Veja algumas fotos do show no link abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Hard Rock: as bandas que deram origem aos heróis do gênero