Metallica: primeiras impressões do álbum pela Guitar World

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Douglas Morita, Fonte: Metallica Remains
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/09/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site da Guitar World publicou o seguinte artigo, mostrando as impressões iniciais de Jeff Kitts sobre o novo álbum do METALLICA, "Death Magnetic":

4578 acessosMetallica: Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington5000 acessosOut: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista

"Antes de prosseguirmos, deixa eu admitir algo aqui: Sim, eu roubo. Embora eu não tenha furtado de uma loja desde meus dias de pré-adolescente cleptomaníaco, eu roubo coisas da internet até que regularmente. E a verdade é que eu não me sinto mal por isso, principalmente porque eu gasto um dinheiro considerável em cultura pop e entretenimento. É errado no fundo? Claro. Mas se você baixa conteúdo ou só vai no YouTube e assiste clipes enviados ilegalmente, é tudo a mesma coisa... Nós todos fazemos isso, eu só prefiro um ao outro.

E como alguém na indústria da música que consegue todo CD de graça de qualquer forma, e eu não me sinto tão mal assim ao roubar algo da internet... Que é exatamente o que eu fiz na manhã de terça, o dia que o 'Death Magnetic' do Metallica vazou.

Eu sabia que nós teríamos nossas cópias do álbum aqui no escritório por volta do dia que fosse oficialmente lançado, mas eu não poderia esperar... Eu sou um fã de longa data do Metallica, e eu fico muito animado quando eles lançam música nova (embora não tendo realmente gostado de um disco do Metallica, exceto por algumas músicas aqui e acolá, desde o álbum preto).

Com isso em mente, eu passei os últimos dias ouvindo ao disco prestando mais atenção do que eu faço com qualquer outro lançamento, então eu achei que poderia expor algumas das minhas primeiras impressões aqui.

- Considerando tudo, o disco é uma evolução tremenda do 'St. Anger', 'Load' e 'Re-load'. A produção do Rick Rubin é alta e com som bem monstruoso, foi-se embora o som ridículo da caixa do 'St. Anger'. Nas 10 músicas, Hetfield e Hammett voltam àquilo que os fizeram um time tão bom nos anos 80: riffs rápidos, pesados e galopantes. É realmente bom ver esses caras brilharem de novo, falando de guitarras.

- A maioria das músicas tem mais ou menos sete minutos, com a instrumental 'Suicide & Redemption' chegando perto de 10 minutos e 'My Apocalypse' atingindo quase cinco minutos. Mas tirando essas duas, são sete minutos por música.

- Os destaques são a música de abertura, 'That Was Just Your Life' (que conta com alguns riffs galopantes fantásticos e um solo louco de Hammett, e tem o que a maioria das músicas aqui tem, que é entrar com tudo aos cinco minutos e terminar de forma forte e intensa), 'My Apocalypse' (que fecha o álbum), e o que definitivamente é a melhor música do disco, 'All Nightmare Long'. Quando você pegar o álbum, preste atenção a essa música em particular... Mesmo que você não goste de mais nada no disco, um fã old-school do Metallica com certeza engolirá essa.

- Deixando os elogios de lado, o álbum com certeza tem alguns momentos 'menos-do-que-estelares' (mas de novo, não tanto quando nos últimos três discos). 'Cyanide' é um desperdício que não leva a lugar algum e monótona, e algumas músicas como 'Broken, Beat and Scarred' e 'The End of the Line' são decentes, mas não podem competir com alguns dos melhores momentos do álbum. E 'The Unforgiven III' é certamente uma 'boa' música, mas parece meio deslocada num álbum fundamentalmente destruidor.

- Eu tenho um pequeno problema com os vocais de James desta vez. Eu sempre fui um grande fã de seu modo de cantar, mas estes vocais estão um pouco limpos demais, um pouco puros demais. Não parecem ter a raiva e crueza do Hetfield do passado. Ainda é o James, mas não gutural o suficiente para meu gosto.

- Em suma, eu estou bem feliz com o disco em geral... E agradavelmente surpreso em certo nível. Eu não tinha certeza se eles ainda tinham isso neles! Alguns momentos fracos com certeza, mas isso é de se esperar em qualquer disco... E este tem muito mais partes matadoras do que partes ruins. Os riffs de speed-metal pesados mostram Hetfield em sua melhor forma, e Hammett está destruindo de novo.

Se você se considerar um fã, definitivamente pegue este álbum quando sair em 12 de setembro... Independente do que você achou dos últimos três discos, eu acho que você se impressionará com o que ouvir".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
Ouça "Master Of Puppets" com a bateria do "St. Anger"

MetallicaMetallica
25 fatos que apenas os apaixonados pela banda conhecem

MetallicaMetallica
Vídeo (tosco) diz "provar" que James Hetfield é um Illuminati

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

OutOut
Os 100 álbuns mais gays segundo a revista

SlipknotSlipknot
12 histórias que retratam o quão insana a banda é

Elvis PresleyElvis Presley
A filmografia do Rei do Rock

5000 acessosCannibal Corpse: o pescoço gigante de George Fisher5000 acessosÁlbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rock5000 acessosGaleria - Musas do Rock N' Roll e Heavy Metal2097 acessosPlanno D: assista Detonator no Divã do Destino5000 acessosExodus: Dukes foi demitido em uma ligação de 20 segundos5000 acessosSharon Osbourne: sexo oral em Principe Charles por título?

Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online