Metallica: Master Of Puppets seria considerado uma obra prima hoje?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Danilo Rodrigues de Moraes
Enviar correções  |  Ver Acessos

Primeiramente, é preciso adotar uma definição sobre o conceito de obra de arte, o que torna determinada obra em um "magnus opus", o apogeu da criação artística? A arte como um todo é de difícil julgamento, pois há inúmeras coisas a se considerar, leva-se em conta a experiência e referência pessoal do artista e receptor, somado a própria idiossincrasia. A produção artística é criada através de vivências pessoais, pontos referentes distintos, e influenciada pela cultura social que o indivíduo sofre, seja, em maior nível regional ou global. Esses são somente, poucos pontos adotados para exemplificar a criação no universo da arte, no entanto torna-se ainda maior a dificuldade, em classificar uma obra musical, pois como já foi dito por Schopenhauer "A música exprime a mais alta filosofia numa linguagem que a razão não compreende". Em outras palavras, é por meio da música que se origina a possibilidade de expressar sentimentos e emoções que outrora não fomos, e não somos capazes de transpor por meio das palavras e os limites da racionalidade. Lembro-me de uma aula que tive sobre história da arte, que abordou justamente o grau de dificuldade em classificar uma obra, mediante ao bombardeio que o artista sofre por meio do ambiente cultural no qual está inserido, nota-se uma diferença estética que varia de acordo com diferentes povos, regiões, períodos históricos, e etc. Um exemplo, é como uma simples pintura chinesa satisfaz por esboçar nuvens em um céu azul, enquanto temos uma grande diferença de complexidade na arte barroca. Isso me remete a várias situações em que ouço simples classificações como aquele disco é "bom" ou aquele outro é um disco "ruim". Eu poderia ter citado diversas obras, que ao longo do tempo foram influentes dentro de um determinado estilo, porém, me limitei tomando como exemplo o disco "Master Of Puppets" do METALLICA, devido a grande proporção criativa que ele propiciou a diversas bandas de diferentes vertentes, construindo e consolidando o Thrash Metal juntamente Slayer e cia.

Heavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nos tempos contemporâneos, a indústria cultural é de absoluta influência na criação e produção de bandas, dirigindo caminhos a se tomar no meio musical, mediante a relação do mercado e consumidor. Notamos hoje, por exemplo, a indústria da música Pop cujo a manipulação é descarada, tanto na produção de letras vazias quanto na imagem de ídolos, dita-se assim uma nova estética de expressão musical que age no indivíduo que consome, não somente limitando o gosto pela música, como também altera o comportamento e postura do consumidor diante do mundo. O mercado necessita estar sempre girando como consequência do capitalismo, e isso afeta o fato, de que como quase tudo, à arte é uma mercadoria que movimenta incontáveis milhões e cria-se uma necessidade de rápido consumo, aonde é necessário o descarte rápido e a produção de novas tendências afim de obter um absurdo lucro. Embora de maneira mais sútil, o rock e seus derivados também sofram do mesmo mal, diariamente nos deparamos com incontáveis bandas, por muitas vezes com o som sem nada a acrescentar, batido, pobre, influenciado por um mercado já saturado em certo ponto, e que exige diversas vezes lançamentos forçados devido a contratos e pressões de gravadoras. Não excluindo o fato da complexidade de avaliar à arte, não se pode negar que estamos sujeitos a todo o momento a ouvir ás mazelas que a indústria nos oferece. Queira ou não sofremos parte desse bombardeio cultural, tanto pela repetição exaustiva causando um consumo involuntário, quanto pela maneira pessoal de sentir e julgar o que é bom e ruim, sem ao menos perscrutarmos a fundo a origem da obra e analisarmos o contexto na qual está inserida, causando por muitas vezes uma sublevação e preconceito com outros estilos.

Minha opinião se "Master Of Puppets", seria considerado uma obra prima se lançado nos dias de hoje? Arrisco-me a dizer, que diante de todo o rápido consumo e descarte do qual nos paira, temos uma grande dificuldade em parar para prestar atenção por muito tempo em uma coisa só, pois isto de certa maneira é tomado como perda de tempo, o que abriria a possibilidade dessa grande obra ser mais uma entre milhares, e não alcançar o grande significado que temos dela no presente. Claro que existem outras finitas e variantes a se considerar e fiz aqui uma pobre dissertação de somente uma, porém se fosse me aprofundar eu acabaria escrevendo um livro. Em fim, diante da profusão e facilidade de obter essa mercadoria que é a música, ouso dizer que tanto "Master Of Puppets", e todo o Metallica não teriam essa grande repercussão se estivessem começando as atividades em tempos como hoje. Resta-nos observar, se obras contemporâneas passarão com êxito pela prova do tempo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Metallica"


Fotos: confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1Fotos
Confira 10 das mais curiosas no mundo do Rock - Parte 1

Metallica: ouça incrível versão demo de Master of Puppets de 1985Metallica
Ouça incrível versão demo de "Master of Puppets" de 1985


Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas


Sobre Danilo Rodrigues de Moraes

Estudante de Ciência Sociais na faculdade Unifesp. Passa o tempo lendo obras filosóficas, ou escutando o bom e velho death metal.

Mais matérias de Danilo Rodrigues de Moraes no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor