Dr. Sin: Pocket show que oficialmente inaugurou a nova turnê

Resenha - Dr. Sin (Fnac Pinheiros, São Paulo, 13/03/2004)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Michel Camporeze Téer
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.



Originalmente publicado no site www.drsiteonline.com.br.

Parecia mais um daqueles sábados monótonos do mês de março, porém a tarde do dia 13 culminaria no show de lançamento do DVD e CD "10 anos ao vivo" da banda Dr.Sin.

Ao comparecer nas dependências da Fnac Pinheiros, situada na cidade de São Paulo, pude notar uma longa fila de fãs que aguardavam ansiosos o pocket show que oficialmente inauguraria a nova turnê da banda.

Com a passagem de acesso ao andar onde o show seria realizado liberada, o público pode notar os instrumentos e a aparelhagem cuidadosamente preparada pelos músicos e equipe.

Cumprindo o horário combinado, o momento que todos aguardavam foi alcançado quando, Andria (baixo e vocal), Eduardo Ardanuy (guitarra) e Ivan Busic (bateria e vocal), acompanhados pelo tecladista Rodrigo Simão (conhecido também por Golun), às 17:00hs, surgem sobre o palco para entrar em cena com a música de abertura do dvd "Time after time" e emendar com "Fly away". Exibindo seu novo visual, o baterista Ivan Busic deu as boas vindas ao público que tomou por completo o local destinado ao show e "Sometimes" foi a próxima música a ser entoada. Após um longo aplauso o futuro papai Edu Ardanuy começou a improvisar juntamente com a banda um blues, o que deixou em evidência as influências e a competência dos músicos que dominam uma variedade de estilos musicais.

Após uma série de pequenos improvisos, Andria ainda interagiu de forma descontraída com os fãs e em tom de brincadeira comunicou que estas seriam as músicas do próximo cd de estúdio da banda.

"Revolution" e "Emotional Catastrophe" foram as próximas do set-list. Para o encerramento do pocket show, Andria (e a maioria dos fãs) promoveram um coro em uníssono da preferência nacional "Futebol, mulher & rock n' roll". Terminada a música, os fãs, satisfeitos deixaram as dependências da Fnac de Pinheiros após uma longa seção de autógrafos e fotos promovida pela banda.

Tal show foi apenas uma pequena amostra do que virá pela frente. A turnê "10 anos ao vivo" apenas começou.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Dr Sin"


Rodz Online: 25 Anos de Philips Monsters of Rock 1994 (vídeo)

Regis Tadeu: Edu Ardanuy, a referência da guitarra rock no BrasilRegis Tadeu
Edu Ardanuy, a referência da guitarra rock no Brasil

Sinistra: banda de Edu Ardanuy, Luis Mariutti, Nando Fernandes e Rafael Rosa solta singleSinistra
Banda de Edu Ardanuy, Luis Mariutti, Nando Fernandes e Rafael Rosa solta single

Rock: seis bandas que se inspiraram na cultura PopRock
Seis bandas que se inspiraram na cultura Pop

Dr.Sin: acabou-se a magia da espera de um discoDr.Sin
"acabou-se a magia da espera de um disco"

Café com Ócio: 15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010Café com Ócio
15 melhores discos do Metal Nacional - 2000 a 2010


Separados no nascimento: Paul Stanley e Ioná MagalhãesSeparados no nascimento
Paul Stanley e Ioná Magalhães

VH1: os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissoraVH1
Os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissora

Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

Pattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric ClaptonAs regras do Death MetalRolling Stone: as 100 melhores músicas de guitarraTalento: pra quem tem, a idade é apenas um detalhe

Sobre Michel Camporeze Téer

Publicitário de formação e atuação. Gosta de artes em geral, mais especificamente: leitura, fotografia e bastante Rock 'n' Roll.

Mais matérias de Michel Camporeze Téer no Whiplash.Net.