Metallica: Maior que qualquer microfone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Anderson A. de Sousa, Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

No último dia 12 de fevereiro aconteceu o 59° Grammy Awards, a maior premiação musical no mundo. Para abrilhantar o evento, apresentações dos artistas mais consagrados mundialmente, e entre eles a maior banda de thrash metal do mundo (que comecem as tretas)!

36 acessosMetallica: vídeo oficial de Harvester of Sorrow ao vivo em Quebec5000 acessosGhost: De quais bandas brasileiras eles gostam?

Sim, senhoras e senhores, vamos falar do Metallica. Aliás, vamos falar do tamanho do Metallica.

Nesta noite especial rolou apresentação da banda (que se eu começar a falar todos os adjetivos, só término amanhã) junto a Lady Gaga.

A música escolhida foi a pedrada Moth Into Flame, do novo álbum Hardwired... to Self-Destruct. Show de efeitos, dançarinas (sim!) no palco, com a maravilhosa Lady Gaga entre elas.

Tudo dava a entender que seria mais uma apresentação impecável até James se dirigir ao microfone, começar a cantar e simplesmente sua voz não ser ouvida. Oh my God! What the fuck?? Sim, os milhões de fãs que acompanhavam a transmissão ao vivo, ficaram embasbacados/putos/indignados e afins com o ocorrido. O problema foi de fato resolvido apenas na 2ª parte da música, o que não amenizou a ira de James ao derrubar o microfone e praticar arremesso de guitarra ao final da apresentação.

Mas senhorias e senhores, essa não é a primeira vez que um problema de som ocorre no show do Metallica (vide Rock in Rio 2015), e convenhamos que isso não diminui o tamanho da banda. Quem já presenciou um show do Metallica sabe do que estou falando. É lamentável o ocorrido, mas não apaga a energia, o brilhantismo, a "fuderosidade" do shows dos caras.

E o que falar de Lady Gaga? Que mulher! Que voz! Que presença e entrega! Teve mosh sim! Que faça essa dobradinha mais vezes, porque deixou a mim e a vários fãs arrepiados.

Por fim, o Metallica é maior que qualquer microfone, continua um monstro da música mundial, com falha no som ou não.

Oh Yeah?!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Steve Harris assiste show do Metallica no Canadá

36 acessosMetallica: vídeo oficial de Harvester of Sorrow ao vivo em Quebec483 acessosGhost: Hetfield é gente como a gente e vai para galera em show0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Dave MustaineDave Mustaine
"Tocar com o Metallica foi purificador"

MetallicaMetallica
As 10 melhores músicas com Cliff Burton no baixo

MetallicaMetallica
A passagem bíblica que inspirou "Creeping Death"

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"0 acessosTodas as matérias sobre "Lady Gaga"

GhostGhost
De quais bandas brasileiras eles gostam?

Metal BrasileiroMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

The DoorsThe Doors
Jim Morrison está vivo e criando cavalos nos EUA?

5000 acessosGibson: os 50 melhores covers da história do rock5000 acessosÁlbuns: Mike Portnoy revela os seus 10 favoritos5000 acessosLemmy: "Eddie Van Halen nunca chegará aos pés de Hendrix!"5000 acessosBumblefoot conta como é ser parte do Guns N' Roses5000 acessosCristina Scabbia: "Símbolo sexual? Fico surpresa com isto!"5000 acessosPhil Anselmo: vocalista conta história de suas tatuagens em vídeo

Sobre Anderson A. de Sousa

Anderson A. de Sousa, 25 anos, nascido em Esperança-PB e criado no Rio de Janeiro, é administrador de empresas, baterista da banda Simulacro e ritmista de escolas de samba. Respira música em boa parte do seu dia. Conheceu o Rock N' Roll no final dos anos 90 e início dos anos 2000, é fã de quase todas as vertentes do estilo e está sempre antenado às novidades e ao mundo do Rock N' Roll.

Mais matérias de Anderson A. de Sousa no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online