Metallica: Maior que qualquer microfone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Anderson A. de Sousa, Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos
Enviar correções  |  Ver Acessos

No último dia 12 de fevereiro aconteceu o 59° Grammy Awards, a maior premiação musical no mundo. Para abrilhantar o evento, apresentações dos artistas mais consagrados mundialmente, e entre eles a maior banda de thrash metal do mundo (que comecem as tretas)!

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaOh, não!: clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sim, senhoras e senhores, vamos falar do Metallica. Aliás, vamos falar do tamanho do Metallica.

Nesta noite especial rolou apresentação da banda (que se eu começar a falar todos os adjetivos, só término amanhã) junto a Lady Gaga.

A música escolhida foi a pedrada Moth Into Flame, do novo álbum Hardwired... to Self-Destruct. Show de efeitos, dançarinas (sim!) no palco, com a maravilhosa Lady Gaga entre elas.

Tudo dava a entender que seria mais uma apresentação impecável até James se dirigir ao microfone, começar a cantar e simplesmente sua voz não ser ouvida. Oh my God! What the fuck?? Sim, os milhões de fãs que acompanhavam a transmissão ao vivo, ficaram embasbacados/putos/indignados e afins com o ocorrido. O problema foi de fato resolvido apenas na 2ª parte da música, o que não amenizou a ira de James ao derrubar o microfone e praticar arremesso de guitarra ao final da apresentação.

Mas senhorias e senhores, essa não é a primeira vez que um problema de som ocorre no show do Metallica (vide Rock in Rio 2015), e convenhamos que isso não diminui o tamanho da banda. Quem já presenciou um show do Metallica sabe do que estou falando. É lamentável o ocorrido, mas não apaga a energia, o brilhantismo, a "fuderosidade" do shows dos caras.

E o que falar de Lady Gaga? Que mulher! Que voz! Que presença e entrega! Teve mosh sim! Que faça essa dobradinha mais vezes, porque deixou a mim e a vários fãs arrepiados.

Por fim, o Metallica é maior que qualquer microfone, continua um monstro da música mundial, com falha no som ou não.

Oh Yeah?!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Lady Gaga"


Metallica: Ulrich fala sobre cocaína e beber socialmenteMetallica
Ulrich fala sobre cocaína e beber socialmente

Adrian Smith: reunindo Trujillo, Taylor Hawkins e mais em jam para esposaAdrian Smith
Reunindo Trujillo, Taylor Hawkins e mais em jam para esposa


Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Oh, não!: clássicos que foram estragados pelo tempoOh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Anderson A. de Sousa

Anderson A. de Sousa, 25 anos, nascido em Esperança-PB e criado no Rio de Janeiro, é administrador de empresas, baterista da banda Simulacro e ritmista de escolas de samba. Respira música em boa parte do seu dia. Conheceu o Rock N' Roll no final dos anos 90 e início dos anos 2000, é fã de quase todas as vertentes do estilo e está sempre antenado às novidades e ao mundo do Rock N' Roll.

Mais matérias de Anderson A. de Sousa no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor