Beady Eye: entrevista para o site da Rolling Stone

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Lara Paiva, Fonte: Rolling Stone, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Os integrantes da BEADY EYE, Liam Gallagher e Andy Bell, concederam uma entrevista para a revista Rolling Stone. O grupo é formado pelos antigos integrantes do OASIS, após o fim da banda em 2009. Confira abaixo alguns trechos traduzidos da entrevista:

Exodus: "Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary HoltVan Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rolling Stone: Todos vocês já escreveram músicas para o Oasis, mas Noel Gallagher era o compositor da maioria das canções. Como é a sensação de trabalhar sem ele?

Andy Bell: Eu não sei ainda se é bom ou ruim, no geral, o trabalho está bom. Era bom trabalhar com o Oasis, porém nós estamos bem com a nova banda.

Rolling Stone: Qual é a diferença de trabalhar sem o Noel?

Andy Bell: Tudo está diferente. O Oasis terminou, mas decidimos continuar tocando juntos, porém com outro nome. Agora eu estou tocando guitarra. Como nós não decidimos quem seria o compositor das canções, resolvemos dividir as composições. Trabalhamos todos os arranjos juntos, produzimos o disco juntos, decidimos a capa do disco juntos e realmente permanecemos com as nossas mãos na democracia.

Rolling Stone: Liam, você trabalhou na composição?

Liam Gallagher: Não participei. Eu desejava participar. Escrevi as letras das canções que compus. O Andy escreveu para as músicas dele e o Gem [Archer, baixista do Beady Eye] também. Eu escrevo mais para mim.

Rolling Stone: Eu acho que você está acostumado em cantar música dos outros.

Liam Gallagher: Eu não me importo, desde que elas sejam ótimas. Você somente precisa torná-las suas. Se elas me cativarem e me impulsionarem, eu canto.

Rolling Stone: Vocês planejam manter o Oasis separado do Beady Eye, ou vão cantar músicas do Oasis nos shows?

Liam Gallagher: Oasis acabou. Não há chance de tocarmos. Isto é o Beady Eye e é isso que estamos tocando.

Andy Bell: Não vamos tocar as músicas do Oasis nos shows. Sentimos que o Oasis é diferente do Beady Eye. Aquelas músicas eram do Noel e se tiver alguém que possa tocá-las, esse alguém é o Noel.

Rolling Stone: Noel já ouviu o som do Beady Eye?

Gallagher: Não sei, mas com certeza ele vai gostar e se ele não gostar, ele está apenas sendo teimoso.

O restante da entrevista está no site da Rolling Stone (em inglês).




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Beady Eye"Todas as matérias sobre "Oasis"


Mais capas de álbuns: a história do rock no Google Street ViewMais capas de álbuns
A história do rock no Google Street View

Noel Gallagher: me arrependo de ter saído do OasisNoel Gallagher
"me arrependo de ter saído do Oasis"


Exodus: Rick Rubin é uma verdadeira fraude, diz Gary HoltExodus
"Rick Rubin é uma verdadeira fraude", diz Gary Holt

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o NirvanaVan Halen
O constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana


Sobre Lara Paiva

Estudante de jornalismo da UFRN. Aos 12 anos começou a escutar Black Sabbath. No início, os pais pensavam que isso seria uma fase, mas a fase virou uma tórrida paixão pelo Rock and Roll.

Mais matérias de Lara Paiva no Whiplash.Net.

Cli336x280