Chorão: o tempo passa e vocalista não aprende com erros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Junior, Fonte: Pipoca TV, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Faz um tempo que penso em elaborar um texto sobre o declínio "social" que tomou conta da banda de rock CHARLIE BROWN JR, mas sempre sou desviado da ideia por querer escrever sobre algo mais contemporâneo, que esteja em voga. Talvez você não lembre, mas no final da década de 90 início desta década não tinha pra ninguém: os meninos de Santos invadiram as rádios, a Mtv brasileira e onde houvesse espaço. Até mesmo os programas da emissora global abriram portas para CBJ, basta lembrar que depois da canção "Assim Caminha A Humanidade" (Lulu Santos).A outra música que ficou anos tocando no horário da tarde, "Te Levar", foi a "segunda canção" da novelinha Malhação.

Sexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.com

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sabe-se lá se os fatos possuem relação mas desde que arranjou um problema com o músico Marcelo Camelo (então integrante da banda carioca Los Hermanos), a banda sofreu um desgaste de imagem impressionante. Algo muito semelhante ao que aconteceu com o Detonautas Roque Clube, por outros motivos só que em proporções assustadoras. A banda teve que se refazer após a saída de integrantes importantes como Champignon (baixista) e Pelado (baterista), colocou discos nas lojas que não chamaram a atenção de quase ninguém e viu seu nome desaparecer da mídia na mesma velocidade que surgiram.

Chorão deveria levantar a mão pro alto porque ainda não se tornou um ex-artista em atividade, já que, embora carismático, seu jeito casca grossa não tem nenhuma relação com o som tão animado e redondo que sua banda fazia, especialmente com a formação original que tinha Pelado, Champignon, Marcão, Tiago Castanho e ele mesmo.

Não bastasse não ter retomado um posto nos lugares de sucesso, agora volta à mídia após pateticamente desfazer-se de seu colega de banda (Champignon) em uma apresentação em Apucarana (PR) no último dia 8 ,supostamente por estar lavando roupa suja na frente do público mediante assuntos controversos não resolvidos entre ele e o baixista.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois não sr. Alexandre Magno Abrão, independente das questões que envolveram seu discurso repleto de rancor - e longe de se estabelecer como juiz de uma guerra que não pertence a ninguém senão a banda - está na hora do senhor aprender, do alto dos seus 42 anos, que não bastou quebrar o nariz do Camelo, agora o jeito foi "esmiuçar" o Champignon, no palco, diante do seu público. Não cabe a discussão sobre o teor da sua retórica mas o senhor que gosta de fazer papel de magnata (com o perdão do trocadilho) deveria ser mais nobre - se não com seu público - mas com um dos responsáveis por ter construído a identidade musical da banda. Champignon é certamente um dos músicos mais talentosos em seu estilo. Sem identidade, uma banda é só uma farsa ou uma tentativa de se parecer com outra.

Depois da pataquada, restou um vídeo de "indulto", constrangedor no mínimo. Positivo admitir o erro, mas depois de um certo tempo (e especialmente de uma certa idade) não dá para cometer as mesmas falhas, especialmente a falta de respeito com um profissional. Volto a dizer: ninguém está entrando no mérito de quem está certo ou não na discussão. Esse mérito pertence a banda e ponto final. Tão somente isso não dá direito ao vocalista humilhar seu companheiro - e se ele o recebeu de volta deveria ter resolvido suas questões antes do retorno - diante do seu público posando como se fosse de fato personagem do seu filme.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Charlie Brown Jr parece uma banda cujo o vocalista é "contratado" (no pior sentido da semântica), onde os músicos são muito talentosos e o "cantor" é a figura arrogante e febril que empresta a imagem tosca que o rock and roll pegou emprestado para ganhar fama de mal. Saiba, sr. Chorão, que alguns conceitos e imagens já caíram por terra faz tempo e que continuando assim, um dia, nem os escândalos serão suficientes para mantê-lo na mídia.

Quem perde com isso é a banda - seu relacionamento interno, óbvio - o público que fica desconfiado da reação do líder da sua banda preferida e o rock nacional, que é carente sim, de bandas como CBR, que possui um DNA talentoso mas que sempre quando vai disputar alguma batalha, acaba perdendo pra si mesmo.

twitter: @dcostajunior
twitter: @pipoca_tv


Charlie Brown Jr - O atrito entre Chorão e Champignon

Charlie Brown Jr: Chorão expulsa Champignon do palco no ParanáCharlie Brown Jr
Chorão expulsa Champignon do palco no Paraná

Charlie Brown Jr: leia parte do discurso de ChorãoCharlie Brown Jr
Leia parte do discurso de Chorão

Charlie Brown Jr: Chorão e Champignon se pronunciamCharlie Brown Jr
Chorão e Champignon se pronunciam

Todas as matérias sobre "Charlie Brown Jr - O atrito entre Chorão e Champignon"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Charlie Brown Jr - O atrito entre Chorão e Champignon"Todas as matérias sobre "Charlie Brown Jr"


Sexo: como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?Sexo
Como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?

Metal norueguês: as dez melhores bandas segundo o About.comMetal norueguês
As dez melhores bandas segundo o About.com


Sobre Daniel Junior

Daniel Junior era blogueiro do Diário do Pierrot e do site The Crow (especializado em cinema). Colaborava com o site Seriemaníacos (sobre séries de TV) e com o blog Minuto HM. Começou seu amor pelo rock por causa do Kiss e do Black Sabbath até conhecer outras bandas pelas quais nutriria paixão e admiração como Metallica, Rush, Dream Theater, Faith No More e tantas outras. Daniel faleceu em 2017 e definitivamente fará falta.

Mais matérias de Daniel Junior no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280