Lizzy Borden: greve de fome pelo direito de ser vegetariano

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Faria, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto abaixo se trata de um comunicado de imprensa traduzido do Brave Words:

Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ira Black, atual guitarrista do LIZZY BORDEN, que anteriormente tocou com METAL CHURCH, VICIOUS RUMORS e HEATHEN, entrou em uma greve de fome na cadeia (Los Angeles County Jail) alegando que o veganismo não está sendo reconhecido pelo local como algo "válido e sincero".

Ira foi levado pela polícia na manhã do dia 3 de janeiro de 2009 sob a acusação de contravenção (aparentemente existia um mandato de prisão devido a uma multa não paga) e ele está detido com opção de fiança a US$65,000. A noiva de Black disse que o guitarrista "está no sistema penal faz mais de uma semana e tem que sobreviver com uma dieta minúscula. Ira tem sido um vegan por 15 anos e parece que nenhuma das instalações correcionais acomodam qualquer prisioneiro com uma dieta vegetariana ou vegan".

Ela continuou: "eles dão aos prisioneiros com problema de saúde ou crenças religiosas uma refeição diferente, mas não ligam para com os vegetarianos ou vegans. Ele também ressente muito isso e entrou em uma 'greve de fome' que vai durar até que seja solto no final deste mês para mostrar como isso deveria ser levado a sério. Sua condição tem sido monitorada de hora em hora".

"Ele está sendo maltratado pelos guardas e foi forçado a tirar uma faixa que usava dizendo 'greve de fome'. Ele também tem sido coagido por policiais para 'simplesmente entrar no sistema' e comer a comida que lhe é fornecida. Ele tem sido ameaçado e está apreensivo que possa vir a ser punido só por pedir uma refeição de vegetais ou frutas".

Ira falou com o capelão da cadeia, e ambos sentem que isso é um problema que precisa ser divulgado e exposto ao público. Nas suas palavras: "Se eu conseguir divulgação e as pessoas começarem a ligar para a prisão, algumas mudanças poderão acontecer".

"Eu quero que pessoas saibam o quão sincero e legítimo é o veganismo e vegetarianismo e que isto é uma questão de direitos humanos, não é meu objetivo manipular o sistema". Ira também contatou outros músicos, a mídia e PETA (People for the Ethical Treatment of Animals).

Um website foi criado para pessoas saberem mais detalhes desta história: www.myspace.com/444682599.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Veganismo"Todas as matérias sobre "Lizzy Borden"Todas as matérias sobre "Metal Church"Todas as matérias sobre "Vicious Rumors"


Andre Matos: Falando sobre seu modo vegetariano de vidaAndre Matos
Falando sobre seu modo vegetariano de vida

Geezer Butler: religião, humildade e vegetarianismoGeezer Butler
Religião, humildade e vegetarianismo


Slipknot: Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantadoSlipknot
Joey Jordison diz que foi demitido por telegrama cantado

Separados no nascimento: James Hetfield e o Leão ValenteSeparados no nascimento
James Hetfield e o Leão Valente


Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336