Matérias Mais Lidas

Gojira: ator de Cobra Kai diz que ficou fora da casinha quando banda o seguiuGojira
Ator de "Cobra Kai" diz que ficou fora da casinha quando banda o seguiu

Charlie Brown Jr: O Champignon contou que ficou armado na frente do AP do ChorãoCharlie Brown Jr
"O Champignon contou que ficou armado na frente do AP do Chorão"

Slipknot: o assustador momento em que Mick Thompson te encontraSlipknot
O assustador momento em que Mick Thompson te encontra

Entombed: morre aos 49 anos o vocalista Lars-Göran PetrovEntombed
Morre aos 49 anos o vocalista Lars-Göran Petrov

Black Sabbath: a banda entrou em pânico quando Bill Ward saiuBlack Sabbath
A banda entrou em pânico quando Bill Ward saiu

Lars Ulrich: quando o pênis de Bill Kelliher, do Mastodon, foi parar no bolso deleLars Ulrich
Quando o pênis de Bill Kelliher, do Mastodon, foi parar no bolso dele

Robert Fripp: ele e esposa fazem cover de Toxic em apoio a Britney SpearsRobert Fripp
Ele e esposa fazem cover de "Toxic" em apoio a Britney Spears

Hear 'n Aid: Adrian Smith não estava empolgado por conta dos velocistas da guitarraHear 'n Aid
Adrian Smith não estava empolgado por conta dos velocistas da guitarra

Korn: Brian Welch admite que foi longe demais com obsessão pelo CristianismoKorn
Brian Welch admite que foi longe demais com obsessão pelo Cristianismo

Amazon: CDs, Vinis e mais ítens com até 50% de desconto hojeAmazon
CDs, Vinis e mais ítens com até 50% de desconto hoje

Brian May: guitarrista revela seu solo de guitarra preferido (e não é nenhum do Queen)Brian May
Guitarrista revela seu solo de guitarra preferido (e não é nenhum do Queen)

Metallica: postagem de Lars revela que o baterista está se tornando um careca-cabeludoMetallica
Postagem de Lars revela que o baterista está se tornando um "careca-cabeludo"

Yngwie Malmsteen: ele diz que nunca tentou imitar Eddie Van Halen na guitarraYngwie Malmsteen
Ele diz que nunca tentou imitar Eddie Van Halen na guitarra

Guns N' Roses: Os 5 shows que mudaram a vida de Duff McKaganGuns N' Roses
Os 5 shows que mudaram a vida de Duff McKagan

The Doors: banda não sabia o que fazer em relação a Jim MorrisonThe Doors
Banda não sabia o que fazer em relação a Jim Morrison


Stamp

Dub Side: Clássicos do Pink Floyd em versão reggae no Rio

Resenha - Dub Side Of The Moon (Circo Voador, Rio de Janeiro, 13/05/2006)

Por Bruno Figueiredo
Em 13/06/06

Nos últimos três anos algumas notícias causaram um misto de sentimentos nos fãs do Pink Floyd em todo o mundo, entre elas destacaram-se a possível reunião do trio Gilmour, Mason e Wright com Waters para um show beneficente (com possível turnê posterior); o lançamento de um novo álbum que estaria sendo produzido em sigilo; e o lançamento de um álbum cover produzido por um grupo de reggae.

