Imprensa dos EUA destaca volta do Hard dos 80s

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Time Magazine, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 24/10/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Uma matéria publicada na revista Time, uma das mais conceituadas dos Estados Unidos, exaltou o sucesso das turnês de verão (no hemisfério norte) protagonizadas por bandas da cena Hard/Heavy dos anos 80, além da excursão do HEAVEN AND HELL em solo norte-americano.

3496 acessosMötley Crüe: Nikki Sixx anuncia aposentadoria5000 acessosSlayer: Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Confira o artigo, intitulado "Eles vieram dos anos oitenta", e assinado por Kris Osborn:

Se a reunião do VAN HALEN lhe fez sentir-se como se tivesse entrado em uma máquina do tempo... onde você esteve durante todo o verão? Don Dokken gritava "Unchain the Night" para centenas de fãs em Springfield, Virginia, enquanto acordes de guitarra cortantes e estridentes rasgavam a escuridão. Algumas semanas depois, no mesmo lugar, Stephen Pearcy, vocalista do RATT, esticava o microfone para a platéia, que cantava "Round and Round" enquanto corpos se chocavam e punhos se erguiam no ar. Em Thorpe, Pensilvania, Jani Lane, ex-WARRANT, cantava a clássica balada "Heaven" enquanto milhares de telefones celulares e isqueiros iluminavam o ar. E, para não ficar de fora, Vince Neil, vocalista do MOTLEY CRUE, tocava "Looks That Kill" com a platéia de Ocean City, Maryland, acompanhando a letra.

A temporada de concertos de verão levou a América de volta aos anos 80, com medalhões do Hard Rock da época voltando a excursionar, atraindo multidões, com novos fãs, além de quem acompanhou tudo isso pela primeira vez há 25 anos. Quem excursionou? TESLA, DOKKEN, GREAT WHITE, WINGER, WARRANT, QUEENSRYCHE, POISON, RATT, Vince Neil, FIREHOUSE, QUIET RIOT, OZZY OSBOURNE, L.A. GUNS, WHITE LION, SKID ROW e BLACK SABBATH (HEAVEN & HELL). "Apesar de duas décadas terem se passado, as pessoas ainda gostam de bater cabeça, erguer os punhos e se divertir", diz Jeff Albright, presidente da Albright Entertainment Group e representante de inúmeros representantes da cena. "As oportunidades estão provavelmente maiores do que jamais estiveram", declara Albright, referindo-se a novas tecnologias, como DVD e downloads via iTune.

Em alguns casos as platéias rivalizaram com as encontradas nos anos 80. RATT e POISON realizaram uma longa turnê onde tocavam regularmente para públicos entre 8 e 10 mil pessoas. Pearcy, vocalista do RATT, diz notar uma base de fãs mais jovens emergindo, formada por quem nasceu após o lançamento do multi-platinado "Out of the Cellar", clássico do RATT de 1984. "Está acontecendo um gradual crescimento novamente. Isso é Rock n' Roll - colorido, perigoso e excitante", declara Stephen.

"O Rock é algo que sempre estará por aí de cabeça erguida. Não sei se chegará ao nível de popularidade dos anos 80, quando era normal tocarmos para platéias entre 20 e 30 mil. Muitas pessoas que aparecem nos shows nos ouvem há anos. Eles trazem seus filhos, que conhecem a história. É legal ver a segunda geração de fãs do QUEENSRYCHE surgindo", declara Geoff Tate, vocalista do QUEENSRYCHE, que excursionou com o BLACK SABBATH (HEAVEN AND HELL) nesse verão, tocando para platéias de mais de 10 mil pessoas.

Performances ao vivo fazem parte do apelo. "Há um sentimento místico entre o público e as bandas que não pode ser capturado em um DVD. É algo antigo, difícil de explicar, mas que você sabe quando está lá. Como um 'performer' acho isso incrivelmente intoxicante”, diz Tate.

“É muito legal tocar essas músicas em shows lotados e ver garotos de 12, 13 anos com camisetas do ‘Shout at the Devil’”, diz o vocalista do MOTLEY CRUE, Vince Neil. “A essência do Rock é algo que prende os garotos. Isso é o que o MOTLEY CRUE sempre foi, a música e o show. Estamos em nosso melhor momento agora. Essa é a hora”. O MOTLEY CRUE planeja gravar um novo álbum no inverno norte-americano.

Dokken afirma que continua a ter inspiração graças aos leais fãs, incluindo um considerável número de militares americanos. Em um recente show em Oklahoma, Dokken mostrou com um spotlight um marinheiro na fileira em frente ao palco. “Esse cara estava à direita, na fila da frente, uniformizado. Então o agarrei e o levei ao camarim. Ele disse que recém tinha voltado do Iraque, tinha sobrevivido e queria ver o DOKKEN”.

Se DOKKEN e outras bandas de cabeludos dos anos 80 seguirem o caminho, estarão por perto para receberem as tropas. Como diz Stephen Pearcy, “quando tiver 60 anos e for um avô legal, ainda estarei detonando”.

A matéria pode ser lida em inglês no link abaixo (incluindo fotos).

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 24 de outubro de 2012

Mötley CrüeMötley Crüe
Nikki Sixx anuncia aposentadoria

1963 acessosMötley Crüe: John Corabi explica fiasco comercial do disco de 1994755 acessosMötley Crüe: edição de 30 anos de Girls Girls Girls559 acessosMötley Crüe: "Girls, Girls, Girls" será relançado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motley Crue"

False MetalFalse Metal
Tom Araya cantando Motley Crue em ensaio de 1983

Rock In RioRock In Rio
A primeira impressão de Tommy Lee sobre o Rio de Janeiro

EnqueteEnquete
Os 10 melhores shows do Rock In Rio 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Dokken"0 acessosTodas as matérias sobre "Motley Crue"0 acessosTodas as matérias sobre "Ratt"0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"

SlayerSlayer
Gary Holt é realmente um cara mal-agradecido

Rock In RioRock In Rio
Por que ladrões agem menos no dia do Metal?

Thrash MetalThrash Metal
As 10 melhores baladas de bandas do gênero

5000 acessosDavid Bowie: lendário cantor morre, aos 69 anos de idade5000 acessosMetallica: os motivos da saída de Jason Newsted5000 acessosMarilyn Manson: vocalista revela suas estranhas fobias sexuais5000 acessosAC/DC: o que a Rolling Stone achou da estreia da banda?4846 acessosScott Ian: os discos do Big 4 que ele mais gosta5000 acessosMegadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online