Slash: guitarrista fala sobre seu primeiro álbum solo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Schuh, Fonte: LA Weekly, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/02/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Erin Broadley, do LA Weekly, recentemente conduziu uma entrevista com o lendário guitarrista SLASH (VELVET REVOLVER, ex-GUNS N’ ROSES). Segue um trecho do papo:

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosHeavy Metal Fail: os Trues também saem mal na foto

“LA Weekly”: Você tem uma gravação solo saindo em abril, "Slash", e ela está sendo considerada como o seu verdadeiro primeiro trabalho solo. Mas você já fez outras coisas sozinho, então como isso pode ser considerado como seu trabalho realmente solo?

Slash: "Eu acho que isso sempre acontece, de pegar a guitarra, eu sempre estive em uma banda. Mesmo quando eu tive o SNAKEPIT, que foi uma banda que se originou comigo, aquilo ainda era uma banda. Eram cinco caras diferentes que tinham igual intensidade, então, era uma situação de grupo, aquele tipo de democracia que faz esperançosamente funcionar como banda (gargalhadas). Depois de anos fazendo aquilo, veio toda aquela situação com o VELVET REVOLVER e o Scott (Weiland) e voltando a ter dificuldades com o vocalista, eu precisava fazer algo onde eu pudesse fazer minhas próprias opções. Eu precisava estar apto a fazer qualquer tipo de música que eu quisesse fazer, sem ter qualquer preocupação com outros caras procurando defeitos até a morte ou rejeitando meu material".

LA Weekly: Falando em vocalista problemáticos, você, com toda certeza, trabalhou com dois dos mais difíceis da indústria – Axl e Scott. Nesse álbum solo você trabalha com vários vocalistas: Iggy Pop, Ozzy, Fergie...

Slash: "Rocco DeLuca. Desde Kid Rock até Ozzy, Iggy Pop, Lemmy – os caras da velha guarda – e também Andrew Stockdale, do WOLFMOTHER e M. Shadows, do AVENGED SEVENFOLD, é uma mistura bem eclética de vocalistas. Mas todos foram ótimos. Todos eles foram realmente profissionais, obviamente, muito talentosos, mas nenhum deles me deixou com a impressão de ser altamente volátil. Foi uma situação muito legal, porque era somente uma canção. Não era nada parecido como se fosse o próximo hit deles, que eles precisavam se preocupar. Era só uma canção para o Slash; nada demais".

LA Weekly: Bem, então não foi como trocar as dificuldades de trabalhar com um vocalista pela dificuldades de trabalhar com 12. Você teve que apostar mais alto, não?

Slash: "(gargalhadas) Na verdade foi muito prazeroso e valeu a pena todo o esforço, porque me deu uma nova perspectiva sobre a questão do vocalista. Não é tão dramático e agitado como minha experiência anterior dizia. Isso tem me dado uma nova atitude em lidar com vocalistas, com todo o devido respeito ao Axl e ao Scott. Os dois são cantores maravilhosos e parte do que os faz tão fantásticos é a volatilidade deles. Então não posso dizer nada negativo sobre isso. Para essa gravação, não saber onde eu estava me metendo facilitou a coisa toda".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1800 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2682 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Lado femininoLado feminino
Astros do rock que se vestiram de mulher

MegadethMegadeth
Ouça "Anarchy In The UK" com Axl Rose e Lars Ulrich

Def LeppardDef Leppard
"Para ser perigosa não é preciso fazer como Axl Rose!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Slash"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"0 acessosTodas as matérias sobre "Velvet Revolver"

Heavy Metal FailHeavy Metal Fail
Os Trues também saem mal na foto

MetallicaMetallica
A letra que fez Hammett e Hetfield chorar

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

5000 acessosRolling Stone: As 500 melhores músicas segundo a revista5000 acessosSolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME5000 acessosLars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' Roses5000 acessosFotos: e se o Slash aparecer acenando no fundo?5000 acessosZakk Wylde: "Randy Roads estava a frente de todos"5000 acessosAvenged Sevenfold: "Não somos mais a banda da MTV que usava maquiagem"

Sobre Ricardo Schuh

Apreciador da boa música, que vai desde o velho blues até o metal. Fã de rock desde sua infância, por sorte tem um irmão que tinha um bom acervo de LPs e fitas cassete que serviram de passatempo por tardes ouvindo o antigo 3 em 1. Leitor assíduo de tudo relacionado ao rock, fã do Whiplash.net, decidiu colaborar com o site e ajudar a divulgar o bom e velho rock’n’roll e suas vertentes.

Mais matérias de Ricardo Schuh no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online