Mustaine: "ele é rápido, é pesado, e os solos são insanos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Nesso, Fonte: Megadeth World
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 06/05/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Mensagem postada no fórum oficial do Megadeth

"Droogies!

3423 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosSteven Tyler: vocalista admite que já queimou a rosca

Bem, alguns de vocês sem dúvidas devem ter ouvido alguns exemplos das músicas que estão sendo trabalhadas por mim e pelos rapazes. Está sendo muito legal pra eu ligar e segurar o telefone para que vocês escutem o ótimo trabalho que Andy está fazendo, e como ele realmente me conhece melhor do que ninguém com quem já trabalhei antes, como ele entende de Megadeth e como ele tem 'know-how' sobre metal além de sugestões lógicas, e o mais importante de tudo, como ele tem classe - Classe inglesa, devo dizer.

Sou obrigado a falar que depois de passar estes últimos anos trabalhando quase que exclusivamente com Andy e trabalhando com meu incrível time de amplificação, os únicos amplificadores Marshall, que eu tive um dos mais compensadores e animadores anos da minha carreira.

Como posso não dizer? Que com estes anos de eventos e todas essas excelentes coisas acontecendo comigo e com o Megadeth, que só fizeram melhorar o sentimento do Megadeth em todos nós, eu seria um tolo se não dissesse. Acabamos de voltar de uma das mais divertidas turnês que já tivemos em um bom período de tempo com a Priest Feast.

E agora estamos beirando a finalização do novo álbum, vou lher dizer, ele é rápido, é pesado, tem canto, grito, falas, e vozes de convidados (talvez não cantando – mas mais parecido como na Captive Honor), os solos são insanos e agora estou começando minhas partes, tenho tocado furiosamente! Ambos os solos que eu fiz são tão rápidos quanto qualquer coisa que eu já tenha tocado.

Temos alguns conceitos muito bons para as músicas, como a "Nothing Left To Lose", uma música sobre estar falido, como tantos americanos, da recessão e potencial depressão dos anos 2000, ou como a 'Bite The Hand That Feeds' que é uma música sobre a ambição dos líderes fiduciários do mundo financeiro e como eles não se importam sobre a responsabilidade que possuem para com o público. Tem também músicas como a '1'320', uma música sobre carros turbos nitrados (coisa que eu gosto), 'How The Story Ends' e 'This Day We Fight' ambas inspiradas na crença do guerreiro do excelente Sun Tzu com o uso de tambores e bandeiras na guerra antiga, e uma declaração emocionante de Aragorn para seus fiéis guerreiros na trilogia 'O Senhor dos Anéis', respectivamente.

Também tem algumas músicas bizarras como 'Headcrusher' que fala sobre um objeto de tortura medieval e 'Endgame' que é sobre um projeto de lei que o ex-presidente George W. Bush aprovou concedendo-lhe o poder de colocar os cidadãos americanos em campos de concentração que atualmente são chamados de 'centros de detenções' aqui nos Estados Unidos e uma letra que é minha favorita neste álbum sobre o assalto ao banco em North Hollywood em 1997 (ou 1998).

Não deixem de ir diariamente ao TheLIVELine ouvir os aperitivos musicais do Chris e de mim ao fundo enquanto acabamos de gravar nesses próximos 12 dias e .......

CONFIRAM O NOVO MEGADETH MYSPACE!

Dave McRobb é um superastro !!!!

CIAO por hora!!!

MSGD!"

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3079 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa519 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3525 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Dave MustaineDave Mustaine
Sem Steven e Izzy não é uma reunião do GNR

Metallica e MegadethMetallica e Megadeth
Músicas de uma com o vocal de outra

Dave MustaineDave Mustaine
Ele não é seu amigo só porque te respondeu no twitter

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Steven TylerSteven Tyler
Vocalista admite em livro que já queimou a rosca

Dimmu BorgirDimmu Borgir
Silenoz: "Não sei se me classificaria como satanista!"

Corey TalorCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

5000 acessosMetal Extremo: algumas bandas que você precisa ouvir5000 acessosSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"5000 acessosA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 2 - Mick Taylor5000 acessosKeith Richards: "Odeio música eletrônica! O mundo digital deixa as pessoas burras!"4277 acessosRandy Rhoads: O Garoto Kiko faz tributo na NAMM 20165000 acessosKiko Loureiro: guitarrista fala sobre suas influências

Sobre Paulo Nesso

Paulo Nesso, ou apenas Nesso, é paulista, mora em Americana-SP, profissional da área de T.I. Sempre trabalhou com informática. Aos 13 anos conheceu o metal e ao ouvir os primeiros acordes de "Holy Wars" apaixonou-se pelo thrash do Megadeth. Fundador do megadethworld.com, um portal com mais de uma década de história, acompanha a evolução do Whiplash! desde seu início. São Paulino doente, adora carros e tecnologia, faz de suas paixões seus hobbies e tem um enorme prazer em levar conhecimento aos fãs de Dave Mustaine & Cia.

Mais informações sobre Paulo Nesso

Mais matérias de Paulo Nesso no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online