Poison: baterista é radicalmente contra os rodeios

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Felipe Ferraz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Quando o baterista do POISON, Rikki Rockett, se comprometeu em tocar no dia 5 de julho em Greeley, Colorado, não lhe foi dito que a atração seria uma parte show de rock e uma parte rodeio. Rockett, um dedicado defensor dos animais por dezesseis anos, ficou chocado ao saber a verdade.

Cachês: quanto Mötley Crüe, Def Leppard e Poison cobram por show conjunto, segundo siteMichael Kiske: "O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu não fazia idéia que essa apresentação incluía um rodeio," diz ele. "Eu tenho um enorme problema com crueldade com animais em rodeios. Greeley é um rodeio enorme, o que significa uma enorme quantidade de abuso de animais! Eu estou chateado de não ter visto a descrição desse show na nossa agenda de turnê."

Atuando com a Last Chance for Animals (LCA), organização com sede em Los Angeles, Rockett trabalhou com o fundador da mesma, Chris DeRose, para expor as atrocidades cometidas pelo circulo de vendedores de animais de classe "B" (que não criam os animais que vendem) e nas "fazendas de filhotes" (Puppy Mill, fazendas de criação de cachorros que oferecem más condições para o desenvolvimento dos mesmos). Rockett retorna para seu estado nativo, a Pensilvânia, todo mês de setembro para ajudar na passeata contra as "fazendas de filhotes" da região de Lancaster, PA.

"Você não tem de ser um ativista dos direitos dos animais para ver como esses rodeios ferem os animais," diz ele. "Não é uma questão de perspectiva ou opinião - o sofrimento animal, ferimentos e morte, tudo faz parte dos rodeios."

Rockett especificamente condena o uso de choque elétrico, chicotes e esporas, que são regularmente usadas em rodeios, conhecidas como "Ferramentas de tormento" para os defensores dos animais. Como a indústria do rodeio tem tentado crescer, a necessidade de fazer um show mais empolgante resultou em mais abuso, especialmente pelo fato de que alguns eventos são parcialmente baseados em quão selvagem o animal age.

Quando perguntado se ele iria tocar com o POISON na noite em questão, Rockett afirma, "Eu represento um quarto do POISON, não o POISON como banda. Meus companheiros de banda entendem meus sentimentos em relação a isso. Eu não possuo a banda, mas POISON não é o POISON sem mim. Eu decidi manter meu comprometimento com os fãs e educá-los sobre a crueldade de rodeios ao mesmo tempo. Entretanto, essa é a última apresentação desta turnê, e o resto da banda concordou com isso".

"Rodeios são freqüentemente promovidos como uma tradição americana," conclui Rockett, "então eu estou pedindo para o promotor dessa 'tradição americana' para honrar também outra tradição americana, a liberdade de expressão. Eu quero que as pessoas que se opõem aos rodeios, baseando-se na crueldade dos mesmos, possam distribuir informação no show. É no mínimo justo e espero que ajude a melhorar o tratamento dado aos animais."

Rockett soube por Steve Hindi sobre o Rodeio de Greeley. Hind é o presidente da SHARK (sigla que traduzida seria como "Mostrando Respeito e Educação Pelos Animais), uma organização de proteção aos animais com quinze anos de experiência investigando rodeios pelos Estados Unidos. Somente no ano passado, a SHARK expôs o abuso animal em uma dúzia de rodeios, incluindo alguns grandes eventos como o Cheyenne Frontier Days, o Denver Stock Show and Rodeo, o National Finals Rodeo em Las Vegas e o Tucson Rodeo.

O Tucson Rodeo foi produzido por Bennie e Rhett Beutler, os mesmos encarregados da produção do Greeley Stampede Rodeo.

Em maio, a banda de rock MATCHBOX 20 se retirou da condição de atração do Cheyenne Frontier Days, citando a preocupação pelos abusos animais no rodeio como motivo. Carrie Underwood fez o mesmo em 2006.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Poison"


Cachês: quanto Mötley Crüe, Def Leppard e Poison cobram por show conjunto, segundo siteCachês
Quanto Mötley Crüe, Def Leppard e Poison cobram por show conjunto, segundo site

Mötley Crue: segundo revista, banda fará tour com Def Leppard e Poison em 2020

Richie Kotzen: a conturbada passagem do músico pelo Mr. BigRichie Kotzen
A conturbada passagem do músico pelo Mr. Big

Por um triz: quando por pouco a história do Rock não foi a mesmaPor um triz
Quando por pouco a história do Rock não foi a mesma


Michael Kiske: O Iron Maiden vende a morte às pessoas!Michael Kiske
"O Iron Maiden vende a morte às pessoas!"

Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas


Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

adGoo336