Matérias Mais Lidas

imagemA banda brasileira que está "pronta para o mercado internacional", segundo Regis Tadeu

imagemMaiden faz homenagem a Eddie, do Stranger Things, que foi inspirado em tragédia real

imagemEdu Falaschi diz que não tem vergonha de suas falas que viraram meme no DVD do "Rebirth"

imagemO rockstar por quem Max Cavalera era fanático, mas não conheceu por causa da bebida

imagemAxl Rose comenta problemas vocais e pede desculpas pelos transtornos

imagemRegis Tadeu explica a verdadeira importância da música do Metallica em "Stranger Things"

imagemFlea agradece brasileiro que teve receio de pedir foto ao encontrá-lo

imagem10 músicas dos Beatles das quais Paul McCartney não gostava

imagemA prática mesquinha de bandas que Edu Falaschi considera "desrespeitoso com o fã"

imagemA opinião de Noel Gallagher sobre Kurt Cobain e o "Nevermind", do Nirvana

imagemSem efeitos ou playback: vídeo de bastidores mostra Glenn Hughes cantando muito

imagemIntegrantes do Metallica não viram a luz do dia durante gravação de "Master Of Puppets"

imagemJeff Beck conta como conheceu Jimmy Page, e o que achou do Led Zeppelin

imagemMúsicos do Metallica ouviam Kate Bush na época da gravação de "Master Of Puppets"

imagemOs 30 anos de "Images And Words", o álbum que mudou a história do Dream Theater


Airbourne 2022
Finlandia 2022

Bruce Kulick sobre o Kiss: "Sinto falta de estar na banda"

Por Karina Detrigiachi
Fonte: Sleazeroxx.com
Em 12/12/09

O ex-guitarrista do KISS Bruce Kulick, concedeu uma entrevista ao site Sleaze Roxx onde falou sobre sua fase no KISS e seu relacionamento atual com a banda. Abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa.

Eu estava olhando o seu site e vi que você assistiu um show do KISS em Anaheim, EUA. Então eu imagino que você ouviu o "Sonic Boom". O que você achou dele?

Kulick: "Eu o ouvi. Não é um disco que eu ouvi muito. Eu acho que o ouvi duas vezes. Eu sabia que no show eles iriam tocar somente duas músicas dele ao vivo. Eu acho que eles tocaram duas naquela noite, eu realmente não pude ficar no show até o final pois eu tinha um vôo no dia seguinte para a Europa e eu ainda precisava fazer as malas. Acho que foi maravilhoso eles terem gravado um novo álbum, estou orgulhoso do Paul [Stanley] por ter assumido o comando e produzido o álbum. Foi ótimo que eles não trouxeram ninguém de fora e ele mesmo o fez. O resultado final foi um álbum muito agradável".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você e Eric Singer saíram da banda quando Peter Criss e Ace Frehley voltaram, Eric voltou um tempo depois e agora o Tommy Thayer está na banda. Foi oferecida a você a oportunidade de usar a maquiagem que o Ace usava? Você teria feito isso?

Kulick: "Ótima pergunta. Naquela ocasião eu fui questionado sobre isso... Para ser sincero, estou aliviado por isso não ter sido solicitado. Honestamente, desempenhar o papel do Ace teria sido muito embaraçoso para mim. Foi muito natural para o Tommy desempenhar este papel, acabou que o KISS seguiu seu curso com o Ace. Se você acompanha o KISS desde a reunião com o Ace e o Peter, várias vezes parecia que o Ace ia perder o show, então a banda tinha o Tommy vestido como o Ace nos bastidores pronto para ir no lugar dele. Eles fizeram um show privado no qual Ace não participou, foi o Tommy quem tocou e, em seguida, eles fizeram uma propaganda para o programa "That '70s Show" (seriado americano), o Ace não queria participar e então o Tommy foi em seu lugar. O Tommy fez o papel de Ace em um tributo ao KISS no qual foi muito bem sucedido. Ele é um grande guitarrista, e para ele ser o Ace foi algo muito natural.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Para mim, acho que depois de passar todos esses anos me estabelecendo como o guitarrista do KISS na fase ‘sem maquiagem’, para depois ter de usar não seria uma coisa boa. Claro que eu sinto falta dos caras e sinto falta de estar na banda, mas acho que o Tommy é capaz de fazer muito mais por eles do que eu seria capaz de fazer agora. Fazer este papel pra mim não seria tão confortável como costumava ser. Se eles fizessem uma versão para a fase ‘Revenge’ da banda e eu não estivesse lá eu ficaria magoado, eu ficaria muito magoado. Agora eu não estou magoado e acho que você pode entender esse sentimento".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Não seria ótimo para os fãs do KISS, do Bruce Kulick e do Ace Frehley se vocês pudessem unir forças para fazer uma turnê em 2010?

Kulick: "(Risos) Coisas estranhas têm acontecido! Eu estou aberto para todas as coisas. Se você tivesse me dito há três anos que eu teria o Gene cantando no meu disco e também o seu filho Nick, eu diria que você estava louco. Vamos ver o que acontece".

Para ler a entrevista completa (em inglês) acesse:

http://www.sleazeroxx.com/interviews/brucekulick.shtml

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi.