Detonator (Bruno Sutter) é um gênio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Dias Albuquerque
Enviar correções  |  Ver Acessos

Sei que falo por mim, mas acredito que quem critica o Detonator (Bruno) na realidade não o compreende. Pelo menos, eu não compreendia e portanto não gostava. Agora compreendo e o admiro muito.

Prostitutas: As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1Quatro filhos: rockabilly, pop rock, prog rock e hard rock

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vivemos num país que valoriza demais o que é de fora. Nosso heavy metal é americano, e isso tanto é "culpa" das bandas como do público. Muitas bandas que fizeram heavy metal em português foram sofríveis, são bem poucas as que se salvam; em contrapartida as bandas brasileiras que tocam em inglês são ótimas, tais como Angra, Sepultura, Dr. Sin, etc. Por outro lado, também há a reação do público. E no gênero que curtimos o preconceito impera. A maioria dos fãs gosta de "pagar pau" para qualquer som que vem de fora.

Pessoalmente não gosto muito desse mi mi mi, essa choradeira. Acho que tudo é como deve ser. O faz sucesso é, de algum modo, melhor¹. E é por isso que admiro quando um músico tem a criatividade de Bruno Sutter. Ele não foi o único nem o primeiro a satirizar a cena heavy metal no Brasil, mas certamente foi quem teve maior sucesso nisso.

Ele criou um personagem tosco, o Detonator, baseado em Eric Adams e outros músicos do gênero; tira um sarro da cara de tolos como nós que gostamos de música em inglês sem entender uma palavra, faz letras ridículas e sem sentido algum, com mistura de fraseologias inglês/português. O que ele fez é revolucionário. É um tapa na nossa cara. E acho muito ousado da parte dele tirar essa onda com fãs geralmente tão raivosos como os "headbangers".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Massacration tem diversas letras que servem para percebermos o quanto somos atrasados. O Brasil têm os piores metaleiros do mundo, que enchem estádios inteiros para ver um show de uma banda medíocre estrangeira mas não conseguem lotar uma casa noturna para ver o show de uma banda nacional. Fora isso ainda tem a crítica ao comportamento "headbanger de boutique".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Metal is the law" é a mais pura sátira do que é o código comportamental exigido para um metaleiro: nunca usar bermuda, vestir-se de preto para sempre, nunca ouvir nada que não seja o heavy metal. É uma sátira do nosso estereótipo marcado, datado e cansativo de se ver. "Cereal Metal" tira onda com aquele pessoal que diz viver o heavy metal dia e noite, que não faz outra coisa senão for ouvir heavy metal. Outras letras da banda simplesmente não têm sentido algum. As vezes são apenas letras aleatórias, misturando fases em inglês e português, apenas para soar engraçado e mostrar que fazer música em inglês é muito fácil.

Nem é necessário citar a qualidade sonora da banda. São excelentes músicos. E a técnica vocal de Bruno Sutter é impressionante. Quem acha que ele usa os falsetes porque não sabe cantar, como já ouvi muitos dizerem, realmente não entende nada sobre técnica vocal.

¹ Interprete esta frase no sentido correto. Não quero dizer que bandas de maior sucesso são melhores do que bandas sem sucesso. Quero dizer apenas que há sempre algum bom motivo para uma banda ter ficado famosa e outra não; basta encontrar.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Massacration"


Hermes & Renato: Unidos com Bruno Sutter, Comitiva e o Caralho a QuatroHermes & Renato
Unidos com Bruno Sutter, Comitiva e o Caralho a Quatro

Bruno Sutter: 1º disco solo por causa de votação no Whiplash.netBruno Sutter
1º disco solo por causa de votação no Whiplash.net


Prostitutas: As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1Prostitutas
As mais famosas e devassas do cenário Rock - Parte 1

Quatro filhos: rockabilly, pop rock, prog rock e hard rockQuatro filhos
Rockabilly, pop rock, prog rock e hard rock


Sobre Marcelo Dias Albuquerque

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280