Resenha - Metal Invaders (Bar do Blues, São Gonçalo, 31/05/2003)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson Guimarães de Carvalho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.





Em sua quarta edição, o festival Metal Invaders brindou os fãs de heavy metal com três das bandas cariocas de maior renome no cenário nacional. Venin Noir , Nordheim e HeavenFalls foram as atrações desta vez.

A primeira atração que subiu no palco foi a Venin Noir. O sexteto abriu a noite com seu doom metal de qualidade, como podemos ouvir em seu cd de estréia, "Rainy Days of October". Tecnicamente o show foi muito correto apesar de alguns problemas com o som no início. Porém, o problema da banda é a presença de palco, que aliada ao som cadenciado torna o show um pouco morno. Mas os fãs agitaram bastante com músicas como a ótima "Buried Alive", além de covers como "Ice Queen" do Within Temptation (muito bem executado, por sinal), "Edge of Thorns" do Savatage (que contou com o vocalista da Imago Mortis como convidado) e "Because the Night" (10.000 Maniacs). Destaque para o guitarrista Rodrigo Campilho e para a vocalista Larissa Frade.

A seguir veio o Nordheim, que mostrou à galera o sentido do termo heavy metal. O grupo chegou incendiando com seu metal direto e repleto de bons riffs. Entraram com "River of Death", faixa de abertura do debute "...And The Raw Metal Power". Apesar de falhas técnicas, seguiram mostrando seu trabalho, que parecia combustível para as incontáveis rodas que se abria. Além de "River of Death", "Doomsday" e outras próprias, covers de Ozzy e Judas Priest integraram o set. O que chama a atenção para a banda, sem dúvida, é a voz de Hélio Oliva. Este está seguramente entre os melhores vocalistas do metal nacional.

Já passava das duas da manhã quando a HeavenFalls iniciou seu show. Ao contrário do que costuma acontecer, pouquíssimas pessoas deixaram o local, o que prova que a banda era bastante esperada por estes lados. O sexteto basicamente executou quase todo seu ótimo cd de estréia, "Ethereal Dreams", na íntegra. Um fato que chamou a atenção foi o público que cantava todas (realmente TODAS) as músicas com a banda: "Inner Prison", "Winter's Dance", "Castles of Illusion" e "Damned Queen". A presença de palco da vocalista Sabrina Carrión foi um show à parte. Apesar dos gritos dos marmanjos mais afoitos, a ruiva não se intimidou e comandou a galera demonstrando muita experiência no palco. Além claro, de sua bela voz.

Este show marcou a estréia do baixista Sidney Jr., que talvez por isso, mostrou-se bastante tímido e parado no palco. Outro destaque é o guitarrista Vitor Montalvão. O cara é uma máquina de riffs e está de parabéns pelo trabalho no álbum e por sua precisão ao vivo.

Resumindo, o Metal Invaders é um festival que está crescendo assustadoramente. E seu profissionalismo cresce no mesmo ritmo. Pelo que os organizadores adiantaram, grandes atrações estão previstas para as próximas edições. Parabéns a organização, às bandas e especialmente ao público,que compareceu, agitou e não criou nenhum incidente.

Só para lembrar, o Wacken Open Air, um dos maiores festivais de metal do mundo começou assim. Até a próxima edição!

Site do festival: www.metal-invaders.com



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Nordhein"Todas as matérias sobre "HeavenFalls"Todas as matérias sobre "Venin Noir"


Paula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black MetalPaula Fernandes
Aos 19 anos ela ia em shows de Black Metal

Led Zeppelin: A controvérsia sobre as origens do nome da bandaLed Zeppelin
A controvérsia sobre as origens do nome da banda

Motorhead: a dieta que mantinha Lemmy jovem e viçosoMotorhead
A dieta que mantinha Lemmy jovem e viçoso

Dave Mustaine: "Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogasFatos Desconhecidos: 5 personalidades que supostamente fizeram pacto com o diaboJames Hetfield: "fico deprimido quando não pego a guitarra"

Sobre Anderson Guimarães de Carvalho

Fotógrafo do site, também finaliza o bacharelado e licenciatura em História na PUC-Rio. É uma figura conhecida na cena carioca, mais odiado do que amado. Gosta de incomodar, assim como também gosta de HammerFall, Rammstein, Ivory Tower, Accept, Soilwork,Scorpions e Grave Digger.

Mais matérias de Anderson Guimarães de Carvalho no Whiplash.Net.