Tecnologia: como o iPod tornou-se uma ferramenta de guerra!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/10/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site do jornal inglês The Guardian (Guardian.co.uk) noticiou o seguinte:

490 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosAs novas caras do metal: + 40 bandas que você deve conhecer

Uma estatística totalmente descartável (segundo eles) em um artigo sobre o SLAYER fez Jonathan Pieslak parar para pensar. Durante a guerra de Golfo, ele observou, aproximadamente 40% dos e-mails que a banda recebeu foram de soldados em combate no Oriente Médio.

Antes que perguntem, o professor Pieslak é um estudioso em música do City College of New York. Nos últimos anos ele entrevistou soldados norte-americanos sobre a música que ouviam e - o mais importante - porquê ouviam.

De fato não era de se esperar que citassem muito CHRIS DE BURGH ou BARRY WHITE estando dentro de barricadas e trincheiras no Iraque ou Afeganistão. A pesquisa de Pieslak confirmou isso. Vejam isso: os iPods dos rapazes estão cheios de canções do SLAYER, METALLICA, EMINEM, e outros nomes tão fortes quanto.

O que de fato é interessante neste trabalho realizado pelo professor nem é tanto os nomes da bandas citadas, mas os termos que os entrevistados utilizaram para justificar suas escolhas. Eles afirmaram que ao ouvirem os supracitados grupos são plenamente envolvidos pelo poder que a música tem. Alguns chegaram a dizer que determinadas canções agem como monstros dentro deles, tornando-os não-humanos praticando ações não-humanas.

Leia a reportagem completa (em inglês) clicando aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MetallicaMetallica
Lars Ulrich lamenta a morte de Chester Bennington

490 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

CoverCover
15 bandas que são quase tão boas quanto o original

MetallicaMetallica
James Hetfield explica por que a banda mudou

The Big 4The Big 4
Como as quatro bandas elaboraram sua jam

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slayer"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

As novas caras do metalAs novas caras do metal
Mais 40 bandas que você deve conhecer

LoudwireLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Iron MaidenIron Maiden
Bruce Dickinson diz não haver muito diálogo na banda

5000 acessosPlágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metal5000 acessosPra convencer: dez álbuns de metal para quem não gosta de metal5000 acessosIron Maiden: veja Bruce abandonando o palco em 19994007 acessosPreguiçosas: as bandas que mais demoraram para lançar um disco5000 acessosGuns N' Roses: Confusão de St. Louis no Jornal do SBT em 19915000 acessosNúmero da besta: Vôo 666 com destino a HEL numa 6ª feira 13? Pois aconteceu.

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online