Bruce Kulick sobre o Kiss: "Sinto falta de estar na banda"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Sleazeroxx.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ex-guitarrista do KISS Bruce Kulick, concedeu uma entrevista ao site Sleaze Roxx onde falou sobre sua fase no KISS e seu relacionamento atual com a banda. Abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa.

Olavo de Carvalho: Segundo ele, o Heavy Metal emburreceChris Cornell: a emocionante despedida de Tom Morello

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu estava olhando o seu site e vi que você assistiu um show do KISS em Anaheim, EUA. Então eu imagino que você ouviu o "Sonic Boom". O que você achou dele?

Kulick: "Eu o ouvi. Não é um disco que eu ouvi muito. Eu acho que o ouvi duas vezes. Eu sabia que no show eles iriam tocar somente duas músicas dele ao vivo. Eu acho que eles tocaram duas naquela noite, eu realmente não pude ficar no show até o final pois eu tinha um vôo no dia seguinte para a Europa e eu ainda precisava fazer as malas. Acho que foi maravilhoso eles terem gravado um novo álbum, estou orgulhoso do Paul [Stanley] por ter assumido o comando e produzido o álbum. Foi ótimo que eles não trouxeram ninguém de fora e ele mesmo o fez. O resultado final foi um álbum muito agradável".

Você e Eric Singer saíram da banda quando Peter Criss e Ace Frehley voltaram, Eric voltou um tempo depois e agora o Tommy Thayer está na banda. Foi oferecida a você a oportunidade de usar a maquiagem que o Ace usava? Você teria feito isso?

Kulick: "Ótima pergunta. Naquela ocasião eu fui questionado sobre isso... Para ser sincero, estou aliviado por isso não ter sido solicitado. Honestamente, desempenhar o papel do Ace teria sido muito embaraçoso para mim. Foi muito natural para o Tommy desempenhar este papel, acabou que o KISS seguiu seu curso com o Ace. Se você acompanha o KISS desde a reunião com o Ace e o Peter, várias vezes parecia que o Ace ia perder o show, então a banda tinha o Tommy vestido como o Ace nos bastidores pronto para ir no lugar dele. Eles fizeram um show privado no qual Ace não participou, foi o Tommy quem tocou e, em seguida, eles fizeram uma propaganda para o programa "That '70s Show" (seriado americano), o Ace não queria participar e então o Tommy foi em seu lugar. O Tommy fez o papel de Ace em um tributo ao KISS no qual foi muito bem sucedido. Ele é um grande guitarrista, e para ele ser o Ace foi algo muito natural.

Para mim, acho que depois de passar todos esses anos me estabelecendo como o guitarrista do KISS na fase 'sem maquiagem', para depois ter de usar não seria uma coisa boa. Claro que eu sinto falta dos caras e sinto falta de estar na banda, mas acho que o Tommy é capaz de fazer muito mais por eles do que eu seria capaz de fazer agora. Fazer este papel pra mim não seria tão confortável como costumava ser. Se eles fizessem uma versão para a fase 'Revenge' da banda e eu não estivesse lá eu ficaria magoado, eu ficaria muito magoado. Agora eu não estou magoado e acho que você pode entender esse sentimento".

Não seria ótimo para os fãs do KISS, do Bruce Kulick e do Ace Frehley se vocês pudessem unir forças para fazer uma turnê em 2010?

Kulick: "(Risos) Coisas estranhas têm acontecido! Eu estou aberto para todas as coisas. Se você tivesse me dito há três anos que eu teria o Gene cantando no meu disco e também o seu filho Nick, eu diria que você estava louco. Vamos ver o que acontece".

Para ler a entrevista completa (em inglês) acesse:

http://www.sleazeroxx.com/interviews/brucekulick.shtml




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Kiss"Todas as matérias sobre "Bruce Kulick"


Simmons: Falta coragem para processar quem faz downloads!Simmons
"Falta coragem para processar quem faz downloads!"

Kiss: Paul Stanley explica o motivo da maquiagemKiss
Paul Stanley explica o motivo da maquiagem


Olavo de Carvalho: Segundo ele, o Heavy Metal emburreceOlavo de Carvalho
Segundo ele, o Heavy Metal emburrece

Chris Cornell: a emocionante despedida de Tom MorelloChris Cornell
A emocionante despedida de Tom Morello


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

adGoo336