Joe Lynn Turner: Over The Rainbow e Yngwie Malmsteen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Oswaldo Marques, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Conforme já publicamos, os ex-integrantes do RAINBOW Joe Lynn Turner, Tony Carey, Bobby Rondinelli e Greg Smith, uniram-se com o filho de Ritchie Blackmore para formar o OVER THE RAINBOW:

Joe Lynn Turner (RAINBOW 1980-1984) - vocal
Tony Carey (RAINBOW 1975-1978) - teclado
Bobby Rondinelli (RAINBOW 1980-1983) - bateria
Greg Smith (RAINBOW 1994-1997) - baixo
Jürgen "J.R." Blackmore - guitarra

Jürgen Blackmore, filho do icônico guitarrista e fundador do RAINBOW Ritchie Blackmore, aceitou juntar-se ao OVER THE RAINBOW, após ver quão intensa era a demanda por uma reunião do grupo original.

OVER THE RAINBOW é a primeira vez que quatro membros de três diferentes formações do RAINBOW tocarão juntos no palco. E o vocalista Joe Lynn Turner falou para o site Metal Asylum de New Jersey sobre a banda e a possibilidade de trabalhar novamente com YNGWIE MALMSTEEN:

Metal Asylum: "Eu sei que você sempre acaba respondendo isto, mas eu terei de perguntar: há chances de uma reunião do Rainbow?

Joe Lynn Turner: "Bom... legal você perguntar isso porque enquanto concedo essa entrevista, nós estamos começando a ser questionados sobre o OVER THE RAINBOW ser uma reunião do RAINBOW, já que o grupo tem vários ex-membros incluindo eu e Jürgen, filho de Ritchie Blackmore. Nós temos sido bombardeados com perguntas sobre uma reunião do Rainbow e então decidimos fazer este projeto. É claro que seria maravilhoso termos Ritchie novamente conosco, mas ele está totalmente comprometido com o BLACKMORE'S NIGHT que é um projeto muito bem sucedido para ele e sua esposa Candice. Eu sempre lhes quis bem e sei que BLACKMORE'S NIGHT é o tipo de música que Ritchie sempre quis fazer... mas temos um integrante que segue a sua linhagem aqui. Será interessante!"

Metal Asylum: Você acha que seu trabalho solo tem o reconhecimento que merece ou você é mais reconhecido trabalhando como vocalista para YNGWIE MALMSTEEN, RAINBOW e PURPLE?

Joe Lynn Turner: "Considerando que eu gravei mais de dez álbuns solo depois do Rainbow, creio que já tenha feito história. Como eu disse, eu sinto que os fãs pedem cada vez mais material solo nos meus shows. Eu fico impressionado como as pessoas (incluindo a mídia) tendem a enfatizar o meu passado musical. Isso acontece para chamar a atenção para o meu novo material. Algumas pessoas têm memória curta... mas eu estou começando a ter aceitação como artista solo. E isso é uma coisa boa!"

Metal Asylum: Quais músicas você considera as melhores de seu trabalho solo?

Joe Lynn Turner: "Elas são como filhos... é difícil escolher as melhores. Eu prefiro deixar essa decisão para os fãs que vão aos shows e aos radialistas que colocam as músicas no ar. Uma canção pode soar muito bem no rádio, mas pode não funcionar em um show... há músicas que se destacam mais... 'Blood Red Sky' é uma que lembro agora".

Metal Asylum: Você tem cantado músicas do álbum "Odissey", do YNGWIE MALMSTEEN? Se não, por que?

Joe Lynn Turner: "Eu cantei algumas do Yngwie ao lado dele em um show privado para o primeiro ministro da Rússia , Mikhail Fradkov, em seu gabinete. Foi fantástico! Nós tocamos por volta de uma hora e cantei várias do 'Odissey'. Neste verão, eu excursionei pelo Brasil e coloquei algumas músicas no set list. Eu gostaria de cantar essas músicas regularmente".

Metal Asylum: Você colaboraria com Yngwie novamente?

Joe Lynn Turner: "Se o tempo e a situação estiverem a favor, com certeza! Eu disse isso para ele lá na Rússia".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rainbow"Todas as matérias sobre "Over The Rainbow"Todas as matérias sobre "Yngwie Malmsteen"Todas as matérias sobre "Joe Lynn Turner"


Generation Axe: o G3 de Steve Vai em um belo disco ao vivo

Malmsteen: nome inspirado em Deus nórdico com pênis giganteMalmsteen
Nome inspirado em Deus nórdico com pênis gigante

Yngwie Malmsteen: velocidade não é o que importa, dizYngwie Malmsteen
"velocidade não é o que importa", diz

Yngwie Malmsteen: Joe Lynn Turner responde a declaração infelizYngwie Malmsteen
Joe Lynn Turner responde a declaração infeliz


Dinho Ouro Preto: É assustador ver todo o rock ficar de direitaDinho Ouro Preto
"É assustador ver todo o rock ficar de direita"

Cults: 10 álbuns influentes que fracassaram nas vendasCults
10 álbuns influentes que fracassaram nas vendas

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuaisLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

Guns N' Roses: a famosa trilogia de clipes do grupoGuns N' Roses
A famosa trilogia de clipes do grupo

Oh, não!: clássicos que foram estragados pelo tempoOh, não!
Clássicos que foram "estragados" pelo tempo

Nirvana: uma versão clássica de Smells Like Teen SpiritNirvana
Uma versão clássica de "Smells Like Teen Spirit"

Uruca: Os 9 mais azarados da história do RockUruca
Os 9 mais azarados da história do Rock


Sobre Oswaldo Marques

Oswaldo Marques é casado, músico, tradutor, intéprete e admirador de um bom vinho (não necessariamente nessa ordem).

Mais matérias de Oswaldo Marques no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336