Top Link: "Saxon faltou com respeito ao Brasil"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

O cancelamento do show do Saxon no Live 'N' Louder Rock Fest 2006 gerou polêmica e revolta entre os fãs. A banda ainda não fez um pronunciamento oficial explicando sua ausência na América Latina, onde tinha datas agendadas para México e Argentina, além do Brasil. No entando, o promotor do festival, Paulo Baron, da Top Link, aceitou responder a algumas perguntas e esclarecer os fatos. O Whiplash! deixa aqui espaço aberto para que o Saxon, seja através de seus integrantes ou empresários, também se manifeste.

Guns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?Rockstars: Os 50 mais ricos do planeta

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - O que ocorreu para o cancelamento do show do Saxon, e o que você poderia dizer às pessoas que estavam ansiosas para ver a banda?

Paulo Baron: Na verdade até o momento ninguém sabe como uma banda como o Saxon desaparece e não vem para uma turnê estando com suas passagens em mãos e seu cachê pago. A produção toda viu os rumores no site americano Blabbermouth, mas naquele momento a banda estava supostamente indo para o aeroporto para embarcar para o México. Tudo passou a ser realidade quando no sábado eles não chegaram no aeroporto, sendo que todas as outras bandas já estavam lá. Já fiz mais de 20 shows do Saxon em minha carreira e tenho até agradecimento da banda em alguns álbuns deles. Por isso que essa atitude é mais incompreensível ainda. As datas estão no site da banda (ou estavam até ontem) e uma banda só coloca as datas quando está com o cachê pago. Ninguém sabe o que acontece porque eles (a banda) e o manager não respondem os e-mails e telefonemas e nem tiveram a decência de enviar um comunicado oficial. Além disso, praticamente toda a produção do merchandising já estava pronta e muito desse material foi perdido por causa da ausência da banda.

É inacreditável e só tenho a lamentar que os fãs mais uma vez sejam os prejudicados por artistas que agem dessa maneira. A produção do festival fez de tudo que se possa imaginar para ter o Saxon pelo menos em São Paulo, mas eles não respeitaram o Brasil, o festival e principalmente os fãs brasileiros. Sem esquecer que México e Argentina também foram muitos prejudicados.

Vale ressaltar que os fãs mexicanos e argentinos, sabendo da dificuldade que é fazer um festival como esse, e que a produção não teve nada de culpa com o cancelamento do Saxon, todos eles têm apoiado em massa e, por isso, foram devolvidos apenas 6 ingressos no México. Na Argentina a Doro (velha amiga de Biff Byford e surpresa com essa atitude do Saxon) se ofereceu para substituir os ingleses por lá. Dessa maneira essa grande vocalista está já voando para Buenos Aires.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! - Sempre que uma banda é cancelada o público entende que o problema é do promotor, de falta de organização, etc. Como você vê isso e o que diria neste caso?

Paulo Baron: Existem muitos promotores picaretas e que realmente estragam todo um mercado de trabalho, mas a Top Link sempre se compromete em trazer as bandas mais confiáveis e sempre em ter uma produção no melhor nível possível. Todas as nossas bandas tocam em casas ótimas e ficam hospedadas em hotéis de nível. A Top Link vem fazendo shows no Brasil há anos e nunca tivemos problemas. A Top Link investe muito dinheiro para fazer um evento como o Live 'N' Louder e não brincaríamos em cancelar banda em cima da hora. Muitos fãs se sentem revoltados e querem culpar o promotor. Entendo a revolta quando percebem que sua banda preferida não está cumprindo um contrato, mas mal sabem eles tudo o que acontece por trás de um evento deste porte e o quanto a produção do festival trabalha pesado para que uma das tantas atrações não faça isso. Infelizmente não respeitam ainda o Brasil. Vide o caso do Metallica que desprezou os brasileiros e na seqüência estava tocando no Japão.

Whiplash! - No seu ponto de vista, quais as parcelas de culpa da produção e da banda nesse caso?

Paulo Baron: Toda a culpa da banda... 100% de culpa. Não embarcaram porque não quiseram. Abaixo segue a lista de passagens deles. Reserva totalmente confirmadas:
1.1SPRINGER/LARS.MR
2.1MULLER/MATHIAS.MR
3.1GLOCKLER/NIGEL.MR
4.1QUINN/PAUL.ANTHONY.MR
5.1BYFORD/PETER.MR
6.1SCARRATT/DOUGLAS.MR
7.1DIETMAR/STEFAN.MR
8.1JENSEN/THOMAS.MR
9.1CARTER/TIMOTHY.MR
10.1MEINERT/SASCHA.MR
1*MX3498 05OCT TH FRAMEX 1410 1855
2 MX 20 05OCT TH MEXMTY 2045 2205
3 MX 90 07OCT SA MTYMEX 0840 1005
4 MX1691 09OCT MO MEXEZE 2115 0825
5 LH 503 13OCT FR EZEGRU 1450 1715
6*MX1015 15OCT SU GRUMEX 2200 0540
7*MX3499 16OCT MO MEXFRA 2050 1435

Whiplash! - O Live 'N' Louder chegou e trouxe bastante expectativa aos fãs de Heavy Metal no Brasil, pois há muito tempo não tínhamos um evento tão grande neste estilo. A que ponto esse tipo de acontecimento desanima os produtores? Você pensa em desistir, e não prosseguir com festival?

Paulo Baron: Não, jamais! Temos que lutar com todas as forças, fãs e promotores para manter um festival no Brasil. A situação econômica do país, como sempre, não é das melhores, e infelizmente a situação financeira dos fãs não é boa para comprar seu ingresso. Muita gente reclama do preço, mas queria saber em qual lugar do mundo, trazendo várias bandas internacionais que cruzam o mundo, você tem um ingresso de meia entrada a 60,00 reais, uma média de 26 dólares? Só aqui em São Paulo isso acontece.

Whiplash! - Agradecemos os esclarecimentos Paulo. Alguma mensagem final?

Paulo Baron: Espero que todos entendam que a Top Link está fazendo o melhor possível e que todos compareçam em massa neste sábado para prestigiar mais uma edição do Live 'N' Louder e mostrar para o mundo que podemos fazer festival aqui também com a melhor qualidade como vemos na Europa. Existem pessoas vindo de muitos países como Peru, Paraguai, Argentina, Chile, Equador, e Espanha. Vamos prestigiar as bandas que estão vindo e que respeitam nossa cena de verdade e nos divertir muito!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Saxon"


Ao vivo: álbuns clássicos que você deveria conhecerAo vivo
álbuns clássicos que você deveria conhecer

Saxon: O Rush era meio que intocável nos anos 80Saxon
O Rush era meio que intocável nos anos 80


Guns N' Roses x Nirvana: o que ocorreu em 1992?Guns N' Roses x Nirvana
O que ocorreu em 1992?

Rockstars: Os 50 mais ricos do planetaRockstars
Os 50 mais ricos do planeta


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo300x250 GooInArt