Arch Enemy: "dois últimos álbuns foram leves"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Ver Acessos

A frontwoman do ARCH ENEMY, Angela Gossow, postou a seguinte mensagem em sua página no MySpace:

"Saudações aqui da Gigantour!!! Ainda estamos na ativa, podem crer.

Hoje tocamos em Milwaukee, no clube Eagles Ballrrom. Tinha muita gente, mas o som não estava muito bom. É um local grande e com boa acústica, mas não é necessariamente o melhor para uma banda com muito peso no baixo e na bateria. Mas é ótimo ouvir uma multidão cantando 'Peace Sells... But Who is Buying'!!! Essas letras são eternas...

Acabamos de receber um cartão maravilhoso do Dave Mustaine [MEGADETH]. Eram palavras de amizade, junto com uma garrafa de champanhe. Eu decidi não gritar de felicidade, mas quis experimentar o maravilhoso borbulhar da bebida. Tenho que admitir, gestos como esse tocam meu coração. Outro dia, em Oklahoma, Shawn Drover [baterista do MEGADETH] pessoalmente resolveu o problema do chuveiro pra gente e garantiu que poderíamos usar o deles.

É interessante ver em que nível ficam os egos quando você está em turnê com grandes bandas de metal. Já tínhamos experimentado a mesma atitude descomplicada, amigável e solidária quando estivemos em turnê com o IRON MAIDEN e com o SLAYER. Nunca consegui entender por que uma banda principal não deixaria as bandas de abertura entrarem em seu camarim, que tem o único chuveiro do local, quando eles estão no palco.

Se você tem medo de que roubem suas coisas, é só esconder. Nunca tivemos esse tipo de experiência ruim e no futuro iremos dividir nossos camarins com prazer. Eu me lembro de algumas turnês nas quais eu tive que ficar procurando e pedindo pra usar os chuveiros. Eu odiei isso.

[A propósito], quem por aí achar que conhece o Dave e quiser falar mal dele, eu gostaria de ver VOCÊ fazer o que ele faz. Ele está preparando uma excelente turnê de metal, dando às bandas menores como nós a oportunidade de atingir platéias novas e maiores e ainda nos pagando pra isso! O MEGADETH fecha todas as noites desta turnê, apresentando um set impressionante e um show ao vivo que detona! Eu duvido que eles algum dia cancelem um show. Dave é o primeiro que acorda de manhã e o último que vai dormir. Só de pensar em toda essa carga de trabalho eu fico tonta.

É engraçado observar as pessoas no backstage. Vejo os caras de aparência mais rude e perigosa e com os urros mais assustadores colocando um pouco de mel no chá de camomila antes do show... Eu prefiro chá verde. Estilo 'Chai'. Quase todos nós ignoramos toda aquela comida gordurosa, mas deliciosa, e optamos por saladas. Uma pessoa esbelta e com energia se sai melhor num palco do que uma pessoa gorda e cansada. Muitas pessoas foram vistas fazendo Ioga, Pilates e meditação antes do show, ao invés de entrarem na farra. Eu me tornei uma 'expert' em equilibrar, num pé, uma garrafa de 'Jagermeister' [marca de bebida], enquanto passo meus braços atrás de meu pescoço dizendo 'Ooohm' ao mesmo tempo. Com uma xícara de chá balançando em minha cabeça. Mas com um gole do 'Jager' dentro... nem sempre fui uma santinha...

Temos muitos shows pra fazer agora. Chicago, Columbus, Detroit, a maldita passagem pela fronteira (todo mundo tem que fumar pelo menos uns 5 'bongs' [espécie de cachimbos em que a fumaça da maconha passa pela água para ser suavizada] pra se livrar de toda aquela coisa natureba) e depois vem Canadá, Toronto e Montreal! Mal posso esperar pra tocar nesses shows porque os canadenses sabem como fazer bagunça!

Também estamos trabalhando em novas músicas e os caras estão arregaçando no ônibus da turnê. Assistir a um show de metal todo dia é muito inspirador. Eu pessoalmente acredito que os dois últimos álbuns da ARCH ENEMY foram leves demais. Precisamos colocar a fúria, a velocidade e o peso de volta na nossa música, pra ficar menos controlada e com mais riffs, melodias, solos, partes diferentes, quebras de ritmo e mudanças bruscas. Será interessante ver até onde podemos chegar".


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Arch Enemy"


Angra: com Sandy e Alissa, sucesso de Black Widow's Web não era esperadoAngra
Com Sandy e Alissa, sucesso de "Black Widow's Web" não era esperado

Alissa White-Gluz: sei que é moda odiar feministas, mas a luta não acabouAlissa White-Gluz
"sei que é moda odiar feministas, mas a luta não acabou"


Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

U2: as 10 melhores músicas de todos os tempos da bandaU2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336