Geezer Butler: "Iron Man" era um dos meus gibis favoritos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/06/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em 14 de maio, Steven Rosen do site Ultimate-Guitar.com entrevistou o lendário baixista Geezer Butler (HEAVEN & HELL, BLACK SABBATH) sobre o "Black Sabbath: Classic Albums - Paranoid" da Eagle Rock Entertainment, um DVD sobre a gravação do LP clássico do BLACK SABBATH, "Paranoid". Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

2254 acessosBlack Sabbath: trio passou três dias juntos após fim da turnê5000 acessosCompridas: As músicas mais longas de grandes bandas

Ultimate-Guitar.com: Como você se sente ouvindo "Iron Man" como tema do filme "Iron Man"? Você fica impressionado quando escuta a música depois de todos esses anos em um filme moderno?

Geezer: "É uma das primeiras músicas que escrevemos e uma das que fez mais sucesso em 1970, ou seja lá quando foi. E é muito estranho escutá-la. Fomos influenciados pelo gibi e agora o gibi é influenciado por nós. Quero dizer, é realmente estranho. 'Iron Man' sempre foi um dos meus gibis favoritos quando eu era menino e agora a coisa virou. Ver nossa música meio que promovendo o filme. É ótimo".

Ultimate-Guitar.com: Você sente falta daqueles dias? Há algum sentimento que você tinha naquela época fazendo música com o SABBATH que talvez não exista mais?

Geezer: Bem, é porque nós mal tínhamos saído da adolescência e o mundo todo era uma experiência nova para nós. Então tudo que fazíamos era pela primeira vez e nós todos estávamos experimentando isso juntos. Era realmente mágico porque você estava aprendendo com cada novo dia; isso traz uma experiência nova. E quando você está naquela meio que, você sabe, 'já estive ali, já fiz aquilo', esse tipo de coisa, você nunca mais sente a mesma coisa novamente".

Leia a entrevista completa no Ultimate-Guitar.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Black SabbathBlack Sabbath
Trio passou três dias juntos após fim da turnê

471 acessosTony Iommi: "Valeu a pena desde o 1° dia", diz sobre carreira386 acessosHeavy Lero: a segunda parte da história do Black Sabbath com Dio0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Auto-elogioAuto-elogio
20 bandas que deram o seu nome a músicas

LoudwireLoudwire
Os melhores álbuns do ano desde a década de 70

Sounds EntertainmentSounds Entertainment
As melhores músicas do Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

CompridasCompridas
As músicas mais longas de grandes bandas

Anette OlzonAnette Olzon
"Eu fui demitida exatamente como Tarja também foi"

Dane-se Bruce DickinsonDane-se Bruce Dickinson
Simone Simons no metrô é muito melhor

5000 acessosPresença de Palco: dicas para iniciantes5000 acessosMalmsteen: "A 1ª vez que fui ao Brasil não consegui acreditar"5000 acessosA importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars5000 acessosINXS: Michael Hutchence morreu arruinado?5000 acessosDuff McKagan: dez álbuns que marcaram a vida do baixista5000 acessosPaul Stanley: relembrando momento histórico com vergonha

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online