RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemFalling In Reverse insulta Sebastian Bach em seu novo clipe

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal


Exilio Angel

Coldplay: Ao-vivo em Berkeley, colocando à prova o novo álbum

Resenha - Coldplay (Greek Theatre, Berkeley, 06/09/2002)

Por Bruno Romani
Postado em 06 de setembro de 2002

Impiedoso, voraz, implacável. Essas, segundo muitos músicos ingleses, são apenas algumas das palavras que podem ser usadas para descrever o mercado fonográfico americano. Sobrevivência é um sonho para muitos; ter fama e sucesso é uma realidade para poucos. Tendo em vista tamanhas adversidades, os ingleses do Coldplay resolveram botar a prova de fogo seu novo álbum "A Rush of Blood to the Head" iniciando sua mais nova turnê pela América do Norte.

Os primeiros sinais para a banda parecem ser animadores, afinal menos de um mês após terem esgotado em uma hora os ingressos para um concerto em San Francisco, os caras conseguiram esgotar os ingressos para mais um show na Bay Area. O local escolhido dessa vez é o Greek Theatre no recanto universitário de Berkeley.

Com uma pontualidade fazendo jus à sua nacionalidade, o Coldplay subiu às 9:30 da noite logo após o esforçado Ash, da Irlanda do Norte, ter tentado cativar a platéia, sem muitos resultados. O espetáculo começou aos acordes da barulhenta "Politik". Tanto público quanto banda pareciam hipnotizados pela potente canção.

O show foi prosseguindo com canções do fenômenal "Parachutes" intercaladas pelas novas canções. É importante ressaltar aqui que outra adversidade encarada pela banda, a síndrome do segundo disco, parece ter sido facilmente superada. Músicas como "Daylight", "God Put a Smile Upon Your face" e a acústica "Green Eyes" foram perfeitamente digeridas pelas pessoas que lotavam o anfiteatro.

Os pontos altos do primeiro ato do show, nem podia ser diferente, foram as manjadíssimas "Yellow", "Troube" e "Don’t Panic" (essa numa versão diferente, mais acelerada e com direito a solo de gaita). Um presente dado pela banda aos fãs foi a execução de "One I love", canção encontrada somente no single do hit "In my Place". Um dos melhores momentos do show, porém, foi alcançado com a música homônima do novo disco da banda, "A Rush…" O refrão, que exige tudo e mais um pouco da garganta de Chris Martin, parecia parar o tempo enquanto as pessoas admiravam, meio catatônicas, tudo o que se passava no palco.

O bis funcionou como uma dessas histórias de amor banais encontradas em livros: uma leve introdução através da novíssima "Clocks", um clímax poderoso com o hit instantâneo "In My Place, e um desfecho feliz e calmo com a inócua "Life is for Living".

Embora precise aprender que não é necessário imitar até mesmo os trejeitos de Thom York do Radihead enquanto canta, Chris Martin é um show à parte. Ele faz piadas, conversa constantemente com a platéia, além de mandar bala no violão e piano. Os outros caras, por outro lado, apesar de levarem bem seus intrumentos, não se destacam por outras coisas. Completando a ótima performance, a equipe de luz e imagem da banda está de parabéns. O set de luz era climático (ganha um doce quem adivinhar que cor estava o palco enquanto eles tocavam "Yellow"), e cada integrante tinha sua imagem transmitida ininterruptamente para telões separados, através de mini-câmeras digitais.

A julgar pela apresentação em Berkeley, e principalmente pelos números que acercam a banda (várias semanas no top 5 da Billboard, concertos esgotados em todo território americano e aparições constante em estações de rádio e tv), a cruzada pela balada perfeita do Coldplay vem sendo vencedora. A domesticação do mercado fonográfico americano é só mais uma prova de que a banda de Chris Martin desfruta hoje em dia de uma posição privilegiada e de respeito no cenário musical internacional. Até quando isso ocorrerá não sabemos, mas se eles seguirem a trilha dos conterrâneos do Radiohead…

Set-list

Politik
Shiver
Spies
Daylight
Trouble
One I love
Don’t Panic
Everything’s Not Lost
Green Eyes
God Put a Smile Upon Your Face
Yellow
The Scientist
A Rush of Blood to the Head

Bis

Clocks
In My Place
Life is for Living

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Rock: Bandas com pelo menos 10 anos de existência que nunca mudaram a formação

Sinfonia de Ideias: 15 encerramentos de tirar o fôlego

Coldplay: a pior versão que você vai ouvir de "Viva La Vida"


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Bruno Romani

Colaborador sem descrição cadastrada.
Mais matérias de Bruno Romani.