Children Of Bodom: Os bangers gaúchos compareceram em bom número

Resenha - Children Of Bodom (Opinião, Porto Alegre, 14/08/2004)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Hugo `Guaraná` Lobo
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.





Num domingo a noite no já tradicional bar Opinião em Porto Alegre, os bangers gaúchos compareceram em bom número (por volta de 600 pessoas) para conferir os finlandeses do CHILDREN OF BODOM em sua turnê brasileira. Após apenas alguns minutos do horário programado e sem banda de abertura, o público começou a ovacionar a banda no melhor estilo heavy metal. O COB entrou no palco com a música "Hate me". O vocalista/guitarrista Alexi Lahio além de fazer um vocal bem rasgado, detona sua guitarra em bases e solos muito rápidos, dando inúmeras "cusparadas" no chão e ao redor dele, além de tomar muita água (talvez pelo calor brasileiro).

Seguiram com as músicas "Chokehold (Chocked 'N Loaded)", "Silent night, bodom night", "Bodom after midnight" , "Sixpounder" e "Angels Don't Kill". Eles surpreenderam os menos avisados com músicas muito pesadas e partes rápidas e técnicas, com o segundo guitarrista Roope Latvala fazendo boas bases, além do talentoso tecladista Janne Warman que fez um "duelo" com o guitarrista Alexi, abusando das improvisações e conferindo muito peso e harmonia ao som da banda. A galera correspondia a energia emanada e participava ativamente do show, que tinha uma boa produção e qualidade sonora e de iluminação (com o pano de fundo do palco tendo um desenho da "morte" com a foice e o logotipo da banda).

Continuaram com as músicas "Needled 24/7", "Deadnight warrior", "Towards dead end", e fizeram uma parada para o solo do baterista Jaska Raatikainen, que tem uma pegada firme e precisa. Após algumas palavras de agradecimentos e mais "cusparadas" do vocalista Alexi, continuaram detonando com as musicas "Bodom Beach Terror", "Kissing the shadows", "Every time I die" e "Hate Crew Deathroll".

No final fizeram um Bis "burocrático" com a musica "Downfall", onde dois fãs tentaram invadir o palco, mas foram contidos pela segurança do bar. O show teve um pouco mais de 01h20 de duração, mas os fãs saíram satisfeitos com mais uma noite de metal na capital gaucha.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Children Of Bodom"


Kryour: prestando tributo ao Children of Bodom em vídeo ao vivo

Children of Bodom: Alexi Laiho classifica álbuns da banda do pior ao melhorChildren of Bodom
Alexi Laiho classifica álbuns da banda do pior ao melhor

Tarja Turunen: vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The VoiceTarja Turunen
Vocalista reprova cover do Children Of Bodom no The Voice

Rock/Metal: 7 nomes de bandas que você pronuncia errado, parte 2Rock/Metal
7 nomes de bandas que você pronuncia errado, parte 2


Coincidências: Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?Coincidências
Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?

Metal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Sucks
Os melhores álbuns de metal do século 21

Total Guitar: os melhores e piores covers da históriaTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

Oito razões pra dormir com um bateristaTemperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os temposJoey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'R

Sobre Hugo `Guaraná` Lobo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.