Matérias Mais Lidas

imagemPrika Amaral esclarece por que contratou apenas mulheres europeias para a Nervosa

imagemA opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

imagemLegião Urbana e a surpreendente música que serviu de base para "Ainda é Cedo"

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell

imagemCinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

imagemJames Hetfield e esposa Francesca se divorciam após 25 anos de união

imagemVocalista do Anvil afirma que Rob Halford e Ian Gillan são personagens

imagemNando Reis relembra curioso único game que jogou na vida, durante gravação dos Titãs

imagemNando Reis e a linda música que Samuel Rosa dispensou por ter recebido na hora errada

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemAs seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

imagemO show do Black Sabbath que acabou em tumulto por conta de uma garrafa

imagemO comovente relato de Kiko sobre como foi gravar em meio ao câncer de Mustaine

imagemAs faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

imagemAs 10 melhores versões metal de músicas pop dos anos 1980, em lista da Metal Hammer


Dream Theater 2022

Metallica: análise dos setlists de Porto Alegre e São Paulo

Por Eduardo dutecnic
Fonte: Minuto HM
Em 07/02/10

publicidade

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O site Minuto Heavy Metal conduziu uma cuidadosa análise dos setlists da passagem da World Magnetic Tour pelo Brasil. Confira a interessantíssima matéria abaixo.

Hoje em dia, com a internet, é muito mais fácil e, dependendo da fonte, muito mais confiável achar fotos, vídeos, áudio e setlists de cada show por aí. Mas o que vemos por aí é apenas um flood de informação, normalmente feitas por pessoas generalistas (jornalistas), que não possuem, claro, skill técnico para determinadas análises.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Bom, é exatamente nesse gap que entra o Minuto HM, com seu propósito diferente dos portais de notícias, para dar uma força… afinal, o que pretendo fazer abaixo, apesar de não ser tão difícil do ponto de vista "operacional", não se acha na rede…

Antes de mais nada, vamos colocar os 3 setlists dos shows do MetallicA no país e analisarmos:

  • Setlists das noites (dãã);
  • Músicas que se repetiram em 2 noites;
  • Músicas que se repetiram nas 3 noites;
  • Músicas que foram "exclusivas" para cada noite.

Então vamos lá:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1. Setlists das noites:

Cada noite contou com 18 músicas (sem contar o playback da abertura com a já clássica "The Ecstasy Of Gold"). No total, então, o Brasil ouviu 54 execuções de músicas dos "King Of The Road", sendo que, deste número, o total de músicas sem repetição é 31, número este que será usado na análise abaixo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

2. Músicas que se repetiram em 2 noites:

Das 31 músicas, 5 delas se repetiram em duas noites no país (sendo 16% deste total):

  • For Whom The Bell Tools
  • Ride The Lightning
  • Fade To Black
  • The Day That Never Comes
  • Cyanide

Tal análise ajuda a confirmar o que chamo de "redescobrimento" da banda com o disco Ride The Lightning (além de, obviamente, a execução das músicas do mais recente trabalho, Death Magnetic).

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

3. Músicas que se repetiram nas 3 noites:

Esta análise mostra as músicas que a banda está usando praticamente de forma fixa desde o início da World Magnetic Tour e, basicamente, são aquelas músicas "ganha-pão", como qualquer banda faz ao-vivo, além das faixas baseadas exclusivamente no Death Magnetic.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Assim, das 31 músicas das 3 noites, 9 delas (em torno de 29%) foram executadas nos 3 shows:

  • Creeping Death
  • That Was Just Your Life
  • The End Of The Line
  • Sad But True
  • One
  • Master Of Puppets
  • Nothing Else Matters
  • Enter Sandman
  • Seek And Destroy

O que se vê, então, é que a banda está usando os aclamamos 5 primeiros discos todas as noites, tocando pelo menos 1 música de cada. O Black Album se destaca com 3 músicas (Enter Sandman, Sad But True e Nothing Else Matters), como sempre desde o lançamento deste sucesso absoluto da indústria musical.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Outra coisa que pode ser vista através desta tabela é que a banda, apesar da variação dos sets, tem sim uma determinada "ordem" para executar as músicas, digamos, "fixas" do set – a inclusão de Creeping Death como fixa no set para abertura dos shows é algo que passou a ser usado pela banda na perna 2010 da turnê, visto que nos shows do ano passado, a banda estava abrindo os espetáculos com as duas primeiras músicas do Death Magnetic (dobradinha That Was Just Your Life e The End Of The Line). A dobradinha foi mantida, porém reposicionada para o meio da noite.

A exceção fica por conta da antecipação de Sad But True mais para o início da noite no terceiro e último show da banda no país, algo que rapidamente percebi durante o show e que ficou na minha cabeça para comentar por aqui.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

4. Músicas que foram "exclusivas" para cada noite:

Ahhhh… a exclusividade… aqui a análise e motivo principal para o Minuto HM ter uma categoria chamada "cada show é um show", e não apenas "shows"… aqui o motivo pelo qual viajar para ver os shows, claro, sempre que possível, justifica os caros Reais investidos… com vocês, as músicas da World Magnetic Tour que foram executadas no país apenas uma vez:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Do maravilhoso quadro acima, podemos tirar diversas conclusões… basicamente então: das 31 músicas, 17 delas só foram vistas em sua totalidade por quem acompanhou os 3 shows da banda no país. O número, amigos, é expressivo, em minha opinião: 55% do total de músicas foi exclusivo (Marcus, taí, é nóis).