Fotos: Antônio César

Em meados de 2005 o Live8 concretizou o sonho de ver o grupo reunido, após duas décadas de desencontros e guerras judiciais entre Gilmour e Waters, porém os rumores de uma nova reunião para turnê ou gravação de um álbum de estúdio foram desmentidos pelos integrantes do grupo em nota no site oficial. Mas o estranhamento maior veio antes, com o lançamento, em 2003, do álbum Dub Side Of The Moon, por uma reunião de músicos da Easy Star Records chamado Easy Star All-Star. Trata-se da recriação, em Dub, de um dos álbuns mais consagrados do Pink Floyd, o Dark Side Of The Moon.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os músicos da Easy Star se engajaram neste projeto (audacioso) de recriação de um dos maiores álbuns de rock da história, no que diz respeito às técnicas de gravação, qualidade do som, harmonias e idéias, permanecendo por mais de 700 semanas na parada da Billboard e tendo vendido mais de 40 milhões de cópias por todo o planeta. O resultado é um disco de ótima qualidade, reproduzindo todo o clima sombrio (porém com um tom jamaicano nos samplers, além do rítmo modificado) que arrancou elogios dos próprios integrantes do Pink Floyd e alcançou uma boa vendagem mesmo sem ter tocado nas rádios ou recebido algum tipo de grande estratégia de marketing. O estudo feito a partir do álbum original foi tão intenso que o próprio site da Easy Star Records vende o Dub Side sincronizado com "O Mágico de OZ", uma das maiores curiosidades acerca do Dark Side que nunca foi confirmada pelo grupo da terra da rainha.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Neste mês de maio os fãs brasileiros do Pink Floyd tiveram a oportunidade de avaliar o trabalho dos corajosos do Easy Star All-Star. No último dia 13, no Circo Voador-RJ, os jamaicanos/nova-iorquinos fizeram sua penúltima apresentação no Brasil antes de partir para Argentina e demonstraram uma performance intensa e carismática ao público que, apesar de parecer meio apático nas músicas inicias, cantou em uníssono junto à banda as músicas do consagrado Dark Side. O show começou tarde, 2 horas e 40 minutos após as 23h, horário marcado para o início, mas o que se viu depois disso foi um Circo Voador lotado, como a muito não se via, com um público notadamente pinkfloydiano e alguns dreadlocks, todos ansiosos para avaliar o trabalho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após uma pequena apresentação de dançarinas nova-iorquinas a banda subiu ao palco e abriu o show com músicas pouco (ou nada) conhecidas pelo público presente que acompanhou atentamente mas sem empolgação. "Fighting, Judge Not", "Dublo"," Bed of Rose", "Vaporizer", "Easy Up" e "Caesar" apresentaram os músicos ao público e deram uma prévia de como correria o show, com uma banda coesa e segura pelos graves do baixo do Renard Shy. Completando a banda: Jennifer Hill (Saxofone e flauta), Ivan Katz (Bateria), Jeremy Mage (Teclados), Brian O’Sullivan (Trombone), Junior Morrison (Vocal), Tamara Brown (Vocal) e Wendel Ferraro (Guitarra e Vocal).

Ao primeiro acorde menor da banda o Circo Voador foi abaixo ao som de "Breath" (sem o sampler inicial de "Speak to Me"), seguindo com a seqüência original do álbum: "On the Run" (com uma batida moderna estilo DrumBass feita pelo baterista); "Time" (ponto alto do show, com a banda e o público a uma só voz e o solo de guitarra substituído por um free stile); "Great Gig" (destaque para a voz da Tâmara Brown); "Money"; "Us and Them"; "Any Color"; "Brain Damage" (na voz do simpático e empolgado Brian O’Sullivam); e "Eclipse". No fim do Dub Side a banda foi parando um por um e saindo do palco, deixando apenas Ivan Katz solando de canhota a sua bateria. No bis tocaram "Move to G’way"; "Climbing up the Walls"; e "Live to Let Live", ainda aproveitaram para divulgar o novo trabalho chamado "Radiodread", seguindo a mesma formula de recriação, dessa vez com o álbum "Ok Computer" da, também britânica, Radiohead.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sem discutir a questão do oportunismo ou gosto por determinado segmento musical pode-se dizer que o trabalho feito em Dub Side pelos músicos da Easy Star Records foi bem executado, no entanto qual fosse o resultado ou opiniões geradas por este, seria provável um retorno certo pois se trata da releitura de um dos álbuns mais vendidos da indústria fonográfica e, indubitavelmente, aguçaria a curiosidade dos fãs do Pink Floyd espalhados pelo mundo, mesmo sendo o trabalho assinado em Dub.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Flavio Maranhao
publicidade
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Deep Purple: o riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
O riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

Bullet For My Valentine: Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron MaidenBullet For My Valentine
Baterista conta o inferno que é abrir para o Iron Maiden