Metallica: banda se despede de antigo membro da equipe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Douglas Morita, Fonte: Metal Remains
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

De acordo com o The Pulse of Radio, o METALLICA se despediu de um de seus antigos membros da equipe em Detroit, na noite passada (13 de Janeiro). Antes de fechar o concerto com "Seek & Destroy", o frontman James Hetfield disse aos quase 21 mil fãs no Joe Louis Arena que aquele era o último show do engenheiro de monitores, Paul Owen, que estava há 22 anos na equipe do METALLICA, com estimados 1300 shows com a banda. O grupo trouxe Owen ao palco para uma leva de abraços e beijos, e Hetfield disse a ele que "nós sentiremos muita, muita falta de você". Owen, que está deixando a estrada para "se introduzir a sua família", recusou o convite de dizer algumas palavras.

Emo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nadaOrtografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em uma entrevista em 2003 para a revista Mix, Paul Owen falou sobre como o som do METALLICA evoluiu durante o tempo com que ele trabalhou com a banda. "Nós nos tornamos mais velhos e mais sábios com o passar dos anos", disse ele. "O Metallica é uma entidade realmente diferente do que qualquer outra banda. Quando eles fazem uma turnê, eles provavelmente realizam uma turnê da forma mais diferenciada que qualquer um. Digo, em qualquer semana, você pode estar em um estádio, um clube, um programa de TV e de volta a um estádio, e você precisa estar preparado para mudar com todos esses diferentes aspectos dos lugares ao vivo."

"O Metallica é bem único no ponto que ao invés do formato comum de uma banda de 4 membros - bateria, guitarras e um baixo - eles vão um pouco mais longe naquilo que pode ser feito com uma banda, em relação a configurações de onde eles tocam. Eles provavelmente fizeram os palcos mais únicos - arenas no centro - e até tocaram com uma orquestra. Simplesmente aumentando e lhe dando esses desafios direto."

"A orquestra era uma idéia em desenvolvimento há muito tempo. Foi um projeto interessante de estar envolvido: da gravação aos dois shows ao vivo que fizemos na Madison Square Garden e Berlim. Aquela foi a primeira vez que a Thunder Audio se envolveu - a primeira vez que eu forneci um sistema - e agora eu tenho estado envolvido em todo o processo."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Metallica"


Pra discutir: os 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os temposPra discutir
Os 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os tempos

Metallica: os 10 melhores riffs de acordo com o Teamrock.comMetallica
Os 10 melhores riffs de acordo com o Teamrock.com


Emo: gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nadaEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Ortografia: como deveriam realmente se chamar as bandas?Ortografia
Como deveriam realmente se chamar as bandas?


Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita no Whiplash.Net.

adGoo336