Girugamesh: o último show da turnê Summer Evolution

Resenha - Girugamesh (Akasaka Blitz, Japão, 02/09/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: JaMe Brasil
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O girugamesh fez o último show TOUR 2009 SUMMER EVOLUTION para um Akasaka BLITZ lotado. Os ingressos para o primeiro dia do último show da Tour 2009 SUMMER EVOLUTION no Akasaka BLITZ esgotaram, prova de que o girugamesh alcançou uma incrível popularidade. As cortinas estavam abertas, mostrando um grande banner da banda no fundo do palco. A casa de shows estava cheia de fãs usando as camisetas da turnê, se preparando para o show com toalhas em volta do pescoço. Às 19h00 as luzes diminuíram e os fãs começaram a bater palmas no ritmo da música de introdução.

5000 acessosE-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?5000 acessosMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Os membros apareceram no palco um por um, começando pelo guitarrista Nii, seguido por ShuU e Яyo, todos vestindo ternos pretos, seu visual antigo. Então, o vocalista Satoshi apareceu, também usando um terno preto com uma gravata branca. Os gritos animados dos fãs chamando pelos membros podiam ser ouvidos, aquecendo o show.

A apresentação começou com Omae ni sasageru minikui koe, uma música pesada que conta com os gritos de Satoshi. Os fãs ficaram agitados desde o início. Nii e ShuU vieram para a frente e tocaram agressivamente enquanto os fãs respondiam à altura. Mouja no koushin, outra música pesada, foi a seguinte. Os fãs ergueram os punhos enquanto Satoshi gritava, “Vamos lá, nos deixem ouvir suas vozes!”. Isso agitou os fãs para a música seguinte, Volcano, uma das antigas mais populares. Satoshi correu pelo palco enquanto cantava. O vocalista gritou, “Akasaka BLITZ! Vamos fazer desta uma noite incrível!”, e o público bateu cabeça em uníssono. Em Deceived Mad Pain, os fãs ergueram os braços e os movimentaram para a frente e para trás, às vezes batendo palmas e batendo cabeça.

Depois, as luzes diminuíram novamente, e, enquanto os membros se preparavam para a música seguinte, Satoshi dirigiu-se brevemente à platéia. “Olá! Nós somos o girugamesh! Como vocês podem ver, nós estamos usando nossas roupas antigas hoje. Então, nós vamos tocar músicas antigas hoje! Vamos lá!”. Como se essa fosse a deixa para o início da música, Vermillion começou e os fãs ficaram ainda mais agitados. Nii e ShuU correram pelo palco, às vezes trocando de lugar e entretendo os fãs com gestos engraçados.

Logo depois Satoshi gritava “CRAZY-FLAG!”, e a música começou no mesmo instante. Ao longo da música, Satoshi e Nii brincaram um pouco, e Nii se divertiu perseguindo ShuU pelo palco. Para Dance Rock Night, a bola de espelhos no teto começou a girar e luzes se refletiram nela e por toda a casa de shows. A introdução de baixo de ShuU começou, e os fãs responderam imediatamente erguendo as mãos e pulando. Яyo ficou em pé e incentivou os fãs a pularem ainda mais. Então, GAMBLE trouxe de volta o clima hard rock com o profundo baixo de ShuU.

A primeira balada da noite dói Freesia, que começou com a guitarra de Nii. Em uma casa de shows silenciosa, o instrumento ecoou e o holofote sobre o guitarrista era a única luz. Quando Satoshi começou a cantar com emoção, luzes brancas se espalharam vagarosamente pelo palco. Surpreendentemente, para uma banda de rock, a música foi delicada e tocante. A seguinte também foi uma balada: Fukai no Yami veio como um trovão, comSatoshi cantando poderosamente.

Após 13, a faixa instrumental do álbum 13’s Reborn, o grande banner do girugamesh pendurado no fundo do palco havia sido retirado e Jarring fly começou. O som eletrônico e as vozes dos fãs se misturaram à música pesada. Satoshi foi para a frente do palco e incitou o público enquanto Nii fazia um som alto com sua guitarra e todos se movimentavam energeticamente pelo palco. Com Shadan, apresentada raramente, Nii e ShuU provocaram o público, incentivando-os a agitarem ainda mais.

O vocalista gritou “Vamos nos tornar um só! Com smash!”. O banner reapareceu, e os fãs começaram a bater palmas. Os membros encorajaram o público a continuar batendo palmas enquanto todos se reuniam no centro do palco. Em shining, uma música rápida, Satoshi segurou o microfone na direção dos fãs e deixou que eles cantassem. A música seguinte, domino, foi profunda, mas calma, e todos na casa de shows se acalmaram enquanto ela era apresentada. O girugamesh terminou o set principal com Kowareteyuku sekai. A música começou com a bateria de Яyo e o violão de Nii, criando um som diferente de seu estilo habitual. Porém, os vocais de Satoshi foram poderosos como sempre, fazendo da música uma boa escolha para terminar o set. Com a guitarra ainda soando, os outros membros deixaram o palco em silêncio, e Nii foi o último.