  • The Memory Remains (com este post, esta é exatamente a ideia :-) )
  • Battery
  • Die, Die My Darling
  • Phantom Lord
  • The Four Horsemen
  • Harvester Of Sorrow
  • Broken, Beat & Scarred
  • Blackened
  • Stone Cold Crazy
  • Motorbreath
  • Fuel
  • The Unforgiven
  • Welcome Home (Sanitarium)
  • My Apocalypse
  • Fight Fire With Fire
  • Helpless
  • Hit The Lights

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Como era de se esperar, as noites paulistas foram as mais, digamos, privilegiadas na questão da exclusividade – afinal e claro, foram duas noites em São Paulo. Outra coisa mais óbvia era a variação dos 3 covers, sendo que Die, Die My Darling já havia sido tocado em São Paulo em 1999 (outras músicas da banda também foram, mas… So What?). Agora, Helpless foi uma agradável surpresa e com teor ainda mais exclusivo (ainda que não tocada por inteira), visto que a banda costuma tocar mais frequentemente outras músicas nesta parte do set, como, por exemplo, Am I Evil? (Yes, I am).

Agora vamos às exclusividades brasileiras que arrasam, no bom sentido, o coração metálico… ver músicas como:

  • a "sai-de-baixo" Battery
  • Phantom Lord (não tenho palavras para este poderoso e inesperado som)
  • a "nunca-deveria-sair-do-set" The Four Horsemen
  • a contagiante Harvester Of Sorrow
  • a "realizei-meu-sonho" Blackened
  • Motorbreath (simplesmente "how I live my life")
  • a "realizei-meu-sonho: parte 2? The Unforgiven
  • a "mata-a-pau" Welcome Home (Sanitarium)
  • a grande surpresa do Death Magnetic, claramente algo inesquecível e raro, a My Apocalypse (apesar de não termos visto as excelentes All Nightmare Long e The Judas Kiss em nenhuma noite em terra tupiniquins)
  • a "arranca-toco" Fight Fire With Fire e, finalmente,
  • a primeira das primeiras, a música 1 do disco 1, a que saiu primeiro via Metal Massacre (música 9 daquele disco de 1982, e do seu relançamento em 1984, já com o "Mettallica" devidamente corrigido), a que representa muito bem o thrash metal, Hit The Lights.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Outras duas músicas que não vem sendo executadas na turnê, do disco Reload, foram executadas: Fuel e The Memory Remains, as duas primeiras do disco, foram cantadas de forma contagiante em suas respectivas noites.

Ainda, o único disco * que a banda não usou (e nem vem usando) músicas é o Load.

* OK, do St. Anger também. Alguém quer alguma? Pois é, eu já sabia.

Galera, é bom demais ver o que o MetallicA apresentou para nós, brasileiros. Foram 3 noites mágicas e inesquecíveis que, infelizmente, deverão demorar a se repetir, se é que acontecerão (ainda mais com determinadas músicas que vimos acima).

Obrigado, MetallicA.

[ ] ‘ s,

Eduardo.

Obs.: obrigado ao Marcus Batera pela revisão final dos números.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A opinião de Dave Mustaine sobre a clássica "The Unforgiven", do Metallica

James Hetfield e esposa Francesca se divorciam após 25 anos de união

Cinco músicos que começaram vida nova após saírem de grandes bandas de heavy metal

Metallica: Fãs abrem museu exclusivamente dedicado a Cliff Burton na Suécia

As faixas do "Black Album" que James Hetfield e Lars Ulrich não curtem

As seis músicas do Metallica que Dave Mustaine ajudou a escrever

A opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

Nova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

Artigo na Far Out Magazine aponta James Hetfield como pior letrista da história do metal

Fãs de Stranger Things do Tik Tok querem cancelar o Metallica

Metallica e as duas músicas do "Black Album" que retratam traumas de James Hetfield

Lars Ulrich explica por que Bon Scott é seu vocalista preferido de todos os tempos

Nergal surpreende ao citar música do Metallica que ele considera uma das melhores

O álbum do Megadeth que parecia ser do Metallica, até que um fã enquadrou Mustaine

Vocalista do Behemoth diz que seu amigo Lars Ulrich é um ser humano incrível

Motorhead: Trujillo explica porque Lemmy é uma lenda

Dia Mundial do Rock: relembre 100 clássicos lançados na década de 90

Babymetal: O "kawaii metal" que conquistou o planeta

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Eduardo dutecnic

Paulistano, nascido em 1982, bacharel em Sistemas de Informação pelo Mackenzie e pós-graduado em Administração de Empresas (CEAG) pela FGV. Tem como paixão as bandas Iron Maiden e MetallicA, mas é fã de rock e metal internacional em geral. Alguns hobbies são: acompanhar o time do coração, Corinthians; doente por Back To The Future e Indiana Jones; viajar; Playstation; jogar o eterno Duke Nukem 3D. Carros em geral e F1 em especial. Tudo que pode ser relacionado à tecnologia (software e hardware). Ama os velhos receivers valvulados e aquelas maravilhosas caixas pesadas e potentes. Fã do Whiplash desde os primórdios. Criador e administrador do Minuto HM (www.minutohm.com), o blog da família do Heavy Metal (Twitter: @minutohm).

Mais matérias de Eduardo dutecnic.