Rainbow In The Dark: Halford comenta homossexualidade em revista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Por Vitor Rangel, Fonte: Decibel Magazine
Enviar correções  |  Comentários  | 

A revista Decibel conversou em setembro de 2006 com músicos Gays e fãs publicamente assumidos para um artigo chamado "A Rainbow In The Dark".

1381 acessosJudas Priest: "Abrindo" para Five Finger Death Punch nos EUA5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Um dos entrevistados foi Rob Halford, que apesar de ter passado a maior parte de sua carreira no JUDAS PRIEST, não tinha anunciado oficialmente sua sexualidade até sair do grupo e se concentrar no seu projeto industrial TWO. Porém, ele diz que isto não teve nada a ver com o seu distanciamento do metal tradicional. “Poderia ter acontecido quando eu estava no FIGHT; poderia facilmente ter sido no final da minha passagem pelo PRIEST, antes de eu sair e fazer os meus projetos solos,” ele explica. “Foi um momento que aconteceu sem planejamento e premeditação – eu apenas senti as palavras saindo da minha boca. Foi um momento maravilhoso para mim, um momento livre. Quando essa notícia saiu, ela viajou pelo mundo todo, e para algumas pessoas foi um grande choque. Para mim, foi uma coisa importante que eu sentia que tinha que fazer.”

“Com o passar do tempo, eu percebo que seria mais difícil dar essa notícia nos anos 70 ou 80” continua Halford, do alto de quem já está no cenário do Heavy Metal desde que o gênero foi criado. “Estava atento ao choque e o dano que isso poderia causar por causa da reação de alguns fãs, gravadoras e mídia, e mais importante, para os meus colegas de banda. Um dos maiores obstáculos que o Gay enfrenta é que colocamos todo mundo em primeiro lugar e nós mesmos em segundo. Estamos sempre pensando: ‘como isso vai afetar a minha família? Como vai afetar os meus colegas de trabalho? Como vai afetar tudo ao meu redor?’ Se eu fosse uma pessoa mais forte naquela época... estou muito mais seguro agora, mas antigamente eu diria, ‘Foda-se todo mundo. Este sou eu. Me aceite ou me rejeite, eu não ligo.’ Novamente, todos aqueles pensamentos são produtos de toda a intolerância, preconceito e ódio que ainda existem.”

Os colegas de Halford no JUDAS PRIEST sabiam de sua orientação desde o começo. “Não existiam dúvidas” ele diz. “Eu fui sortudo, pois não poderia ser diferente. Todos sabiam que eu não começaria o show falando 'Oi, eu sou Rob Halford, o Deus do Metal, e sou Gay,’ pois não havia necessidade disto. Nunca sofri nenhuma intolerância pela banda ou comentários maldosos. Eu certamente sofri um pouco com isso nas primeiras turnês que fiz com outras bandas, quando escutava comentários feitos pelas minhas costas. Não me afetava. Eu dizia 'fodam-se'”

“Ainda existem estereótipos de que todo homem Gay é afeminado, fraco e fresco, infelizmente é o tipo de retrato que ainda é passado ao público em geral. No meu mundo, você não conseguiria nada mais forte ou masculino e intenso. Sem querer me bajular, eu ainda acho que esteja rompendo barreiras neste mundo do Metal, embora tenhamos um longo caminho a percorrer. Por aqui no Reino Unido e outras partes na Europa, os Gays foram assimilados pela sociedade pois este realmente deveria ser o objetivo principal – não rotular ou orientar a sexualidade das pessoas. Somos apenas pessoas, todos fazemos parte da raça humana. Seria uma conquista maravilhosa. Ainda acho, que na América, exista um tremendo caminho a ser percorrido.”

Porém, antes que alguém pense que Halford planeja lutar pela causa Gay, ele encerra dizendo: “Eu não sou um desses caras Gays com uma causa. Poderia e às vezes realmente penso em subir numa caixa e começar a gritar e protestar, mas não faz parte da minha personalidade. Eu não faço coisas como essa. Francamente, não sou muito eficiente nisso. Existem pessoas mais talentosas que eu na comunidade Gay que possuem uma voz ativa e uma maneira melhor de se explicar. Mas ainda estamos rodeados por vários problemas”.

Mais informações podem ser vistas no link abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Seguir Whiplash.Net

Judas PriestJudas Priest
Rob Halford celebra 32 anos de sobriedade

1381 acessosJudas Priest: "Abrindo" para Five Finger Death Punch nos EUA3722 acessos1978: 70 discos de rock e metal lançados há 40 anos2834 acessosJudas Priest: Vídeo de "Lightning Strike" e tracklist do novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

NoisecreepNoisecreep
As dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s

19971997
15 discos de rock/metal que completam 20 anos de lançamento

Rock e MetalRock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Sexo"0 acessosTodas as matérias sobre "Homossexualidade"0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"0 acessosTodas as matérias sobre "Rob Halford"


Iron MaidenIron Maiden
A foto que teria inspirado Derek Riggs na criação de Eddie?

Tony IommiTony Iommi
Eleito maior guitarrista de Heavy Metal

Demonstrações de afetoDemonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram

5000 acessosIron Maiden: versões pesadas para clássicos do Rock5000 acessosQueen: Bowie, Mercury e a história de Under Pressure5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock5000 acessosLzzy Hale: primeira vez com a Playboy foi ouvindo Metallica5000 acessosJared Dines: 10 incríveis vocalistas de rock e metal do youtube5000 acessosKiss: Em vídeo de 2012, exigindo que entrevistador tire camisa do Maiden

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 20 de outubro de 2014
Post de 17 de janeiro de 2017


Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.