W.A.S.P.: "Não acho que eu seja tão importante assim"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Marko Syrjälä e Matti Martikainen, da Metal Rules, entrevistaram Blackie Lawless, do W.A.S.P., em novembro de 2009. A seguir, alguns trechos da entrevista:

Músicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio BlogMetallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Parece que você sempre tem muito a dizer, nas suas entrevistas e letras. Você já pensou em escrever um livro?

"As vezes penso sobre isso, mas não sei se é interessante. Não acho que eu seja tão importante assim. Não acho mesmo. Quem se importa?"

Mas parece que você tem realmente muito a dizer, além de ter muitas histórias e opiniões interessantes.

"Sim, mas já dei mais de 12.000 entrevistas em minha carreira, o que é muita conversa, e muitas dessas velhas entrevistas estão agora disponíveis online. Sobre o que mais posso falar? Quem se importa se eu como sobras ou não? Isso é tão importante assim? Eu contar alguma história triste é patético. Quero dizer, quem se importa?"

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:

http://www.metal-rules.com/zine/content/view/1805/83/




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "W.A.S.P."


Chris Holmes: Lemmy não me quis no Motörhead por minha alturaChris Holmes
"Lemmy não me quis no Motörhead por minha altura"

Mad Max: inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outrosMad Max
Inspirando W.A.S.P., Violator, Biohazard e outros


Músicas ruins: As 100 piores segundo o Aol Radio BlogMúsicas ruins
As 100 piores segundo o Aol Radio Blog

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

adGoo336