Geezer Butler: "Iron Man" era um dos meus gibis favoritos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/06/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em 14 de maio, Steven Rosen do site Ultimate-Guitar.com entrevistou o lendário baixista Geezer Butler (HEAVEN & HELL, BLACK SABBATH) sobre o "Black Sabbath: Classic Albums - Paranoid" da Eagle Rock Entertainment, um DVD sobre a gravação do LP clássico do BLACK SABBATH, "Paranoid". Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

879 acessosBlack Sabbath: projeto Home of Metal chega a São Paulo5000 acessosMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"

Ultimate-Guitar.com: Como você se sente ouvindo "Iron Man" como tema do filme "Iron Man"? Você fica impressionado quando escuta a música depois de todos esses anos em um filme moderno?

Geezer: "É uma das primeiras músicas que escrevemos e uma das que fez mais sucesso em 1970, ou seja lá quando foi. E é muito estranho escutá-la. Fomos influenciados pelo gibi e agora o gibi é influenciado por nós. Quero dizer, é realmente estranho. 'Iron Man' sempre foi um dos meus gibis favoritos quando eu era menino e agora a coisa virou. Ver nossa música meio que promovendo o filme. É ótimo".

Ultimate-Guitar.com: Você sente falta daqueles dias? Há algum sentimento que você tinha naquela época fazendo música com o SABBATH que talvez não exista mais?

Geezer: Bem, é porque nós mal tínhamos saído da adolescência e o mundo todo era uma experiência nova para nós. Então tudo que fazíamos era pela primeira vez e nós todos estávamos experimentando isso juntos. Era realmente mágico porque você estava aprendendo com cada novo dia; isso traz uma experiência nova. E quando você está naquela meio que, você sabe, 'já estive ali, já fiz aquilo', esse tipo de coisa, você nunca mais sente a mesma coisa novamente".

Leia a entrevista completa no Ultimate-Guitar.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Black SabbathBlack Sabbath
"Podemos fazer alguns shows pontuais", diz Iommi

879 acessosBlack Sabbath: projeto Home of Metal chega a São Paulo1881 acessosBlack Sabbath: veja unboxing da "The Ten Year War"1265 acessosDoom Metal: os 25 maiores álbuns do gênero0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Contra-baixoContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

Cannibal CorpseCannibal Corpse
O segredo para se fazer música obscura

Épico & HistóricoÉpico & Histórico
Tony Iommi e Christopher Lee se entrevistam

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Max CavaleraMax Cavalera
"Deveríamos ter demitido os dois e mantido o nome"

MetallicaMetallica
Gosto musical impediu que se tornassem um Maiden

Chris CornellChris Cornell
Ele não dava sinais de que se mataria, diz esposa

5000 acessosRede Globo: em 1985, explicando o que são os metaleiros5000 acessosHeavy Metal: as 10 capas mais "de macho" de todos os tempos5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosGame Of Thrones: os dez personagens mais Metal da série5000 acessosBateristas: os dez melhores em vídeo, com algumas surpresas5000 acessosKing Diamond: As memórias de um professor de História

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online