Dave Lombardo: "eu não pratico em casa"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 13/04/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A Rhythm, que se intitula "a revista de bateria mais vendida do Reino Unido", entrevistou recentemente o baterista do SLAYER, Dave Lombardo. Alguns trechos desse papo:

1472 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?5000 acessosDossiê Guns N' Roses: A versão de Slash para os fatos

Sobre treinar o pedal direito do bumbo em seu chimbal: "O IRON MAIDEN foi o primeiro a fazer isso na música ‘Ghenghis Khan’, onde o chimbal faz o que o bumbo duplo estaria fazendo e havia notas fantasma na caixa para compensar a falta do bumbo. Levei pouco tempo desde a época que usava o chimbal até conseguir o meu segundo bumbo. Tenho que dar crédito ao MOTÖRHEAD pela música 'Overkill'. Quando eu a ouvi pela primeira vez, fiquei fascinado. Embora seja lenta pelos padrões atuais, eu achei que era muito legal”.

Sobre ser uma “lenda da bateria”: “Eu não penso muito sobre ser uma lenda da bateria. Eu não sei o que dizer. O que rolar rolou e eu sou assim mesmo ”.

“Vou ter que participar de um workshop na Finlândia, mas fico pensando ‘o que vou fazer?’ Pra ser honesto, eu não gosto desses workshops. Como eu nunca tive aulas de bateria, eu não sei ficar sentado ensinando técnicas para as pessoas. Eu não gosto de escrever porque assim o que se consegue é só um pedaço de papel com um monte de notas e não dá pra tocar seguindo um papel digitado. Você acaba tocando como se estivesse digitando”.

Sobre a falta de uma rotina de aquecimento: “Realmente, eu fico exausto no palco mas, depois que eu supero essa dificuldade, eu fico bem. Eu já venho aquecido desde o show anterior, então não preciso exagerar. Isso surpreende as pessoas. Eu não pratico em casa, fico só ouvindo música. Quando toco, eu deixo a música fluir. A energia que você vê no palco tem aumentado desde que tocamos nos festivais de Reading e Leeds [Inglaterra], no ano passado. Quando você está há tanto tempo neste negócio, ele acaba se tornando uma coisa muito natural, é o seu trabalho, você simplesmente faz”.

Dicas para iniciantes: “Toque aquilo que você consegue tocar corretamente. Se você começa com AC/DC, toca um disco inteiro e se sente como se tivesse malhado, então você está indo bem”.

“Depois de um tempo, comece a tocar coisas mais complicadas e tente alguma coisa do JUDAS PRIEST antigo e talvez um pouco de bumbo duplo. Se você estiver indo bem assim, passe para o próximo disco. Isso funcionou pra mim”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
Guitarrista revela qual a sua música favorita do Metallica

1472 acessosSlayer & Yoko Ono: e não é que funciona?839 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores928 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer771 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Slayer"

O Matador!O Matador!
"Don" Dave Lombardo surra as peles em "Painkiller"

Carreira soloCarreira solo
7 músicos que nunca lançaram projetos paralelos

MetalhammerMetalhammer
10 ridículos anúncios com astro do Rock e Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Dave Lombardo"

Dossiê GNRDossiê GN'R
A versão do guitarrista Slash para os fatos

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1990

GhostGhost
Uma foto assustadora dos bastidores do RIR

5000 acessosQueen - Perguntas e Respostas5000 acessosMetallica: as 10 melhores músicas segundo a Loudwire5000 acessosLed Zeppelin: a origem do anjo símbolo da banda3985 acessosA7X: "Ringo Starr e Lars Ulrich são absolutamente geniais4936 acessosSlayer: uma ótima versão de "Raining Blood"com crianças true do Japão5000 acessosRevolver Golden Gods 2012: veja quem foram os vencedores

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online