Eric Clapton: vendendo 70 guitarras para caridade

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Rolling Stone, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 10/12/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

ERIC CLAPTON está leiloando 70 guitarras de sua formidável coleção, para angariar fundos ao seu centro de reabilitação de viciados em álcool e drogas em Antígua, o Crossroads.

5000 acessosIbanez: cinco coisas que você não sabia sobre a marca5000 acessosKrisiun: "Edu Falaschi não viveu o underground"

Entre os itens à venda – que também incluirão amplificadores e serão leiloados no dia 9 de fevereiro na [casa de leilões] Bonhams de Londres – estão uma Fender “Eric Clapton Signature” Stratocaster preta, que ele tocou nos shows de reunião do CREAM em 2005 (espera-se que seja vendida por algo entre 20 e 30 mil dólares) e um par de gabinetes Marshall, que ele usou com o DEREK AND THE DOMINOES durante os anos 70 (expectativa de 8 a 10 mil dólares). Guitarras doadas por Jeff Beck e Joe Bonamassa também são parte do leilão com lote de 150 itens.

Clapton realizou leilões parecidos em 1999 e 2004. O último evento arrecadou mais de 7.4 milhões de dólares e viu três das guitarras de Clapton chegarem a somas astronômicas: uma Stratocaster, que ele chamava de “Blackie”, estabeleceu um recorde a US$959.000; uma Gibson ES-335 1964, que ele tinha tocado com os YARDBIRDS e o CREAM, foi por US$847.500; e uma Martin 1939 acústica, que ele tocou em sua aparição no Acústico MTV, chegou a US$791.500. Os dois primeiros itens foram comprados pela rede de lojas The Guitar Center.

Clapton já tinha estabelecido o recorde anterior de preço pago por uma guitarra no leilão de 1999, quando uma Strat 1956 (“Brownie”) foi vendida por US$497.000.

Clapton abriu o [centro de reabilitação] Crossroads em 1998. No verão passado, ele fez seu terceiro show beneficente para o centro em Chicago, onde se juntaram a ele B.B. King, Jeff Beck, Ron Wood, Buddy Guy e outros.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

IbanezIbanez
Cinco coisas que você não sabia sobre a marca

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Instrumentos"

Guitarra do futuroGuitarra do futuro
Instrumento fabricado com impressora 3D

Dimebag DarrellDimebag Darrell
Whisky e guitarra de Eddie Van Halen num caixão do Kiss

Arson AnthemArson Anthem
Phil Anselmo: "Sempre toquei guitarra nas bandas!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Instrumentos"0 acessosTodas as matérias sobre "Eric Clapton"


KrisiunKrisiun
"Edu Falaschi não viveu o underground"

Roqueiro poserRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Jack BruceJack Bruce
"Foda-se o Led Zeppelin! Eles são um lixo!"

5000 acessosPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários5000 acessosOverkill: mandando recado ao Avenged Sevenfold5000 acessosCannibal Corpse: este cara é muito mais fanático que você4379 acessosBill Ward: a turnê do "13" não foi isto tudo, e o CD é uma merda3424 acessosU2: veja Bono salvando uma garota de morrer esmagada no Live Aid5000 acessosPaul Di'Anno: Steve Harris não aceitou muitas de minhas canções

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online