RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Summer Breeze

Hangar: Um dos maiores ícones do metal gaúcho e brasileiro

Resenha - Hangar (Fire, Caxias do Sul, 17/05/2003)

Por Paulo Finatto Jr
Postado em 17 de maio de 2003

Fotos por Roberto Scliar (www.scliar.org)

Na fria cidade serrana de Caxias do Sul, colonizada por italianos e conhecida pela dupla típica da culinária da região, uma boa massa e vinho, no último dia 17/05 ocorreu na aconchegante casa Fire, o único show neste primeiro semestre, do Hangar, no seu estado natal. A banda que conta com dois integrantes do Angra, Aquiles Priester (bateria) e Fábio Laguna (teclado), contou com a abertura dos porto-alegrenses do Scelerata, em um dos shows que procedeu a turnê da banda no nordeste e o show no Brasil Metal Union 3. A casa, com uma boa estrutura para shows de médio e grande porte, ofereceu na noite uma boa equipe de trabalho para ambas as bandas.

Exatamente 23h30 o Scelerata subiu ao palco da Fire, contando com Carl Casagrande (vocal), Bruno Sandri e Rodrigo Velasco (guitarras), Gustavo Strapazon (baixo) e Francis Cassol (bateria). A música de trabalho da banda, "My Paradise", muito executada nas rádios porto-alegrenses, foi a primeira. "Metal Icarus" também foi executada, de uma maneira surpreendente, algo que não é muito comum tratando-se de covers do Angra. Depois de "Salvation" (Helloween), antecedida por "Eagle Eyes" e "Follow Your Own Path", a banda tocou uma música que agradou muito os presentes: "Rock of Heart". Um ótimo show desta revelação, valendo ressaltar que era o primeiro show do Scelerata na cidade.

Michael Polchowicz (vocal), Eduardo Martinez (guitarra), Nando Mello (baixo), Fábio Laguna (baixo) e Aquiles Priester (bateria) subiram logo em seguida, já lançando aos presentes um dos clássicos do seu álbum "Inside Your Soul", a música "Legions of Fate", seguida pro "Absinth", na minha opinião, a melhor do primeiro CD da banda. O tradicional cover de "Eagle Fly Free" estava presente, assim como "Man on a Misision" (Gamma Ray), além do incluído neste ano, "No Turning Back" (Stratovarius). O show da banda, muito bom por sinal, contou com outras grandes músicas do "Inside Your Soul": "Savior", "To Tame a Land" (a mais famosa de todas), "Inside Your Soul", "Living in Trouble" e "Sailing in the Sea of Sorrow". Vale ressaltar que a banda executou um trecho de "Reign in Blood", do Slayer, como introdução da "To Tame...", algo bem incomum para a maioria das bandas de power/melódico. Mais outras do "Last Time" estiveram presentes: "Voices" e "Angel of Stereo". A boa apresentação da banda fechou com "Perfect Strangers", do Deep Purple, presente no último CD da banda. Para quem acompanhou os shows no início do ano, mas não nos anos anteriores, pode conferir duas novidades: a inclusão de "Forever Will Be", uma das novas composições do grupo, assim como "Hidden by Shadows", presente no projeto "Hamlet". Todos estiveram muitíssimo bem no palco, especialmente o vocalista Michael Polchowicz e o baterista Aquiles Prister, que dispensa comentários...

Como sempre, o Hangar agradou a todos os fãs presentes. Não podia ser diferente, já que todos estavam à frente de um dos maiores ícones do metal gaúcho e brasileiro da atualidade. Agora é esperar por mais shows, e aguardar para mais no futuro, o terceiro CD do Hangar.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Aquiles Priester: em 1992, dispensado de gravação por não conseguir tocar com click

Nando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.
Mais matérias de Paulo Finatto Jr..