Bret Michaels: "Ensinei Charlie Sheen a destruir quartos!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O frontman do POISON, Bret Michaels, revelou durante sua participação no "Access Hollywood" em 18 de março de 2011 que ele "profissionalmente" ensinou Charlie Sheen a destruir um quarto de hotel porque o perturbado ator "não estava fazendo um bom trabalho a princípio".

307 acessosRichie Kotzen por Márcio Guerra Canto: viagem leve e engraçada5000 acessosCorey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root

"Eu disse, 'Você tem que realmente botar tudo pra fora, cara! Você tem que se soltar e destruir essas coisas'", disse Michaels.

Bret e Sheen tinham uma empresa produtora de filmes que produziu o "A Letter From Death Row" pela Showcase Entertainment bem como o "No Code Of Conduct" pela Miramax/Dimension Films, que Michaels escreveu, dirigiu e estrelou. Eles também produziram o filme "Free Money" ("Assaltantes de Primeira" no Brasil), estrelando Marlon Brando e Mira Sorvino.

"Ele me mostrou como fazer filmes e ganhar dinheiro, e eu mostrei a ele como perder muito dinheiro destruindo quartos de hotel", brincou Michaels no "Access Hollywood".

Sheen foi preso em outubro de 2010 no hotel New York Plaza após ficar bêbado e destruir seu quarto de hotel.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 24 de março de 2011
Post de 24 de março de 2013
Post de 20 de abril de 2015

307 acessosRichie Kotzen por Márcio Guerra Canto: viagem leve e engraçada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Poison"

Bret MichaelsBret Michaels
Appetite For Destruction é um de seus discos favoritos"

Guitar WorldGuitar World
Os 20 melhores álbuns de Hair Metal dos anos 80

SlashSlash
Empresário explica porque ele não entrou no Poison

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Poison"

Corey TaylorCorey Taylor
Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root

CoversCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

5000 acessosIndústria: atrizes pornô começam a seguir mesmo rumo das bandas5000 acessosSolos: Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal5000 acessosÁrvore Genealógica do Metal e do Rock5000 acessosRock: ele não morreu, mas está morrendo, segundo pesquisa5000 acessosBlack Sabbath: filósofo escreve livro sobre as letras5000 acessosLoudwire: 10 discos fodas com capas toscas

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online