Rock em Análise: Rebatendo Paul Stanley, do Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fábio Cavalcanti, Fonte: Rock em Análise
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Bem-vindo(a) à coluna "Rebatendo", um espaço dedicado à fina arte da discordância musical. O objetivo é simples: "rebater" declarações de artistas que expõem suas opiniões sobre determinado assunto, munidos de argumentos que, no fundo, não convencem quase ninguém... Se você é um fã "babão" do artista abordado - e, consequentemente, desprovido de opinião própria -, passe longe do texto a seguir...

Hoje, irei "rebater" a defesa de Paul Stanley (Kiss) em relação a exagero de 'merchandise' da sua banda. Leia a matéria completa sobre a sua declaração através do link abaixo:
3701 acessosKiss: Stanley defende os exageros de merchandise da banda

Se eu pudesse bater um papo com Paul Stanley sobre este assunto, começaria com a pergunta: "Paul, Paul, Paul, quem você acha que vai enganar com esse papo furado?". Chega a ser interessante notar como o artista em questão finge elevar os fãs ferrenhos do Kiss a um patamar de senso crítico que praticamente inexiste...

Vamos lembrar que um fanático não consegue se controlar quanto o assunto é "coleção". Ele quer ter não apenas os álbuns, mas também todas as tralhas lançadas com o "selo" da sua querida banda. No caso da empresa (sim, empresa!) Kiss, todos nós sabemos que a situação é ainda pior, visto que grande parte (não todos, claro) dos seus fãs são declaradamente doentes - com direito a diagnóstico médico, em alguns casos.

Tendo toda a lógica do comportamento do fanático em mente, Paul Stanley ainda teve a cara-de-pau de dizer que os "fãs pediram isso", e que a banda sempre fornece o que o público pede... Como esses caras são legais, não? Realmente, o fã precisa tanto de tudo isso, que cada um desses itens permanece trancafiado em um quarto que foi montado apenas para acumular tralhas do Kiss. É, Sr. Stanley, dá pra ver que o fã utiliza bastante os produtos do Kiss no seu dia-a-dia...

"Nós não colocamos nosso nome em nada em que não acreditemos, ou em que os fãs não acreditem". Existe um ótimo contra argumento para essa quase poética (hum...) declaração, que é mais ou menos assim: "Sem comentários...". Acrescente a isso uma boa crise de riso, com direito a lágrimas e mijadas na calça...

Sobre o Kiss ser um "ideal que transcende os integrantes da própria banda", nem temos o que discutir, visto que estamos falando de um grupo liderado por Gene Simmons, o cara que já reivindicou até o trono de Deus. Realmente, só rindo...

Por outro lado, tenho que concordar com o seguinte trecho: "O Kiss irá sobreviver, com certeza. O que fizemos foi criar uma maneira de pensar". De fato, Gene Simmons e Paul Stanley criaram uma forma de pensar, graças à difusão de uma ideologia que transcende todas as leis da inteligência e senso crítico humano. Muito bom, caras!

Agora, se me dão licença, voltarei ao consumo de produtos realmente úteis do Kiss: "Dressed To Kill", "Love Gun", "Lick It Up", "Revenge", "Sonic Boom"...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

442 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita747 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Barry LevineBarry Levine
"Yngwie Malmsteen é um idiota!"

Ace FrehleyAce Frehley
"Gene não tem amigos e só sabe falar mal dos outros"

Guitar WorldGuitar World
Os 100 melhores guitarristas de hard rock

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

MetallicaMetallica
Foto rara de formação original do grupo

Jared LetoJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa

Câncer na línguaCâncer na língua
Outros cinco músicos que sofreram deste mal

5000 acessosSeparados no nascimento: Paul Stanley e Ioná Magalhães5000 acessosRush: Alex Lifeson lista seus três melhores solos5000 acessosThrash Metal: 10 novas promessas - incluindo uma brasileira5000 acessosAngra: Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth5000 acessosTony Martin: "apagado da história do Sabbath"4959 acessosNergal Darski: A música extrema de hoje é masturbação entediante

Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online