Paul Stanley: "impossível parar com o Kiss"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/05/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Courtney Devores, do Charlotte Observer, recentemente conversou com o guitarrista/vocalista Paul Stanley, do KISS, sobre seu trabalho como pintor. Segue a entrevista:

508 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão5000 acessosA Vida Pós-bilau: vocalista do Life of Agony abre o jogo

Você sempre foi um artista visual, tanto quanto um músico?

Paul: "Desde quando eu era bem pequeno, pelo que me falam, eu era razoavelmente talentoso para as artes. Eu cresci em Nova York freqüentando a "escola-irmã" daquela que é abordada no filme 'Fama'. Eu freqüentava a escola pela arte, mas acabei sendo direcionado para a música".

Quando você começou a pintar?

Paul: "Há mais ou menos seis anos eu passei por um divórcio. O meu melhor amigo me disse, 'você precisa começar a pintar', coisa à qual eu nunca tinha me dedicado antes. Então eu comprei algumas telas e tubos de tinta e comecei a trabalhar. Foi na verdade uma jornada emocional muito poderosa, que me permitiu mergulhar no meu íntimo de uma forma que foi muito mais fácil através da pintura do que seria através de palavras. Eu intencionalmente evitei uma pintura que fosse mais realística. Isso, pra mim, tira todo o poder emocional da arte".

Então por que os quadros do KISS?

Paul: "Os quadros da banda eu fiz porque eu sabia que os fãs de KISS iriam gostar. Eu não gostaria contudo de me comprometer a fazer mais quadros assim, foi somente uma forma de agradecimento".

Você acha que os colecionadores não sabem que você é o Paul Stanley do KISS?

Paul: "Muitas das pessoas que adquiriram minha arte não tinham idéia de que eu era o autor quando os viram. Pra mim isso é um grande elogio".

Como evitar que uma exposição em uma galeria se torne uma convenção de fãs?

Paul: "É importante avisar a todos que não é uma sessão de autógrafos. Há tempo e lugar para isso, e uma galeria de arte não é o local mais adequado. Obviamente, os fãs irão aparecer de qualquer jeito. Eu creio que seja uma ótima idéia de apresentar a arte para pessoas que normalmente não teriam esse acesso".

Você coleciona arte?

Paul: "Eu colecionava muita 'Art Nouveau', 'Tiffany Lamps' e coisas desse período. Atualmente não há nenhuma obra de pintor famoso na minha casa. Eu perdi algumas oportunidades e até hoje eu fico me perguntando por que não comprei um Picasso".

Você ficou satisfeito com a resposta ao seu trabalho?

Paul: "Me senti enormemente gratificado e agradecido. Eu tendo a agir - tanto na música como na arte - de maneira a evitar ser esnobe e de fazer coisas mais ligadas para gente que não se preocupa se os outros estão olhando pra ver o que elas estão fazendo. Por outro lado, essas pessoas também não se importam de gastar um dinheirinho com isso".

Recentemente você lançou um álbum solo. Você também tem planos para o KISS no futuro próximo?

Paul: "Eu não poderia parar com o KISS nem que eu quisesse. Nós faremos alguns shows neste verão (no hemisfério norte) pra dar uma 'alongada nos músculos'. Não vai ser uma turnê. O trabalho para o KISS sair em turnê é grandioso, algo como colocar um avião cargueiro em funcionamento".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de maio de 2013

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

508 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão487 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita764 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Hard & MetalHard & Metal
Dez músicas que soam melhor ao vivo

KissKiss
Como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

KissKiss
Peter Criss em lacônica entrevista ao site KissFaq

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

A Vida Pós-bilauA Vida Pós-bilau
Vocalista do Life of Agony abre o jogo

Em 03/02/1959Em 03/02/1959
Três ícones do rock morrem em acidente aéreo

Simplicidade é para os falsosSimplicidade é para os falsos
O nome de banda mais complicado do mundo

5000 acessosAC/DC: "Chuck Berry foi o maior babaca que já vi na vida"5000 acessosGene Simmons: declarações polêmicas sobre bandas de sucesso5000 acessosStephanie Seymour: ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 445000 acessosPreconceito: dificuldades de ser roqueiro em cidade do interior5000 acessosGuns N' Roses: as músicas do "Appetite For Destruction", da pior para a melhor5000 acessosSlipknot: "Coldplay faz música para limpar a bunda"

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online