50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Rock Brigade
Enviar Correções  

O artigo foi publicado em 2005 no jornal canadense The National Post: o Número da Besta está errado! Segundo um fragmento do Novo Testamento, datado do Século III, a marca do Anticristo bíblico seria 616, e não o tradicional 666.

Iron Maiden: filme colombiano mostra perrengue de jovens no dia do primeiro show no paísRockstars: as filhas mais lindas dos astros do rock

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Os acadêmicos têm discutido sobre esse assunto há muitos anos, mas agora parece que chegamos a um consenso de que o 666 não é o Número da Besta verdadeiro", informou o professor Ellen Aitken, que ensina história na McGill University, do Canadá. "Quando se fala de textos bíblicos, estamos falando de copias feitas 200 anos depois que o original foi escrito. Podem haver muitos erros de cópias causados por razões políticas e teológicas."

O fragmento de papel foi encontrado na cidade egípcia de Oxyrhynchus e está escrito em grego, a língua original do Novo Testamento, e contradiz todas as versões convencionais da Bíblia, que consideram o 666 como o verdadeiro Número da Besta.

"Muitos sermões vão precisar ser reescritos, muitos filmes precisarão ser mudados", brincou o professor Elijah Dann, que ensina religião e filosofia na Universidade de Toronto, no Canadá.

Ao saber da história, o vocalista Paul Di'Anno, ex-cantor do Iron Maiden, reagiu com ironia: "Foda-se! Isso significa que a tatuagem atrás da minha cabeça está errada. Se perguntaram, vou dizer que não consigo lê-la", brinca Di'Anno.


Goo336x280 GooAdapHor