Respondendo aos pedidos por um encore da platéia, os membros voltaram ao palco usando as camisetas da turnê: Nii, ShuU e Яyo vestiam a versão branca, e Satoshi a preta. O vocalista pegou o microfone e conversou com o público. “Obrigado! Por favor, escutem nossa nova música, BORDER!”. A música começou com o som pesado da guitarra e do baixo, mas foi muito animada. Os fãs agitavam os punhos no ar, algo muito agradável de se ver.

Durante o encore, os membros também anunciaram a renovação de seu site de celular do fã clube. Os fãs aplaudiram, e cada membro fez um comentário sobre seus respectivos blogs. Satoshi falou sobre seus filmes favoritos e apresentou alguns pratos que ele faz, dizendo que ia postar sobre o mais recente, o volcano-don (arroz volcano). Na coluna de Nii, “Aorzora no Nii”, ele disponibilizou um ringtone com sua voz para download. Na coluna de ShuU, ele decidiu continuar o livro de celular que esteve escrevendo.

Quando chegou a vez de Яyo falar sobre sua coluna, ele perguntou ao público, “Há algo que vocês queiram perguntar? Eu respondo qualquer coisa!”. Ele sorria e estava de bom humor. Alguns gritos puderam ser ouvidos vindos da platéia, mas Satoshi interrompeu e disse, “Яyo! Você vai mesmo responder a todos?!”. O baterista, fingindo ter ficado irritado, respondeu, “Sim, eu vou responder a todos!”. A casa se encheu de risadas, tornando a atmosfera tocante. Eles também falaram sobre as memórias que guardarão de Tóquio. Relembrando o passado, os membros falaram sobre a primeira vez que foram a Harajuku para comprar as roupas para montar seu visual.

Após mais um pouco de conversa, eles seguiram com a segunda música do encore, Break Down. Junto com as luzes piscantes, o rock e o rap elevaram a tensão da casa. Os fãs socavam o ar e, sem pausa, evolution começou. Яyo, parecendo se divertir muito, ficou em pé e dançou, enquanto o som e a voz eletrônicos soavam. Foi uma música rock cativante, e os fãs bateram palmas sobre suas cabeças. Quando a música terminou, os membros deixaram o palco mais uma vez.

Eles voltaram após um momento para agradecer ao público pelo encore. Eles continuaram com Goku, uma das antigas músicas características apresentadas ao vivo pela banda, caindo bem como uma das últimas do show. Com luzes vermelhas piscando, os fãs ergueram os braços e agitaram com o som. O show se encerrou com Kaisen Sengen, outra música antiga. Satoshi subiu na plataforma no centro do palco e incitou a platéia. Eles terminaram com Satoshi gritando as palavras finais, “Nós somos o girugamesh!”. Depois de os membros tirarem um momento para olhar para os fãs que aplaudiam e gritavam, eles deixaram o palco, terminando o primeiro dia do último show da Tour 2009 SUMMER EVOLUTION.

Com novos lançamentos e mais um grande one-man a caminho, não há duvidas de que o girugamesh ganhou novos fãs – assim como novas habilidades que os elevam até o próximo nível.

Set list:
Intro (girugamesh)
Omae ni sasageru minikui koe
Mouja no koushin
Volcano
Deceived Mad Pain
Vermillion
CRAZY-FLAG
Dance Rock Night
GAMBLE
Freesia
Fukai no Yami
13 (13’s reborn)
Jarring fly
Shadan
smash!!
shining
domino
Kowareteyuku sekai

En.1 BORDER
En.2 Break Down
En.3 evolution

En.4 Goku
En.5 Kaisen Sengen

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Girugamesh"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Girugamesh"

E-FarsasE-Farsas
Papa Francisco era fã do Black Sabbath?

MetallicaMetallica
Por que 9 entre 10 fãs da banda odeiam "Load" e "Reload"?

MetallicaMetallica
New Music Express elege as melhores músicas do grupo

5000 acessosIron Maiden: a música "Wasting Love" é um Plágio?5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19925000 acessosCorey Taylor: "não comprem a playboy da Lindsay Lohan"5000 acessosFoo Fighters: Dave Grohl ataca criador de Glee5000 acessosBruce Dickinson: câncer pode ter sido causado por sexo oral?4380 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online